13 de abril de 2012

Presidente do Auto critica a presença da polícia em frente à sede da FPF.



"Aqui não tem nenhum bandido, a não ser que tenha algum lá dentro", disse Watteau ao sair da FPF apontando para a sede da Federação


Watteau Rodrigues, presidente do Auto Esporte (Foto: Rammom Monte) 
Watteau Rodrigues esteve na FPF nesta tarde para
uma reunião.
 
O presidente do Auto Esporte, Watteau Rodrigues, criticou a presença da Polícia Militar da Paraíba na sede da Federação Paraibana de Futebol. A polícia foi chamada pela própria presidente da FPF, Rosilene Gomes, que alegou ter solicitado a presença dos policiais após ter escutado boatos de que dirigentes e jogadores do Auto iriam invadir a Federação. Porém nenhuma confusão maior foi registrada.
- Eu não vejo motivos para a presença da polícia aqui. Não tem nenhum bandido aqui, a não ser que tenha algum lá dentro - falou Watteau apontando para a FPF.
Watteau ainda disse que se fosse presidente da entidade máxima do futebol paraibano, iria tratar os afiliados de outra maneira e que nunca iria recebê-los com polícia.
- Se eu fosse o presidente daqui (FPF), eu iria recepcionar meus afiliados com um tapete vermelho e não com uma viatura na porta do prédio - disse o dirigente que, ao sair da FPF, falou em tom irônico com os policiais que se encontravam em frente à sede.
- Podem ir lá agora. Ela (Rosilene Gomes) já está sozinha. Já podem prendê-la - disse sorrindo.
Rosilene Gomes, presidente da Federação Paraibana de Futebol (Foto: Rammom Monte)Rosilene Gomes, presidente da Federação Paraibana de Futebol, deu sua versão sobre a questão do cheque.






POSTADO POR MARTINS/G1/PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário