30 de março de 2013

O vereador Professor Gabriel (PDT) Parlamentar aborda educação e violência contra mulheres e jovens.

 destacou a importância da educação integral. Ele sugeriu que luta contra a violência envolve o combate às drogas, educação de qualidade e incentivos aos primeiro emprego.

O vereador Professor Gabriel (PDT)  durante Entrevista ao BLOG FOCO PB o qual abordou a situação da área da educação em João Pessoa e, de uma forma geral, no país. “Precisamos lutar pela melhoria do ensino e da aprendizagem para tentar modificar a educação brasileira, que é precária, principalmente a pública. Uma série de fatores faz com que as escolas não sejam atrativas aos jovens: o sistema educacional brasileiro é falho e os projetos criados para tentar superar as falhas também não têm resultados. É realmente absurdo um aluno terminar o Ensino Médio mal sabendo escrever e ler um texto. E quando digo ler, me refiro ao sentido não só de juntar as letras, mas de entender o que é dito, de conseguir interpretar. Muitos alunos não se interessam pelos estudos, mas as políticas públicas também não incentivam”, comentou o parlamentar.

O vereador fez questão de enfatizar que as crianças, ao começarem a ler e escrever, despertam para o querer aprender cada vez mais. Ele ainda pretende encampar uma luta para inserir a sociedade, como um todo, no processo educacional. O parlamentar defende a escola em tempo integral e um amplo trabalho para tornar a escola mais atrativa à juventude.

Violência contra a mulher e os jovens

Outro tema abordado pelo vereador foi a luta para combater a violência contra a mulher, que para o vereador, deve começar com a conscientização do homem em relação aos direitos femininos. “A mulher não é objeto do homem. Durante muito tempo, as mulheres foram tratadas como seres insignificantes, fruto da sociedade conservadora e patriarcal. Precisamos fazer valer o princípio da igualdade entre homens e mulheres, com os mesmos direitos e deveres, e vedar qualquer tipo de preconceito ou discriminação”, falou.

De acordo com o Professor Gabriel, é essencial que o Estado reconheça essa discriminação e, por conseguinte, seus efeitos e suas vítimas, além disso, que o Governo tome decisão política para enfrentá-la, transformando esse combate em uma política de Estado com mecanismos eficazes para combater essa violência. Para o parlamentar, a violência contra os jovens também precisa ser combatida com eficiência no combate às drogas, através de uma educação atrativa e de qualidade e com incentivos aos primeiro emprego.


POSTADO POR GENILDO ALVES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário