3 de julho de 2012

FOCO PB NOTICIAS COM IMPARCIALIDADE!

SAMU de Campina Grande completa oito anos e supera 201 mil atendimentos.



Ontem segunda-feira, 2 de julho, o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Campina Grande, que desde janeiro passou a ser regional, está completando oito anos de funcionamento e até maio deste ano, já realizou 201.575 atendimentos. Somente no mês de maio foram 3.140 atendimentos, o maior número desde que o serviço foi implantado na cidade. Localizada na rua Almeida Barreto, no bairro do São José, a sede do SAMU está sendo reformada e ampliada para oferecer mais conforto e comodidade aos profissionais, que passaram a regular o atendimento de urgência e emergência de 55 municípios e uma população de quase 1 milhão de pessoas de toda a região de Campina Grande.

O SAMU foi criado pelo governo federal com o objetivo de democratizar ainda mais o atendimento médico de urgência e funciona a partir da integração entre uma central telefônica, ambulâncias médicas e setores de emergências dos hospitais. O serviço possui dez ambulâncias, sendo sete USB (Unidades de Suporte Básico) e três USA (Unidades de Suporte Avançado), além de quatro motolâncias. As USB são equipadas com prancha e talas para imobilização, colares cervicais, oxigênio, aspirador, estetoscópio, ambulatórios adulto e infantil, além de materiais para pequenos procedimentos de enfermagem. Contam com um condutor socorrista e um técnico de enfermagem.

As USA são enviadas para atuar nos casos mais graves, como os relacionados a ferimentos por arma branca e de fogo, infartos, envenenamentos e derrame cerebral. São unidades equipadas com itens presentes nas unidades de suporte básico mais equipamentos de UTI com monitor-desfibrilador, respirador, oxímetro de pulso e materiais para procedimentos médicos invasivos. A equipe é formada por um médico, um enfermeiro, um técnico de enfermagem e um condutor socorrista. Os profissionais das ambulâncias de suporte básico, as UTIs móveis e as motolâncias fazem atendimentos em vias públicas, residências ou locais de trabalho.

Para que o SAMU possa funcionar de forma apropriada, é importante que a população saiba utilizar o serviço, acionando-o somente quando existe situação de emergência e evitando sobrecarregar o sistema com outros problemas que não se caracterizem como tal e também com trotes, que ainda representam um problema para os atendentes. O tempo e o recurso gastos com um trote podem fazer com que seja prejudicado o atendimento a um paciente em situação de ameaça imediata à vida, explica o coordenador do SAMU, o médico Antônio Henriques.

O SAMU deve ser chamado nos seguintes casos: acidentes com vítima, acidentes com arma de fogo e arma branca, traumas como quedas e fraturas, intoxicação ou queimaduras, tentativas de suicídio, choques elétricos, acidente com produtos perigosos, crises hipertensivas, problemas cardíacos e respiratórios, trabalhos de parto e emergências psiquiátricas.

Partidos definem candidatos a prefeito de Campina Grande.



Depois de uma maratona de convenções políticas, enfim os partidos definiram os candidatos à prefeitura de Campina Grande para as eleições de 2012. São seis partidos com candidatura. A maioria das convenções aconteceu no sábado (30), último dia do prazo para realização das reuniões e divulgação dos candidatos. Os partidos ou coligações têm agora até o dia 5 de julho para registrar as candidaturas.

Todos os partidos tinham definido inicialmente os seus respectivos candidatos, a não ser o Partido dos Trabalhadores, que passava por uma disputa interna. A cúpula estadual do PT decidiu romper com o PMDB e apoiar a candidatura de Daniella Ribeiro (PP). Porém, o presidente do partido em Campina Grande, Alexandre Almeida, queria candidatura própria e conseguiu em liminar o direito de ser candidato.

Na manhã do sábado ele se reuniu com aliados na sede do partido e lançou a própria candidatura com a diretora do Sistema Nacional do Emprego em Campina Grande, Flávia Maria, como vice-candidata. Porém, a candidatura não foi validada porque Flávia não se desligou do cargo público. Além disso, o PT não homologou a candidatura de Alexandre, que foi secretário de obras de Campina Grande.

O presidente estadual do partido, Rodrigo Soares, disse que Alexandre foi expulso pela cúpula nacional do PT. Na convenção do PP, realizada à tarde, Rodrigo confirmou o apoio do PT à candidatura de Daniella Ribeiro, que anunciou o vereador Perón Japiassú (PT) como candidato à vice.

Além de Perón, Daniella estava acompanha do irmão Aguinaldo Ribeiro, Ministro das Cidades, e do pai, o ex-prefeito Enivaldo Ribeiro. A candidatura da deputada estadual é englobada por duas coligações entre cinco partidos: PP, PT, PPS, PSDC e PRTB. A aliança deve render a candidatura de 85 pessoas a vereador.

 Também na tarde do sábado, a cúpula do PTB se reuniu na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e anunciou o nome do empresário Arthur Almeida para prefeito e do advogado Eudo Brasileiro para vice. O partido lançou a candidatura em chapa única e sem coligação. Arthur conseguiu o direito de se candidatar através uma liminar da Justiça, já que o PTB nacional queria fazer uma intervenção na candidatura para que o partido se aliasse com o PMDB em Campina Grande. Cerca de 20 vereadores devem se candidatar pelo partido.

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) também realizou convenção na tarde do sábado e ficou definido que o professor Sizenando Leal é o candidato a prefeito pelo partido, que lança a candidatura própria sem coligação. O presidente do diretório municipal do partido, José de Arimateia, é o vice. Seis filiados do PSOL se candidatarão a vereador.

No início da noite, o senador Cássio Cunha Lima esteve na convenção do PSDB para homologar a candidatura do deputado estadual Romero Rodrigues para prefeito de Campina Grande. Ronaldo Cunha Lima Filho é o candidato a vice. Oito partidos fazem parte da coligação. A novidade do PSDB é o anúncio do nome de Ronaldinho, pois se discutia os nomes de Fábio Maia ou de Ivonete Ludgério, ambos do PSB, para vice.

Nomes que já estavam definidos
Porém, o primeiro partido mesmo a definir quem seria o candidato para prefeito de Campina Grande foi o PSC, que anunciou Guilherme Almeida em convenção do partido no domingo (23). O candidato a vice é o advogado e professor universitário Félix Araújo Neto, do PC do B. Félix é neto do ex-prefeito da cidade Félix Araújo, que deu nome à Câmara de vereadores.

Na sexta-feira (29), em convenção do partido o PMDB confirmou a candidatura de Tatiana Medeiros. O nome da secretária de saúde do município já havia sido anunciado pelo prefeito Veneziano Vital desde 2011 para sucedê-lo na gestão. Na ocasião foi homologada a coligação com o PR e o nome de Bruno Roberto para vice-prefeito.

Ainda na sexta, à noite, integrantes e aliados do Democratas se reuniaram na Câmara de Vereadores de Campina Grande e decidiram apoiar a candidatura de Romero Rodigues. Na manhã do sábado, os partidos do PV, PT do B, PSB e PSDC realizaram convenção para confirmar o apoio a Romero.

A partir de agora os partidos ou coligações têm até o dia 5 de julho para registrar as candidaturas dos seus representantes. No dia seguinte, passa a ser permitida a realização de propaganda eleitoral em comícios e internet. Até o dia 18 de julho as candidaturas ainda podem ser impugnadas. Os candidatos precisam apresentar uma prestação de contas à Justiça até o dia 6 de agosto. A propaganda em rádio e TV começa no dia 21 do mesmo mês e o primeiro turno das eleições 2012 acontece no dia 7 de outubro.

“Anjos de branco” que nos conduziram.



Itabaiana do Norte conheceu quatro médicos como prefeito: Dr. Santiago, Dr. Aglair, Dr. Everaldo Pimentel e Dr. Dedé. Fui contemporâneo dessas quatro figuras, cada um com seus defeitos e virtudes, mas semelhantes na intensidade do amor pelo povo e na capacidade de doação pelas causas públicas, além da honradez pessoal.

O médico Santiago foi o primeiro a fazer uma operação cesariana em nosso Estado. A medicina deve a esse grande médico algumas importantes inovações nessa área. Aglair destacou-se pela habilidade nos procedimentos cirúrgicos. Dr. Dedé passou pouco tempo na cadeira de prefeito, mas assumiu a condição de prova evidente da necessidade de homens probos e bem intencionados nas gestões públicas. Pimentel era um médico popular, que receitava seus pacientes no meio da rua e dava dinheiro para comprar o remédio. Era um pernambucano “paraibanizado” como eu.

Nessa perspectiva, acolhemos como boa novidade a pré-candidatura do médico Lúcio a prefeito do lugar. As interpenetrações entre a gestão pública e a medicina são evidentes, desde que o Sistema Único de Saúde foi definitivamente implantado e os médicos começaram a entrar na selva da burocracia estatal e seus nem sempre lógicos caminhos. Como administrador de um hospital filantrópico, Dr. Lúcio está habituado à falta de credibilidade na administração pública e a burocratização excessiva de todo e qualquer processo que envolva o governo. Vai precisar de equipe competente e com compromisso público para vencer os desafios de reestruturar uma gestão caótica em todos os sentidos e comandar o processo de avanço da nossa velha Rainha para um futuro mais digno.

Desde já, cobramos uma Carta Compromisso do Dr. Lúcio e seu parceiro, nosso considerado Zé Ramos, nessa operação de salvamento de uma velha senhora à beira do colapso. Nesta carta, o médico Lúcio deveria avaliar a temperatura, o pulso, a tensão arterial, respiração e intensidade da dor da paciente, essa senhora tão maltratada nessas últimas duas décadas. Isso no primeiro momento, antes mesmo da eleição, para que a população fique sabendo como está a situação da cidade. Não é operação difícil porque os números são públicos, estão no TCE e na internet. Um bom contador revelaria com números o perfil atual de Itabaiana aos itabaianenses, o tamanho do buraco em que nos meteram.

Após a eleição, a dupla Lúcio/Zé deveria partir para considerar medidas visando aspirar as secreções, oxigenar os canais públicos, enema de limpeza com forte clister nas entranhas de uma gestão apodrecida por décadas de descaso e corrupção. Eu sei e todos sabem que as parcerias políticas de ocasião exigem compromissos pouco éticos, o que vai acarretar perda de racionalidade e equilíbrio à futura gestão. Mas isso faz parte do jogo, restando aos pré-candidatos considerar a dimensão do que representam suas candidaturas para as aspirações de uma população cansada de humilhação e descaso.

CONFUSÃO NO PMDB.

Gervásio Maia abre o jogo e dá sua versão sobre reviravolta na chapa majoritária da candidatura José Maranhão.]

Deputado nega que tenha desistido da vaga na chapa de Zé, já que sequer aceitou o convite…
O deputado Gervásio Maia pôs um fim às especulações sobre sua “desistência” à indicação de vice na chapa de José Maranhão. Sem receio de aumentar o mal-estar que se instalou em seu grupo após a mudança repentina de curso, Maia abriu o jogo nesta segunda (02) e revelou a verdade mora por trás dos fatos.

Em tom de desabafo, Gervásio afirmou que em momento nenhum negou a vaga de vice, simplesmente por que essa condição ‘nunca existiu’. Segundo explica, não fazia sentido desistir de uma coisa que nunca aconteceu, já que em momento algum aceitou a convocação.

“Eu não desisti de ser o candidato a vice, porque não aceitei o honroso convite que foi me feito”, declarou Gervasinho.

Apesar de confirmar que não houve acordo para fechamento de seu nome como vice, o deputado foi divulgado como companheiro de chapa do ex-governador durante convenção do partido sábado, no Jangada Clube. Sobre o fato, Gervásio afirmou que tudo aconteceu sem seu conhecimento e consentimento.
Ainda de acordo com Gervásio, causou espanto ter sido anunciado como vice de Maranhão, já que, em um dia anterior, estava tudo acertado para Wilson Santiago assumir o posto. Segundo explica, ficou evidente que Maranhão havia acatado suas justificativas para a negativa.

Razões – Em reunião na casa do ex-governador, Gervásio expôs os motivos de negar o convite. Declarou que tinha um projeto muito bem estruturado, fruto de esforço de vários anos, para 2014, com as bases fortalecidas em diversos municípios, compromissos firmados em dezenas de cidades, além de estar vivendo um “bom momento na Assembleia”.


Bira solicita ata da reunião executiva que barrou sua candidatura.

O vereador Bira (PSB) solicitou ao diretório municipal do PSB a ata da reunião da executiva realizada no último dia 30 no Clube Cabo Branco que negou legenda ao parlamentar. De acordo com os advogados do vereador, a ata já deveria estar pronta, pois o prazo final determinado pela justiça é o dia 30.

Bira afirma que, se for preciso, entrará na justiça para garantir a legenda e tentar a reeleição, pois conseguiu mais de 30% dos votos no Congresso Municipal, quando o necessário era apenas 5%. A própria assessoria jurídica do PSB já emitiu parecer comprovando que Bira preencheu os requisitos estatutários.

O vereador atribuiu a atitude do PSB em barrar sua candidatura a uma retaliação, já que o parlamentar defendia a tese de candidatura do prefeito Luciano Agra.

Sobre as chapas: uma visão nada odontológica sobre quem riu após as…

Depois de baixar um pouco a poeira do período das convenções, os olhares mais atentos ao cenário político em João Pessoa puderam ter uma visão mais clara do que como ficaram as chapas que vão disputar a prefeitura da Capital. E suas qualidades e defeitos subjetivos.

JOSÉ MARANHÃO – TAVINHO SANTOS
Maranhão teve problemas em encontrar um vice em casa e acabou com Tavinho, do PTB, que, no final das contas, era a melhor opção fora do PMDB. Se tivesse escolhido primeiro o vereador poderia ter comemorado mais. O problema é que Maranhão deixou claro que voltou pra Tavinho depois da falta de opção onde queria. Aí, o que era pra ser bom, ficou mais ou menos. Tavinho não é vice por aclamação. Mas por W.O. Enfraqueceu o nome do vereador, que é, repito, uma boa opção, por ter identidade com a cidade. Mas que acabou com o peso diminuído por causa da lambança do PMDB.

CÍCERO LUCENA – ÍTALO KUMAMOTO
O caso do senador Cícero Lucena é mais delicado. Ele teve problemas em receber um sim de Toinho do Sopão (PTN), Caio Roberto (PR), de Tavinho (PTB) e do próprio Maranhão, também sondado. Acabou com o médico Ítalo Kumamoto, do PSC, que é um bom nome, mas que vem com um carimbo de problema partidário, que não vai dar paz ao senador tucano. Ou seja, mesmo que a indicação de Kumamoto encontre respaldo legal é óbvio que o PSC vai fazer de tudo para tirar-lhe a tranqüilidade. O que já está conseguindo. Pois se não há espaço jurídico para o PSC derrubar Ítalo, há espaço político para infernizá-lo. E isso é ruim pra chapa.

LUCIANO CARTAXO – NONATO BANDEIRA
O deputado estadual Luciano Cartaxo (PT) acabou compondo uma chapa com um cenário de adesão política forte, já que a indicação de Nonato Bandeira (PPS) como vice trouxe consigo o apoio do prefeito Luciano Agra. O problema de Cartaxo será no discurso, antes oposição e agora “situação” a Agra e ao PPS de Nonato, que sempre chamou o governo do PT de tudo quanto não presta neste mundo. Mais do que isso. Cartaxo terá que trabalhar com a consciência de que unidade não é uma palavra forte na sua chapa. O PT está rachado, o PPS tem dissidentes, a começar por Gilma Germano, Fábio Carneiro, e o PSC está nesta confusão que já sabemos. De toda forma, a dupla Cartaxo e Bandeira, abençoadas por Agra, parece querer se afinar bem.

ESTELIZABEL BEZERRA – EFRAIM FILHO
Estelizabel Bezerra fez, de todas as chapas, a mais tranqüila. Os partidos coligados, praticamente, não produziram dissidência interna. Acalmou o PDT de Damião Feliciano e até Major Fábio (Democratas) resolveu sair de cena. Conseguiu pular a fogueira de ter quer aceitar uma indicação qualquer ( e fraca) do DEM, partido de forte viés da direita, que deixa os socialistas mais radicais de cara feia. O nome do jovem deputado federal Efraim Filho deu um certo ânimo à chapa. Deputado federal, de todos os vices é o que tem maior representação política. Por está atrás nas pesquisas, era, de fato, que menos poderia errar na composição da chapa.

Ruy desconversa sobre vice e diz que indicação de Ítalo tem respaldo jurídico.

Nome cotado pra salvar o senador Cícero Lucena (PSDB) em caso de ausência do candidato a vice-prefeito face ao impasse interno causado no PSC do médico Ítalo Kumamoto, o deputado federal Ruy Carneiro, presidente do PSDB paraibano, desconversou sobre o tema.

Apesar do presidente do PSC da Paraíba, Marcondes Gadelha, ter anunciado hoje pela manhã, em entrevista coletiva, que vai destituir o diretório municipal e a Nacional vai rejeitar a convenção do último sábado, Ruy declarou que a indicação de Ítalo será registrada no TRE, com base na decisão dos convencionais do município, conforme estabelece a lei.

Segundo ele, a indicação de Ítalo tem respaldo jurídico e vai ser mantida pelo PSDB.
O tucano também não acredita que o PSC possa, de forma legal, adotar um processo de expulsão sumário contra Kumamoto. “Não se expulsa alguém de um partido sem todo um processo, inclusive do contraditório e da ampla defesa”, declarou.
Por ora, Ruy se mantém na reserva.

Marcondes Gadelha confirma destituição da Executiva Municipal e Cícero fica sem vice.

O presidente estadual do PSC da Paraíba, Marcondes Gadelha, negou nesta segunda-feira (02) que tenha declarado guerra ao Diretório Municipal de João Pessoa. No entanto, ele confirmou que a comissão local já foi destituída e uma nova diretoria está respondendo pela legenda na capital. A decisão deixa o candidato a prefeito, Cícero Lucena, sem candidato a vice já que Ítalo Kumamoto fica impedido de firmar a aliança com o PSDB.

Gadelha informou que não declarou guerra aos integrantes do partido que firmaram aliança com Cícero. Segundo ele, a legenda continua de braços abertos para todos.

“Essa decisão não é uma declaração de guerra. Aqueles que deixarem a aliança com Cícero pode vir que nós estaremos de braços abertos para recebê-los”, disse.

A nova composição do PSC em João Pessoa ficou assim: Acir Neto (presidente), Neto Franca (vice-presidente), Edir Mendonça (secretário geral) e José Mariz Filho (tesoureiro).

Cícero diz que mantém Ítalo Kumamoto como candidato a vice em sua chapa.



Apesar da decisão anunciada nesta segunda-feira (02) pelo presidente estadual do partido, Marcondes Gadelha, em formar aliança com o PT, o candidato do PSDB em João Pessoa, Cícero Lucena, se reuniu na noite de ontem (domingo, 1) com o presidente municipal do PSC, Rômulo Soares, candidatos a vereador e o seu companheiro de chapa, Ítalo Kumamoto.

No encontro, Cícero recebeu a renovação, por unanimidade, da executiva municipal do partido quanto ao compromisso de caminhar ao seu lado. “Recebo com muito orgulho o compromisso unânime de todos vocês. É com imensa satisfação que quero caminhar ao lado de Ítalo Kumamoto nessa jornada por amor a João Pessoa”, disse Lucena.

-As eventuais diferenças internas do PSC devem ser resolvidas pelos membros do partido. Essas são questões do PSC não nos cabe comentar. O que posso dizer é que recebo a indicação do candidato a vice-prefeito do PSC com muito orgulho e satisfação, pela sua trajetória e seu compromisso com os que mais precisam, reafirmou Cícero Lucena.

Entretanto, Marcondes confirmou hoje a aliança do PSC com o PT de Luciano Cartaxo e ainda confirmou a destituição da diretoria municipal do partido.

BRASIL: Homem se passa por prefeito e leva R$ 255 mil de empresários.

Um homem de 60 anos foi denunciado pelo Ministério Público por estelionato contra empresários de mais de 40 municípios em três Estados brasileiros. José Arnaldo Paschoal se passava por prefeito de cidades do Paraná, São Paulo e Minas Gerais para ganhar a confiança de suas vítimas para angariar recursos para projetos fictícios, insinuando que “retribuiria o favor”. Conhecido como Zezo, Paschoal causou prejuízos de cerca de R$ 255 mil. As informações são do Fantástico.

Zezo já havia sido preso e condenado em 2006 pelos mesmos crimes, mas em 2010 passou a cumprir pena em regime aberto e seguiu aplicando golpes. Com autorização judicial, a polícia obteve escutas telefônicas que demonstram como o crime era praticado. Nas gravações, o estelionatário chega a mudar a voz para se passar por prefeitos de diversas cidades, convencendo empresários a depositar dinheiro na conta de seus cúmplices. No dia 9 de maio deste ano, Zezo voltou a ser preso e, atualmente, está em um centro de detenção em Bauru (SP).

PG de Justiça vai entrar com recurso contra decisão que liberou prefeitos presos na PB.

O Procurador Geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro, declarou nesta segunda-feira (02) que vai entrar com uma Medida Cautelar contra a decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que liberou os prefeitos das cidades de Sapé e Solânea, presos pela Polícia Federal na última quinta-feira (28).

A Polícia Federal prendeu durante a Operação “Pão e Circo” os prefeitos de Sapé (João da Utilar), Alhandra (Renato Mendes) e Solânea (Dr. Chiquinho).

“Eu considero essa decisão um equívoco. Não queremos que esses prefeitos tenham acesso a documentos e, para evitar isso, vou dar entrada hoje com uma Medida Cautelar para que eles não tenham acesso à prefeitura”, revelou Oswaldo Trigueiro.

A intenção do procurador é impedir que esses gestores consigam forjar documentos. “Temos que evitar que eles tenham acesso a documentos e possam forjar situações”, afirmou acrescentando que vai pedir o afastamento dos prefeitos presos.



Veja quem irá disputar as eleições deste ano no Vale do Sabugi.


Candidatos são homologados no Vale do Sabugi. Os cincos prefeitos das cidades de Santa Luzia, Junco, São Mamede, São José e Várzea estão em busca da reeleição.
Em Santa Luzia o prefeito Ademir Morais (DEMOCRATAS) tentará a reeleição e terá como opositor  Nivaldo Venâncio (Bibi) (PMDB).
em São Mamede o médico  Dr. Chagas (DEMOCRATAS) também irá em busca da reeleição e irá enfrentar pelas oposições daquele município o jovem e também médico Umberto Jefferson.
No Junco do Seridó Branco Simões (PSD) irá também buscar a reeleição e enfrentará o professor e historiador Afrânio Nóbrega (DEMOCRATAS).
Em Várzea pela reeleição José Ivaldo (Galego) (DEMOCRATAS) enfrentará o ex-prefeito da  Cidade Valdemar Marinho Filho, Demazinho, (PSB) e ainda Socorro Lopes (PMDB)
E em São José do Sabugi – Iracema Nelis (DEMOCRATAS), reeleição, terá pela frente  Francisco de Medeiros Lima (Tantico) PTB.






POSTADO POR GENILDO ALVES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário