15 de abril de 2012

DIA MUNDIAL DA VOZ EM JP: Médicos fazem atendimentos gratuitos nesta segunda para identificar câncer de laringe.


Médicos estarão no Hospital Edson Ramalho, das 9h às 16 horas


 Nesta segunda-feira (16), Dia Mundial da Voz), médicos estarão realizando atendimentos gratuitos em pessoas com queixa de rouquidão persistente, no Hospital Edson Ramalho, das 9h às 16 horas. Após avaliação, com fonoaudiólogos e médicos, e identificada alteração vocal, os pacientes serão submetidas a um exame gratuito de videolaringoscopia para o diagnóstico do câncer de laringe.

O objetivo da ação, que faz parte da 10ª Campanha Nacional da Voz, é orientar sobre os principais cuidados com a saúde vocal e alertar a população para o diagnóstico precoce do câncer de laringe. Também haverá distribuição de cartazes e panfletos.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o segundo país no mundo em número de casos de câncer de laringe. São mais de 15 mil por ano, sendo mais de 8 mil fatais, apesar das chances de cura superarem os 90% se detectado precocemente.

Para o ano de 2012, no Brasil são esperados 6, 1 mil casos novos de câncer de laringe, com um risco estimado de 6 casos a cada 100 mil homens. Em homens o câncer de laringe é o sexto mais incidente na região Nordeste. No mundo, o câncer de laringe é o segundo do aparelho respiratório, sendo o mais comum entre os diversos tipos de câncer de cabeça e do pescoço, representando 2% do total das neoplasias malignas.

O tabaco é o principal fator de risco para câncer de laringe, que é potencializado ao ser associado ao álcool. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), fumantes têm 10 vezes mais chances de desenvolver o câncer de laringe. Quando o fumo é associado ao consumo de bebidas alcoólicas, as chances são 43 vezes maiores. Outros fatores são: histórico familiar, má alimentação, inflamação crônica da laringe causada pelo refluxo gastroesofágico, papiloma vírus (HPV).


RECOMENDAÇÕES NO CUIDADO COM A VOZ

Diversos cuidados podem ser tomados para evitar problemas com a voz. Especialistas recomendam uma alimentação regular, evitando jejum prolongado ou abusos alimentares que provoquem azia e má digestão, principalmente antes de dormir.

Outro cuidado importante é manter a hidratação, com a ingestão de, pelo menos, 2 litros de água por dia, em temperatura fresca ou ambiente. Para ter uma voz saudável também é fundamental evitar o abuso de bebidas alcoólicas, tranquilizantes e estimulantes. Estas recomendações devem ser seguidas, principalmente, pelos profissionais que têm a voz como instrumento de trabalho. É o caso, por exemplo, de professores, cantores, atores, locutores, repórteres, telefonistas, operadores de telemarketing, vendedores, leiloeiros e camelôs.

De todos, os professores são os que precisam estar mais alertas. Entre eles, o principal risco é o de desenvolvimento da disfonia, a popular rouquidão. Por conta disso, eles apresentam três vezes mais queixas com a voz do que outros profissionais. Devem, portanto, fazer um trabalho preventivo e curativo com a ajuda de profissionais como o otorrinolaringologista e o fonoaudiólogo.

POSTADO POR FOCO PB/Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário