18 de fevereiro de 2013

Mais de 500 facas e 200 celulares já foram retiradas do Presídio do Róger.



O ano começou apenas há 48 dias, mas neste curto espaço de tempo, apenas em Operações de Segurança, mais conhecidas como Pente fino, no Presídio do Roger, já foram encontrados mais de 200 aparelhos celulares e mais de 500 facas e espetos, além de duas armas de fogo, drogas, chips, carregadores de celulares, entre outros.

Essas apreensões além de outras medidas disciplinares adotadas recentemente são apontadas como uma das possíveis causas dos recentes tumultos verificadas na Penitenciária Desembargador Flósculo da Nobre (Presídio do Roger), em João Pessoa.
Mais de 500 facas e 200 celulares já foram retiradas do Presídio do Róger
De acordo com o secretário de Segurança, Wallber Virgolino, a atual administração do sistema penitenciário não vai admitir qualquer tipo de indisciplina e garantiu que os líderes dos tumultos ocorridos recentemente já foram identificados e transferidos para o PB1.

Wallber garantiu que todos os grupos, facções e núcleos existentes dentro das unidades prisionais da PB, já foram identificados. “Fortalecemos a Gerencia de Inteligência - GESIPI no sentido de antecipar e prevenir qualquer tipo conduta delituosa”, enfatizou.

Desde que assumiu a Secretaria de Administração Penitenciária há cerca de um mês, Wallber Virgolino já determinou a instauração de 17 Processos Administrativos Disciplinares para apurar todos os casos ocorridos tanto no Presídio do Roger como em outras unidades prisionais da Paraíba.






POSTADO POR: PBAGORA/MARTINS

APÓS LONGO PERÍODO DE SOL FORTE E MUITO CALOR, A CHUVA CAÍ EM JOÃO PESSOA E CAUSA DIVERSOS ALAGAMENTOS.


Com a chuva que está caindo desde a madrugada desta segunda-feira (18) em João Pessoa, vários pontos da cidade amanheceram alagados e o trânsito está congestionado em algumas ruas da Capital.

Algumas áreas que já são conhecidas como pontos de alagamento, como a Avenida Sérgio Guerra nos Bancários, a Avenida Beira Rio, trechos da Epitácio Pessoa, Rua Francisco Porfírio Ribeiro (Ladeira Mangabeira-Valentina) e Avenida Sanhauá no Varadouro (em frente a Estação Ferroviária) estão causando transtornos para motoristas e pedestres.
Chuva que cai desde a madrugada em JP causa alagamentos
De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (AESA), a temperatura ficará variando entre 31º e 25º, com nebulosidade variável e possibilidade de ocorrência de chuvas e segundo o coordenador da Defesa Civil de João Pessoa, Francisco Noé, não foi registrado nenhum desabamento na cidade (até o momento do nosso contato com o mesmo), porém equipes estão percorrendo diversos bairros para verificar a situação pessoalmente.
Uma das preocupações da defesa civil é o bairro São José que normalmente, nestes períodos chuvosos costuma levar grandes transtornos aos moradores daquela localidade.
A defesa civil disponibiliza do telefone (83) 3218-6146 para qualquer caso de emergência.





POSTADO POR: MARTINS

Cartaxo vai a evento do Estado para saber as propostas de RC tem para JP.


Um dos primeiros prefeitos a marcar presença no evento com o Governo do Estado, no Hotel Tambaú, em João Pessoa, na manhã desta segunda-feira (18), o prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PT) revelou que aguarda com expectativa para saber quais são as propostas reais do executivo para a maior cidade da Paraíba.

Em contato com a reportagem do PB Agora, o petista deixou claro que estará sempre aberto ao diálogo com o Governo Estadual no campo institucional e que espera estabelecer parcerias em prol do desenvolvimento da cidade.
Curioso: Cartaxo vai a evento do Estado para saber as propostas de RC tem para JP
Do ponto de vista institucional, queremos estabelecer parcerias com o Goveno do Estado, assim como a gente está fazendo com o Governo Federal e vamos fazer com a iniciativa privada. O nosso objetivo é fazer com que o dialogo avance cada vez mais, por isso vim para o evento hoje, justamente para saber as propostas reais do Governo Ricardo Coutinho para João Pessoa e nós estamos com as portas abertas”, declarou.


Sobre a data de uma audiência individual com o governador Ricardo Coutinho (PSB) para tratar dos assuntos relacionados apenas a Capital do Estado, Cartaxo deixou claro que é apenas uma questão de tempo

“Estamos fazendo levantamento dos projetos para junto com a parceria com o governo federal podermos também firmar parcerias com o Governo do Estado”, disse.






POSTADO POR: PBAGORA/MARTINS

QUADRILHAS COMPRAM EXPLOSIVOS COM FACILIDADE NO BRASIL E NO PARAGUAI E QUE SERVEM PARA EXPLODIREM CAIXAS ELETRÔNICOS



Durante um mês, o Fantástico seguiu os passos das quadrilhas que compram dinamite para explodir caixas eletrônicos.  

A cena é impressionante, e ocorre em quase todo o Brasil. Para entrar na agência bancária que está fechada, bandidos usam um machado ou um pé de cabra. Qualquer pessoa que esteja por perto pode virar refém, até mesmo policiais.  

Dentro da agência, os criminosos golpeiam os caixas eletrônicos. O que eles querem é abrir espaço pra colocar dinamite dentro das máquinas.  

As explosões destroem não só os caixas, mas a agência toda. Colocam em risco prédios vizinhos e aterrorizam cidades inteiras.  

Quase sempre são municípios onde os poucos policiais não têm equipamentos para enfrentar as quadrilhas fortemente armadas, como conta um PM que não quer ser identificado: “Estava sozinho com uma pistola somente, e eles estavam em torno de oito armados com fuzil de grosso calibre”.  

Os bandidos também atacam os cofres de pedágios, empresas e até prefeituras. A guerra começa com o comércio clandestino e o roubo de explosivos  

Em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia na fronteira com o Mato Grosso do Sul, o Fantástico localizou vendedores de explosivos, que negociam bananas de dinamite tranquilamente, à luz do dia.  

- O que você precisa?  

- Quero dinamite.  

- Tem, tem?  

- Boa, boa. Que funcione.  

- Tem, tem.  

O preço de cada banana: R$ 400 reais. O homem diz que fornece explosivos para quadrilhas brasileiras:  

- Vem um cara que vem sempre direto comprar com a gente aqui. Ele só leva dois, três, para explodir caixa eletrônico. Ele é de Mato Grosso.  

Segundo a Polícia Civil, no ano passado, Mato Grosso teve 66 assaltos a banco, e em 58 deles foram usados explosivos. Em geral, os alvos são os caixas eletrônicos.  

A diferença em Aral Moreira, na fronteira com o Paraguai, é que os bandidos não queriam os caixas eletrônicos. Eles estavam atrás do cofre principal, que ficava na tesouraria do banco. Eles levaram quase R$ 500 mil em dinheiro.  

O assalto foi no fim do ano passado. Antes de explodir a agência bancária, os bandidos invadiram o posto da PM e renderam o único policial que estava de serviço.  

“Eu estava na sala de espera, sentado, sozinho, de repente chegou um cidadão com um fuzil. Surgiu do nada. Surgiu um, surgiu outro e foi surgindo. Foram os quatro ou cinco elementos que entraram e chegaram me espancando. Foi muito chute e coronhada de arma longa. Fui obrigado a mostrar onde estavam as armas, o colete que a gente tinha. Todos os material bélico que a gente tinha levaram”, conta.  

A quadrilha roubou ainda o carro da PM e levou o policial como refém. “Abriram o compartimento de preso, me puseram dentro e falou assim: ‘Agora vamos para o banco’.  

Um segundo carro deu cobertura à ação. O ataque à agência foi gravado pelas câmeras de segurança. Os bandidos precisaram de menos de um minuto para quebrar a porta da agência, preparar a explosão, recolher o dinheiro e fugir.  

O policial ficou cerca de duas horas e meia como refém, até finalmente ser solto. “Achei que ia morrer”, diz.  

Em Cotiporã, interior do Rio Grande do Sul, imagens mostram um assalto a uma fábrica de joias, no fim do ano passado. Foram dez explosões. Na fuga, os nove bandidos usaram três carros, levando dez reféns.  

Uma patrulha com quatro policiais militares interceptou a quadrilha. Um policial foi atingido. Durante 40 minutos houve troca de tiros e tentativas de negociação para a libertação dos reféns.  

“Gritavam para nós: ‘Entregue a arma de vocês. Pegue a viaturinha de vocês e vão embora, que nós prometemos deixar vocês vivo’. Os reféns estavam em pânico, então nós tínhamos que manter a calma, e tentar manter os reféns calmos também, para uma boa atuação”, diz um policial militar.  

“Foi muito tiro, foi muito forte. Teve uma hora que eu achei que ia morrer, porque o tiro foi muito perto. Teve um momento que eu fiquei surdo, não ouvi mais nada”, conta um refém.  

Nenhum refém ficou ferido. Seis bandidos conseguiram escapar e três morreram no local. Entre eles, Elisandro Falcão, responsável por 15 assaltos com explosivos no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Segundo a polícia, Falcão chegou a comprar uma pedreira.  

“É uma pedreira adquirida pelo Falcão. Alguns meses atrás, com o objetivo de possibilitar que a quadrilha adquirisse legalmente explosivos. Era um centro de treinamento da quadrilha. Segundo vizinhos, eles ouviam explosão, certamente testando quantidade de explosivos, coisas desse tipo”, diz Juliano Ferreira, delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Sul.  

Imagens mostram a prisão de Dênis Martins Fernandes, que era comparsa do Falcão. Segundo a polícia, essa quadrilha é a responsável pelos assaltos que você viu no início da reportagem.  

Durante as investigações, escutas feitas pela polícia de Santa Catarina e autorizadas pela Justiça mostram Dênis, relatando a quantidade de dinamite usada na explosão da agência na cidade de Sombrio, interior do estado: “Devem ter usado dois e meio. Prejudicou um pouquinho só dentro, um pouquinho. Abriu daquele jeito”.  

Os bandidos não sabem calcular a quantidade de explosivos. Por isso, muitas vezes acabam destruindo a agência toda. No Paraguai, o repórter Giovani Grizotti negocia com um vendedor clandestino em Ciudad del Este. O vendedor explica que a quantidade depende do tipo de assalto:  

- Tem umas que já vêm preparadas para estourar uma casa ou ônibus. Tem umas que já vêm preparadas para caixa eletrônico. R$ 500 reais com o pavio.  

Na mesma cidade paraguaia, outro vendedor diz que consegue dinamite porque o irmão trabalha em uma pedreira, conhecida como ‘cantera’:  

- Quanto sai?  

- Esse está caro, meu irmão: US$ 150 dólares cada uma.  

- Cada banana?  

- Sim. Você não vai conseguir em qualquer lugar. Eu tenho meu irmão que trabalha na ‘cantera’.  


  No Brasil, os bandidos também buscam explosivos em pedreiras, garimpos e obras. Em uma região mineradora no interior da Paraíba, um garimpeiro oferece uma grande quantidade de explosivos. 

- Aquela quantidade que o senhor tem lá é 25 quilos? 

- 25 quilos. 

- Esses 25, o senhor faz por quanto? 

- R$ 260 

- E o senhor acha que isso dá para cem explosões? 

- Nessa faixa. 

Com o único banco destruído, as vendas no comércio de lagoa seca despencaram, como diz um lojista que não quer ser identificado: “O comércio teve uma queda de 80%, está praticamente parado”. 

Em outra cidade paraibana, o ataque aconteceu na agência, que fica ao lado da Câmara de Vereadores e em frente ao fórum. Os bandidos entraram no banco de madrugada. A explosão foi tão forte que destruiu até o telhado da agência e abriu rachaduras no prédio vizinho. 

“A explosão parecia que era dentro de casa. Parecia que tinha derrubado a casa”, conta uma moradora. 

“O pessoal sentiu um medo muito forte. Teve gente que pensou que era o fim do mundo, estavam dizendo que o mundo ia acabar”, diz outro morador. 

No início deste mês, uma quadrilha usou um homem-bomba para roubar dinheiro de um carro-forte na capital paraibana. Segundo a polícia, os bandidos invadiram a casa de um motorista da empresa proprietária do carro-forte. Tomaram a família como refém. Em seguida, prenderam explosivos no corpo dele e fotografaram tudo. 

Ele saiu sozinho para trabalhar, levando um telefone celular dado pelos bandidos. Enquanto a família estava em poder da quadrilha, ele foi obrigado a informar pelo telefone quando haveria o transporte de uma grande quantidade de dinheiro.    

O bando atacou, explodindo o carro-forte. Levou R$ 650 mil e libertou os reféns e o motorista.  

Para inibir esses assaltos, o mecanismo de segurança mais comum é o dispositivo que mancha as notas quando o caixa é estourado, mas os bandidos descobriram como lavar as cédulas. “Na primeira leva de tinta, eles conseguiam lavar a tinta. Então os bancos já estão no quarto tipo de tinta, e esse tipo de tinta que é usado agora não se consegue lavar, porque ele entranha na nota”, explica o presidente da Federação Brasileira de Bancos, Murilo Portugal.  

Outras tecnologias estão sendo testadas, como a bomba que solta fumaça na agência quando os caixas são atacados. A ideia é dificultar a visão dos bandidos, que assim desistiriam do assalto.  

“Alguns bancos estão testando essa bomba de fumaça, e nós ainda não temos uma opinião final sobre isso. Nós devemos atacar as causas desse problema, que é o acesso fácil aos explosivos, é o excesso de bandidos na rua”, diz o especialista.  

Pela lei, cabe ao Exército fiscalizar a fabricação, o comércio e o uso de explosivos. No ano passado, segundo o Exército, pouco mais da metade das 1.070 empresas que têm autorização para usar explosivos foi fiscalizada.  

“Em 2012 foram realizadas 450 vistorias em empresas diferentes, 450 vistoriadas em todo o Brasil. Vistorias aonde o fiscal vai no depósito, vistorias para verificar indícios de irregularidades, vistorias realizadas para concessão, para revalidação: se a gente somar tudo isso, vai dar mais de 50%”, diz Achiles Santos Jacinto Filho, assessor da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados do Comando do Exército.  

Ainda segundo o Exército, no ano passado foram registrados 60 casos de extravio de explosivos. Só nesta semana houve pelo menos três episódios de roubo em diferentes regiões do Brasil.  

Em São Paulo, 75 quilos de dinamite foram levados do canteiro da obra de duplicação da rodovia dos Tamoios, na altura de Paraibuna. Em Ribeirão Preto, sete homens armados levaram 500 quilos de dinamite do galpão de uma pedreira. E no Maranhão a polícia prendeu um bandido com 100 quilos do mesmo explosivo, roubados de uma mineradora.  

“Temos que ter essa preocupação do comércio e do trânsito desses explosivos, mas por si só isso não resolve”, diz o secretário de Defesa Social de Minas Gerais, Rômulo de Carvalho Ferraz.  

Minas Gerais teve 19 assaltos este ano, e 148 no ano passado. Para o governo do estado, o combate a esse crime exige mais investimentos. “O que resolve é basicamente uma melhor proteção desses aparelhos, desses caixas eletrônicos, e por outro uma investigação cada vez mais eficaz para conter esses grupos criminosos”, afirma Ferraz.  

Em nota, enviada ao Fantástico, a Polícia Federal diz que tem intensificado a atuação contra os assaltantes de bancos que utilizam explosivos.







POSTADO POR: G1/MARTINS

Promotoria da Criança requer investigação policial sobre fraude em documento apresentado à Justiça.


Imprimir
 
A 1ª Promotoria de Justiça da Criança e do Adolescente da Capital solicitou, nesta sexta-feira (15), ao secretário de 
Segurança Pública e Defesa Social, Claúdio Coelho Lima, a instauração de inquérito policial para apurar a existência 
de fraude em um documento eletrônico apresentado à Justiça no mandado de segurança em que ex-conselheiros
tutelares de João Pessoa requerem a suspensão e a anulação do processo de escolha dos novos conselheiros para as 
regiões Sul, Sudeste e Norte.

De acordo com a denúncia encaminhada ao Ministério Público paraibano pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e 
do Adolescente da Capital (CMDCA), o e-mail acostado no processo judicial em que o Conselho Nacional de Direitos da 
Criança e do Adolescente (Conanda) teria dito que “deverá ser prorrogado o mandado dos atuais conselheiros tutelares que
 foram empossados em 2010” teve partes do texto original suprimidas e adulteradas.

Para o CMDCA a fraude teve como objetivo distorcer o posicionamento conclusivo do conselho nacional, já que o Conanda 
afirma categoricamente que o CMDCA “deverá realizar o processo de escolha e dar posse aos conselheiros escolhidos ao 
término do mandato daqueles que foram empossados em 2010”.

Do documento acostado ao mandado de segurança foram retirados o trecho em que o Conanda se posiciona de 
forma contrária a qualquer hipótese de prorrogação automática do mandato dos ex-conselheiros tutelares e o parágrafo 
em que o conselho nacional assevera que assiste ao Ministério Público cobrar e exigir do CMDCA a adoção das 
providências necessárias para a realização do processo de escolha e posse dos novos conselheiros tutelares.

Na avaliação do promotor de Justiça da Criança e do Adolescente Alley Escorel, o fato é grave e precisa ser apurado.
Levando em consideração que existem fortes indícios de adulteração de documento e de sua utilização posterior em 
processo judicial, torna-se imprescindível a instauração de inquérito policial para apuração do fato em toda sua 
extensão, a fim de comprovar a veracidade da denúncia e a consequente identificação dos responsáveis pela prática do
delito porventura praticado, oportunidade em que deverá ocorrer a responsabilização criminal daqueles que incorreram
na prática dos delitos comprovados”, disse.







POSTADO POR:  MP/MARTINS

10 de fevereiro de 2013

CARNAVAL E ISSO!


ARREBENTARAM OS DENTES DO CHEFE DE QUADRILHA COM UM TIRO DE ESCOPETA [VÍDEO CENAS FORTES]

Veja o Vídeo do Acusado de liderar quadrilha a assaltos a banco é morto com tiro de escopeta na boca;ATENÇÃO CENAS FORTES






Juazeiro do Norte-CE: Adolescente capota veículo e mata garota de 16 anos


A polícia registrou um grave acidente automobilístico por volta das 03h26min, na Avenida Maria Edinir Bezerra de Mendonça, altura do nº 1192, bairro José Geraldo da Cruz. Foi vítima fatal Izabel Cristina Carneiro da Silva, 16 anos. O veículo Gol de cor vermelha placas HVX-1562 inscrição de Juazeiro do Norte, era conduzido por um adolescente que nada sofreu. Estavam no veículo Josivan Antônio Canela, 14 anos socorrido em estado grave e uma criança de 12 anos que escapou ilesa.


O carro trafegava no sentido bairro Limoeiro-João/Cabral, quando em uma curva perdeu o controle, bateu no canteiro central e capotou vindo parar na outra mão da via em cima da calçada de algumas residências chegando atingir o portão de duas delas. O veículo ficou completamente destruído.
O responsável pelo veículo, André Aparecido Carneiro da Silva, 19 anos foi conduzido juntamente com o condutor para a 20ª DRPC, apresentados a autoridade policial que instaurou o Inquérito Policial.








GENILDO ALVES




TRAGÉDIA EM PENTECOSTE: SOBE PARA QUATRO O NÚMERO DE MORTOS EM ACIDENTE ENTRE UMA SAVEIRO E UMA PARATI ( CENAS FORTES)




Sobe para quatro o numero de mortos no acidente que ocorreu na tarde desta quinta feira, (07) em Pentecoste.
O acidente que envolveu uma Saveiro que ia no sentido Pentecoste a Fortaleza colidiu frontalmente com uma Parati que vinha em sentido contrário. Com a violência do impacto, os carros praticamente de desmancharam causando a morte de quatro pessoas e deixando mais quatro feridas em estado grave.
Ainda não temos a identificação de todos os mortos, mas entre os mortos está uma criança chamada Ítalo Kaliel, de apenas cinco anos de idade, Valcleide de Almeida Pimentel, 32 anos, Um senhor de nome Abelardo, Protético dentário residente no bairro da Pedreira, de aproximadamente 60 anos, e uma senhora que estava na Saveiro.
Os feridos foram encaminhados para Fortaleza entre eles o pai da criança que faleceu.

Fonte: Blog Combate Policial/POSTADO POR GENILDO ALVES.

6 de fevereiro de 2013

HOJÉ É A QUARTA FEIRA DE FOGO!!! BLOCO DO MURIÇOCAS DO MIRAMAR SAI HOJÉ PARA PICAR SEUS FOLIÕES COM ALEGRIA.


A 27 anos atrás o bloco saia pela primeira vez as ruas com uma carroça, puxada por um burro, algumas caixas de som e cerca de 50 foliões.







A idéia da criação do bloco surgiu em uma festa de aniversário de Thiago Gualberto, no bairro de Miramar em 1986, numa brincadeira de um grupo de amigos convidados, formado por artistas, professores e jornalistas. 

Foi uma festa com muitas brincadeiras e sorteios onde todas as crianças estavam fantasiadas e o tema era pirata. 

Ao final da festa as pessoas estavam tão animadas que resolveram sair pelas ruas do bairro fazendo barulho, batendo em latas e panelas.

Nessa época a cidade de João Pessoa ficava vazia devido à falta de carnaval e as pessoas saíam em busca da festa de Momo em Olinda, Recife e Salvador.

Só ficavam na cidade as muriçocas que abriam alas para voar. Os fundadores homenagearam as muriçocas do bairro onde moravam, denominando o bloco de Muriçocas do Miramar.

O bloco ganhou as ruas da Capital pela primeira vez em 1987.  Eram umas 50 pessoas seguidas por um carro de som e por uma carroça puxada por burro conduzindo a criançada. Os foliões saíram cantando pelas ruas o Hino das Muriçocas, de autoria do compositor Fuba que também criou o termo “Quarta-feira de Fogo” pelo fato do evento acontecer uma semana antes da “Quarta-feira de Cinzas”.          

O primeiro estandarte foi pintado por José Altino, artista plástico e também morador do bairro do Miramar. E desde então todos os estandartes têm sido obras de arte de artistas da terra, a exceção do estandarte de 1988, que foi pintado pelo artista baiano Hans Petta que naquela época estava conhecendo a cidade e pediu para ser o autor do estandarte daquele ano.

Gente conhecida internacionalmente como Flávio Tavares, Alice Vinagre, Sérgio Lucena e Marlene Almeida já assinaram os estandartes que anualmente saem às ruas no dia do desfile. Esses estandartes permanecem expostos na sede da agremiação e fazem parte da história do maior bloco aberto de arrasto do mundo em carnaval de prévia. O estandarte de 2011 é da autoria do artista Elpídio Dantas.

Foi também no ano de 1988, o segundo ano que o bloco desfilou, quando foi lançada a camiseta e saímos com um pequeno trio elétrico. Em 2013 completam 27 anos de muita alegria.

Patrimônio Cultural – O Governo do Estado já oficializou por meio de Lei o bloco carnavalesco Muriçocas do Miramar como Patrimônio Cultural e Imaterial da Paraíba .

O bloco ocorre anualmente na quarta-feira que antecede a semana da festa de Momo, chamada pelos foliões de quarta-feira de fogo, uma referência à quarta-feira de cinzas. Hoje é tido como o segundo maior bloco de arrasto do Brasil, perdendo apenas para o Galo da Madrugada, em Recife. A ideia de torná-lo Patrimônio Cultural e Imaterial do do estado surgiu com a intenção de preservar e valorizar a nossa cultura.

Este ano o bloco terá a participação especial da cantora paraibana Elba Ramalho, além de Eduardo Fubá e tantos outros.

O bloco contará com vários trios elétricos espalhados por todo o trajeto( que compreende em torno de 5 km).

É claro e notório por onde nossa equipe de reportagem passa a animação dos foliões que se mostram ansiosos para o inicio da grande QUARTA FEIRA DE FOGO, como nos expressou a pequena Kaline Silva(12): "Eu fui na segunda feira para as muriçoquinhas e foi maravilhoso e este ano é a primeira vez que mainha me leva para o muriçocas, estou super ansiosa, pois desde pequena escuto meus pais e familiares falarem da quarta feira de fogo e hojé vou brincar muito, pois deve ser muito bom!".

Já o comerciante Janduí Gomes nos falou o seguinte: "Sou baiano e moro em João Pessoa a quase vinte anos, já brinquei muito carnaval na Bahia e em outros estados, mas o que é feito aqui no bloco das Muriçocas é algo diferente, além da vontade de se divertir existe um sentimento profundo de amor ao bloco, coisa que eu nunca senti em outros blocos carnavalescos e agradeço muito a minha esposa, pois na primeira vez que fui ao bloco eu queria viajar com ela e meus filhos para salvador e ela como boa paraibana que é, disse que só iria depois das muriçocas e hoje eu digo o mesmo, pois só saio de João Pessoa após as muriçocas do miramar".

E como quase todos os paraibanos e muitos que não são paraibanos, nós do FOCOPB, estaremos fazendo a cobertura deste mega evento.






DADOS FORNECIDOS PELO SITE OFICIAL DO BLOCO.






POSTADO POR: MARTINS



3 de fevereiro de 2013

Definido local onde será construído o Campus do IFPB em Santa Rita
local-terreno-ifpb-reuniao

O prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira (PRP), esteve reunido nesta quinta-feira (31) com o empresário Eduardo Ribeiro Coutinho; o reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPB), João Batista de Oliveira Silva; e o secretário de Educação, Neroaldo Pontes, para definir o local onde será construído o campus do IFPB (antiga Escola Técnica), em Santa Rita.
O campus ocupará um terreno de 40.000 m² e será construído às margens da BR 230, no KM 41, próximo ao Posto Novo Planalto, numa área pertencente à Usina São João e que será desapropriada pelo município. A obra da primeira etapa do IFPB está orçada em R$ 11 milhões de reais.
Reginaldo Pereira ficou bastante otimista com o resultado da reunião. “O IFPB vai trazer desenvolvimento para Santa Rita. Além de oferecer educação voltada para o mercado de trabalho para o povo de Santa Rita, vai valorizar o setor imobiliário da região”, destacou.
De acordo com o projeto, o campus do IFPB terá dois blocos, sendo um administrativo e outro acadêmico. Neste último, funcionarão 12 salas de aula com capacidade para 40 alunos cada; um Laboratório de Química, um Laboratório de Matemática, um Laboratório de Física, um Laboratório de Biologia e um Laboratório de Informática. Além das coordenações dos cursos e das salas dos professores.
No campus do IFPB de Santa Rita serão oferecidos inicialmente os cursos de Técnico Subsequente em Segurança no Trabalho, Técnico Integrado em Açúcar e Álcool e CST em Gestão da Produção Industrial.
O IFPB oferece ensino gratuito e de qualidade. Os cursos são voltados para o mercado de trabalho local. Os alunos recebem formação profissional de nível Técnico e Superior. Quando terminam o curso, estão aptos a a desenvolver suas atribuições no mercado de trabalho. O quadro de professores é formado por mestres e doutores.
 Secom-PMSR


Ricardo assina contrato para construir 928 casas em Santa Rita.

Residências fazem parte do programa Minha Casa, Minha Vida





























O governador Ricardo Coutinho assina, nesta segunda-feira (4), o contrato entre o Governo do Estado e o Banco do Brasil para construção de 928 unidades habitacionais na cidade de Santa Rita, através do Programa Minha Casa Minha Vida.

A solenidade será realizada na Praça João Pessoa, nº 31, em frente à Câmara Municipal de Santa Rita, a partir das 9h30. O evento vai contar com a participação da presidente da Companhia Estadual de Habitação Popular da Paraíba (Cehap), Emília Correia Lima, além de representantes do Banco do Brasil e diversas autoridades.

EMPREENDIMENTOS - Serão construídas 928 unidades habitacionais verticalizadas divididas em duas áreas distintas, com uma distância de 1.400 de um terreno para o outro.

O Loteamento Thomas Morus (área 1) terá 352 apartamentos e situa-se na esquina da Rua Professor José Luiz Clerot com a Rua do Cajueiro, sendo na esquina oposta contornado por um campo aberto. Está localizado no centro de Várzea Nova, sendo a Rua do Cajueiro a 1ª paralela à Rua Anésio Alves de Miranda (Rua da Alegria), rua principal do Distrito.

O Loteamento Rosa Luxemburgo (área 2) terá 576 apartamentos e situa-se no Bairro Boa Vista, limitando-se pela Rua Santo Antonio e BR 230.




Mulher bate carro, atinge abelhas e morre com 500 picadas.




Jovem foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos











Uma mulher foi atacada por um enxame de abelhas logo após sofrer um acidente de carro no km 481 da BR-158, em Rosário do Sul, na região da Fronteira do Rio Grande do Su, no início da tarde de sábado (2). Mariana Lucher, de 23 anos, sofreu mais de 500 picadas e foi levada pela Polícia Rodoviária Federal até o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Rosário do Sul, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o sargento Cleber Domingues, do Corpo de Bombeiros do munícipio, Mariana desceu um barranco no momento do acidente e o carro atingiu uma caixa utilizada para capturar abelhas. Depois do choque, os insetos atacaram a condutora do veículo.

Mariana tinha 23 anos, morava em São Gabriel, e era aluna do Curso Básico de Formação Policial Militar, em Esteio, Região Metropolitana de Porto Alegre.