26 de maio de 2012

NOTICIAS DA HORA NO FOCO PB VEJAM!

 

Polícia prende traficante com drogas e armas em Cabedelo.

Polícia prende traficante com drogas e armas em Cabedelo
Policiais da 3ª Cia, sob o comando do major Sena prenderam, na tarde desta sexta-feira (25), Josivaldo dos Santos, 28 anos, acusado de tráfico de drogas. O homem foi preso em flagrante, na comunidade Moinho, em Camalaú – Cabedelo/PB.

Com o acusado, a PM encontrou 1Kg de maconha, 120 pedras de crack pronta para o consumo, mais 240g de crack, e dois revolveres, sendo um de calibre 38 e outro de calibre 32.

Josivaldo não reagiu a prisão e foi encaminhado para a Central de Flagrantes Norte, que fica localizada no bairro de Manaíra, em João Pessoa. 

 

Vereadora Sandra Marrocos estuda a possibilidade de não disputar reeleição em JP.

Vereadora Sandra Marrocos estuda a possibilidade de não disputar reeleição em JP
 FRAQUEZA: Após colecionar ‘desafetos’ e fazer ‘trapalhadas’ no mandato, parlamentar de João Pessoa pode não disputar a reeleição e ocupar função no Governo RC



Enfraquecida após colecionar divergências com seus colegas de partido e companheiros de Legislativo, a vereadora Sandra Marrocos (PSB), estuda a possibilidade de não disputar a reeleição em João Pessoa. A possibilidade ocorre por afirmações feitas por alguns analistas políticos, que decretaram sua situação como ‘ameaçadíssima’. Informações que foram colhidas dão conta que a vereadora também teme um possível recuou da pré-candidatura de Estelizabel Bezerra (PSB), fato que implodiria por completo todas as bases eleitorais da socialista.

 Segundo uma fonte que acompanha o dia dia da Casa de Napoleão Laureano, Sandra estaria consultando auxiliares e lideres comunitários para repensar seu projeto político e aceitar convite de participar, pelos próximos dois anos, de um cargo de confiança do Governo Ricardo Coutinho (PSB).

“O convite já existiu e ela ficou de estudar”, pontuou uma pessoa próxima a vereadora.

A fonte também confidenciou que outro motivo que pode motivar a saída de cena da socialista são os constantes atritos com os colegas. Sandra Marrocos já trocou farpas com diversos vereadores com mandato na Casa de Napoleão Laureano a exemplo de Raíssa Lacerda (PSD), Elisa Virgínia (PSDB), e os colegas de partido Bira e Zezinho do Botafogo.

Recentemente Sandra Marrocos provocou a ‘ira’ de alguns vereadores ao propor abertamente a retirada de uma imagem de cristo no plenário. Outra questão polemica é bandeira de luta da vereadora, ou seja, a legalização da prostituição em João Pessoa. Ha também uma iniciativa que chamou a atenção dos vereadores ‘religiosos’ na Câmara, que foi à proposta de Sandra em realizar uma sessão parlamentar num terreiro de umbanda.

Quanto aos problemas de relacionamento, Sandra não provoca apenas a antipatia de alguns vereadores, mas também a dos servidores do Poder que atuam no suporte ao plenário.

“Ela nos deixa sem alimentação quando preside uma sessão especial e nos trata com desdém!”, disparou um servidor que pediu para não se identificar temendo retaliação. Marrocos também pega muito no pé dos funcionários que servem cafezinho, dos que atuam no cerimonial e dos que cuidam do serviço de som e da TV Câmara. "A barra é pesada! Nos últimos dias ela está muito estressada! Principalmente após a biga com a secretária Roseana Meira e com o prefeito Luciano Agra!", desabafou um funcionário próximo.

Portanto, caso Sandra Marrocos aceite o convite formulado pela gestão estadual, um sentimento de ‘alívio’ e mais harmonia na Casa será sentido, pois quem será diretamente beneficiado é o ex-vereador Padre Adelino (PMDB).

Ou seja, muita gente está fazendo ‘figa’ para ver Sandra distante da Câmara Municipal de João Pessoa. E você amigo internauta, acredita que a vereadora Sandra Marrocos desempenha um mandato problemático e aquém do esperado? Opine no espaço destinado aos comentários.

Para atestar todas as versões, tentou entrar em contato durante toda à tarde desta sexta feira (25) para ouvir a versão da vereadora Sandra Marrocos, mas o seu celular permaneceu desligado, ou era mais um telefone que estava sendo vitima da pane na operadora Oi.

 

 

Divulgada pesquisa da Correio para Prefeitura de Patos; confira os números.

Margem de erro da pesquisa é de 4% pontos percentuais para mais ou para menos

  
A pré-candidata a prefeitura de Patos pelo PMDB lidera com 41,40 % do votos a pesquisa A a primeira pesquisa de intenções de votos Consult/ Correio (estimulada) para prefeito de Patos, aponta que caso as eleição fosse hoje, a pré-candidata do PMDB, deputada estadual Francisca Motta, sairia na frente, com 41,40% dos votos. Em seguida, com pouco menos de 6% de diferença aparece o médico Dinaldo Wanderley Filho (Democratas), com 36%.

A deputada Francisca Motta tem o apoio do atual prefeito, Nabor Wanderley. O médico Dinaldo Filho tem o pai, o ex-prefeito Dinaldo Wanderley, como principal cabo eleitoral.


A pesquisa Consult/ Correio é a primeira encomenda este ano para analisar a intenções de votos dos eleitores da maior cidade do Sertão e quinto maior colégio eleitoral do Estado, com 66.844 eleitores, segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).


Outros nomes - Os eleitores entrevistados pela Consult também se referiram aos nomes de Silvano Morais (PSOL), Rui Pontes Filho (PP) e Lenildo Morais (PT). Silvano, segundo a pesquisa, ficaria em terceiro lugar, com 0,60% das intenções de votos, seguido de Rui Pontes, com 0,40% e Lenildo Morais, com 0,20%. Pelo menos 10,60% dos entrevistados disseram que não votariam em nenhum dos pré-candidatos e 10,80% não souberam responder.

Superintendente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) na Paraíba, Lenildo Morais desistiu da pré-candidatura a prefeito no mesmo período em que a entrevista estava sendo realizada, na semana passada. O PT de Patos decidiu fazer uma coligação com o PMDB, em apoio ao nome de Francisca Motta. É possível que Lenildo seja o candidato a vice na chapa encabeçada pela peemedebista. A pesquisa foi registrada no TRE sob o número 09/2012. Segundo o presidente da Consult, Paulo de Tarso Teixeira Ferreira, as entrevistas foram aplicadas nos últimos dias 19 e 20.

Espontânea - A deputada Francisca Motta também lidera na consulta espontânea. De acordo com a Consult, a pré-candidata peemedebista tem, na espontânea, 24,20% das preferências do eleitorado patoense, contra 20% de Dinaldo Filho.

De acordo com a Consult, 43% dos entrevistados não sabem em quem vão votar e 7,20% responderam que não votarão em nenhum deles.

Mesmo não podendo disputar, o prefeito Nabor Wanderley obteve 3,8%, seguido de nomes como Lenildo Morais, Rui Pontes Filho, Silvano, Ivânio Ramalho, Jefferson Melquíades, Hugo Motta, Raniery e Paulo Lima, todos com 0,20% das intenções de votos. A opção “candidato de Nabor” também aparece com 0,20%.

500 entrevistas - Ao todo, a Consult Pesquisa fez 500 entrevistas com eleitores dos sexos masculino e feminino, de todas as faixas etárias, níveis de escolaridade e rendimentos familiares, em todas as áreas do município de Patos, inclusive no distrito de Santa Gertrudes, o maior povoamento da zona rural. A margem de erro da pesquisa é de 4% pontos percentuais para mais ou para menos.




Vereadores marcam sessão para cassar prefeito por abandonar cidade paraibana.

“Prefeito abandonou a cidade, quero cassação”, diz vereador revoltado com ausência do gestor


 Os vereadores de Mataraca, há 84 Km de João pessoa, marcaram para próxima terça-feira (29) uma sessão extraordinária para votar um pedido de cassação do prefeito da cidade, João Madruga (PMDB). A alegação do vereador Luiz Antônio (DEM) é que o gestor abandonou a cidade sem por longo período, sem comunicação oficial, e por isso está passível de cassação.

Luis apresentou um requerimento baseado no artigo 44 da Lei Orgânica da cidade, que estabelece como período máximo para o prefeito deixar o município, sem ser substituído, o prazo de 15 dias. Porém, o parlamentar afirma que a última vez que o prefeito foi visto na cidade foi no dia 05 de maio, durante o sepultamento de seu pai, conhecido como José Pequeno.

“O prefeito abandonou a cidade e quero a cassação”, disse o vereador oposicionista.

  Luiz afirmou que a família do prefeito alega que o gestor estaria no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, passando por tratamento médico, porém o Mais PB entrou em contato com o Hospital e, na noite desta sexta-feira (25), nenhum paciente do Sírio Libanês tem o nome do prefeito, João Madruga da Silva.

A proposta de punição ao prefeito seria votada na noite desta quinta-feira (24), mas, de acordo com a presidente da Câmara, Emília Brandão (PSB), os parlamentares de situação abandonaram a sessão. A bancada de situação tem a maioria dos nove vereadores da cidade, cinco. A oposição conta com quatro vereadores, incluindo a presidente da Casa, que é pré-candidata a prefeita.

A vice-prefeita da cidade, Karine Lira (DEM), também faz oposição ao prefeito e seria contemplado como mandato, caso Madruga seja cassado. A vice-prefeita também é pré-candidata a prefeita.

João Madruga não é candidato a reeleição, mas pretende eleger seu primo, Egberto Madruga (PMDB).

A presidente da Câmara disse não acreditar na realização da sessão extraordinária convocada para próxima terça. De acordo com a vereadora, a bancada de situação deve boicotar a sessão.

A Câmara de Mataraca realiza sessões ordinárias uma vez por semana, na quinta-feira às 19:30 horas.

Todos os envolvidos neste episódio eram aliados em 2008, quando Madruga foi eleito.





PRESO É ASSASSINADO DENTRO DE VIATURA DA POLÍCIA CIVIL EM CARUARU-PE.



A

Na manhã desta sexta-feira (25), por volta das 10h00, em Caruaru, Agreste do Estado, Policiais Civis conduziam para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em viatura caracterizada, três homens presos em flagrante durante o plantão. 
 
Ao passarem pela rua Antenor Simões, no Bairro Maurício de Nassau, perceberam que estavam sendo seguidos por dois homens em uma motocicleta e, de pronto, pararam a viatura para abordar, momento em que um dos ocupantes da moto, já desceu atirando em um dos presos que estava na viatura.
 
 Seis tiros foram disparados em Pablo Mongard Pessoa de Oliveira, 25 anos, que morava na Vila Kennedy, sendo que o mesmo morreu no local do crime. 
 
Os Policiais Civis conseguiram prender os dois homicidas, evitando que outras pessoas fossem atingidas, apreenderam a arma de fogo e a moto. Foram presos os irmãos Lenildo Luiz da Silva, de 31 anos e Leandro dos Santos Silva, de 24 anos.
 
 No momento da prisão, eles confessaram que mataram Pablo por vingança, pois este teria assassinado Gilliard Santos Silva de 17 anos, irmão dos acusados, em março de 2010. Pablo estava sendo conduzido ao Presídio por crime de tráfico de drogas.
Com informações de Adielson Galvão.














 





POSTADO POR FOCO PB/DEMAIS FONTES DE NOTICIAS.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário