23 de junho de 2012

BOMBAS SO NO FOCO PB.


Agra corta presidente do PV da PMJP e anuncia substituto.

Prefeito demitiu pelo Twitter o secretário de Desenvolvimento Social


 O prefeito Luciano Agra também demitiu nesta sexta-feira (22) a Secretária adjunta da Secretaria de Desenvolvimento Urbano – SEDURB, , Maristela Viana, presidente municipal do PV e apoiadora da candidatura de Estelizabel Bezerra (PSB).

O comunicado da substituição de Maristela foi encaminhado pela Prefeitura de João pessoa na noite desta sexta.

O atual diretor de Serviços Urbanos da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), Américo Cabral Neto, será, a partir de agora, o novo secretário interino da pasta. Até então, respondia interinamente pela Sedurb a secretária adjunta, Maristela Viana, que foi exonerada nesta sexta-feira (22) pelo prefeito Luciano Agra. Cabral será interino até que Agra anuncie o nome do novo titular da pasta.




Nonato discute com presidente nacional do PPS aliança com o PT de Cartaxo.

Roberto Freire liberou o PPS para fazer qualquer aliança na Capital, mesmo retirando candidatura


 A especulação de uma aliança do PPS com o PT em João Pessoa está deixando de ser boato e virando fato. O presidente nacional do PPS, deputado federal Roberto Freire, disse nesta sexta-feira (22)  que estava discutindo o tema com o pré-candidato a prefeito do PPS em João Pessoa, Nonato Bandeira, e avisou: “não temos restrições”.

Freire afirmou que apesar de uma resolução nacional da legenda indicar que o partido deve ter candidato em cidades como João Pessoa, a “decisão é local” e “o PPS da Capital tem autonomia”. Ele deixou claro que o partido, ao contrário do PT, não restringe alianças. “O PPS não exige candidatura. A resolução diz que o partido deve lutar para ter candidato, mas não é uma exigência”, complementou.

“É uma hipótese que comentam aqui. Aqui se discute possibilidade desse tipo”, disse Freire, afirmando está com Nonato e tendo como um dos pontos da pauta a possibilidade de aliança do PPS com o PT.

A possibilidade de aliança do PPS e PT na Capital também deve ter desdobramento na decisão do prefeito Luciano Agra, que decidiu sair do PSB e está sem partido. Agra ainda não anunciou o palanque eleitoral em que deve subir nas próximas eleições.

Opositor do PT nacional, Freire aproveitou para criticar o Partido dos Trabalhadores. Ele disse que o PT faz restrições a alguns partidos, mas faz aliança com Paulo Maluf e que a única restrição do PPS é fazer aliança com “corrupto”.






Cícero admite dificuldade em conseguir aliados para sua campanha.
 

O senador Cícero Lucena (PSDB), pré-candidato as eleições municipais em João Pessoa, admitiu nesta sexta-feira (22) que está encontrando dificuldades de conseguir aliados para enfrentar o pleito de outubro. “Há uma tentativa de esvaziar minha candidatura”, garantiu Lucena.

Segundo ele, existe um grupo político agindo no sentido de minar suas pretensões eleitorais, mas que isso não o está impedindo de continuar buscando alianças. “Essa é uma razão pela qual eu não anuncio com que estou conversando e quem já está acertado comigo. Isso é para que não haja pressão por parte do governo no sentido de cooptar esses aliados”, explica.

Apesar das dificuldades, Cícero considera que a situação é natural e que todos os partidos estão em situação parecida. “Estamos num processo político onde muitos partidos estão conversando com outros partidos, quer seja para formalizar acordos na majoritária ou na proporcional”. Ele acrescentou, no entanto, que não há diálogos entre os que fazem oposição e os governistas.

Relação com Cássio - Entre as forças que devem integrar sua campanha, o senador afirmou que já conversou com o colega de legenda e parlamento, Cássio Cunha Lima, e que ambos teriam fechado aliança. “Tenho conversado com Cássio. Ele é um homem de partido. Tivemos uma divergência nas eleições de 2010 (quando houve apoio de Cássio a Ricardo Coutinho), mas nós resolvemos virar a página. Nessas eleições municipais temos que respeitar as questões de partido e vamos contar com o apoio dele nas eleições de João Pessoa”.

Novamente, Cícero Lucena aproveitou para alfinetar o governo socialista e disse que “o único projeto do PSB era colocar alguém no Palácio da Redenção”. O tucano também comentou a situação de correligionários que integram atualmente o governo do Estado. “Os tucanos estão com vontade de voltar, porque as sementes dos girassóis não são boas”, criticou.

Segundo Turno - O senador ainda deixou claro que não existe possibilidade de aliança com o PSB, nem mesmo em houver segundo turno em João Pessoa. "Se Deus quiser não haverá segundo turno porque quero ganhar no primeiro turno mesmo. Mas caso haja, eu não vou para os girassóis, porque nem eu quero, nem eles querem", declarou.





 PSD marca convenção para dia 27, mas antecipa apoio a Estelizabel.
 

Apesar do apoio público da vereadora Raíssa Lacerda, presidente do PSD de João Pessoa, ao movimento "Volta Agra", deflagrado pelo prefeito da capital paraibana, o partido decidiu seguir outro rumo. Em uma reunião realizada na noite da última quinta-feira, 27, na sede do partido, com a presença do presidente estadual, Rômulo Gouveia, os filiados e 32 pré-candidatos a vereador aprovaram a aliança com a candidata do PSB, Estelizabel Bezerra. Também ficou acertado que a convenção partidária será no dia 27 no auditório do Sebrae.
 
Rômulo Gouveia, que é vice-governador da Paraíba, explicou que a definição de composição com o PSB se deu seguindo a lógica do apoio prestado ao Governo do Estado e pelo desejo de dar continuidade às ações do PSB em João Pessoa. Segundo ele, as decisões municipais são tomadas em consonância com o entendimento da direção estadual.
 
O PSD também pretende indicar nomes para compor a chapa de Estelizabel Bezerra na condição de vice.
 
Outra definição surgida na reunião foi a de prestar apoio ao pré-candidato a prefeito de Belém, Tarcísio Marcelo, irmão do presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Marcelo.

2 comentários: