4 de abril de 2012

Prefeitura de João Pessoa retira barracas do Mercado de Mangabeira


Comerciante disse que Justiça ampliou o prazo e a Sedurb destruiu o piso.
Assessoria da Sedurb disse que barraca com prazo estendido foi mantida.


A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) de João Pessoa realizou a retirada de três barracas e destruíram suas bases no Mercado de Mangabeira, na Zona Sul da capital paraibana, nesta quarta-feira (4). De acordo com a assessoria do órgão, os estabelecimento estavam localizados no jardim do marcado e, por isso, eram irregulares.

A assessoria da Sedurb informou, ainda, que os comerciantes foram notificados para desocupar o local em março de 2011, quando a Prefeitura assumiu a administração do mercado.

O prazo dado foi de um ano. A comerciante Eliene Medeiros, no entanto, disse à reportagem que a Justiça decidiu, através de liminar, estender o prazo por mais 60 dias. Segundo ela, que tem uma barraca no local há 14 anos, os comerciantes precisavam de tempo para desocupar o mercado.

Eliene contou que o piso do local foi destruído. A Sedurb, entretando, disse que a barraca da comerciante foi mantida e apenas as outras três foram destruídas. A assessoria do órgão informou, ainda, que via recorrer da decisão da Justiça.



Cagepa demite 89 servidores em plano de renovação na Paraíba

Funcionários estavam aposentados e continuavam na ativa, diz órgão.
Desligamento integra política de renovação do quadro da autarquia.


A Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba (Cagepa) anunciou, no final da tarde desta quarta-feira (4), a demissão de 89 funcionários do quadro sem justa causa por já estarem aposentados pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com a assessoria da autarquia, os funcionários não possuíam mais estabilidade e por não se tratarem de funcionários públicos poderiam ser desligados sem justa causa.

Ainda segundo a assessoria da Cagepa, o desligamento dos funcionários faz parte de uma política interna de renovação do quadro da autarquia. De 2011 até este ano foram convocados cerca de 500 pessoas aprovadas no último concurso da Cagepa. De acordo com a assessoria a previsão é de que neste ano ainda aconteçam mais convocações.

No ano passado duas campanhas batizadas de Programa de Incentivo ao Desligamento, conhecidas também como Programa de Desligamento Voluntário (PDV), foram feitas pela Cagepa para que o quadro da empresa fosse renovado. Nas duas ocasiões, segundo a assessoria, cerca de 100 funcionários aderiram a campanha e decidiram se desligar da autarquia.

Os trabalhadores do quadro da Cagepa, diferentemente dos funcionários de secretarias por exemplo, têm seus impostos recolhidos pelo INSS e não pelo Instituto de Previdência do Estado da Paraíba (Ipep), conforme informou a Cagepa.


POSTADO POR FOCO PB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário