29 de abril de 2012

BOMBAS DO FOCO!



Filha de deputado é a pré-candidata do PSB a prefeita mais jovem da PB

pré-candidata à prefeitura de Barra de Santana, no Cariri Paraibano, Ana Heloisa Ludgério (PSB), é a pré-candidata a prefeita do PSB mais jovem do Brasil. Ana Heloisa, que é filha do deputado licenciado Manoel Ludgério, afirmou que sempre se envolveu na vida pública do município e que a população sugeriu a postulação ao Executivo de sua cidade.

- Eu tinha 15 anos quando participei da Pastoral da Catequese da cidade e tive meu primeiro desafio na vida pública. Acompanhamos o desenvolvimento de crianças e adolescentes durante nossa experiência na pastoral – frisou Ana Heloisa, que cursa as universidades de Direito e Enfermagem.

A postulante afirmou que a pré-candidatura dela está sendo bem aceita por pessoas de todas as idades em Barra de Santana. Ana Heloisa informou que a escolha do vice será definida através de um consenso.

- Sabemos que o nosso município tem vários problemas, a exemplo da questão da água e isso aumenta a nossa responsabilidade ainda mais. Não fazemos parte do continuísmo e sim da continuidade do que vem dando certo – ponderou Ana Heloisa.

A socialista defendeu a atração de empresas para Barra de Santana visando a geração de emprego e renda na cidade. A pré-candidata ainda disse que o funcionalismo público possui uma assistência significativa da atual gestão municipal.

- O Governo do Estado precisa tomar iniciativas para o processo de atração de empregos para nossa região – discursou Ana Heloisa




Lamborghini sem placa é apreendido durante blitz em João Pessoa


Carro de Luxo estaria circulando sem emplacamento desde fevereiro. Veículo pertence a grande empresário paraibano

Um Lamborghini, modelo Gallardo Spyder, ano 2012, foi apreendido durante blitz da Lei Seca promovida pelo Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), no bairro de Manaíra, em João Pessoa. De acordo com o órgão, o veículo estava circulando pela cidade  há cerca de dois meses sem placa. O proprietário é um empresário local, que não teve o nome divulgado pelo Detran-PB. No entanto, uma fonte do FOCO PB informou que o carro pertence a Roberto Santiago, proprietário do Manaíra Shopping.
A apreensão ocorreu na noite da última sexta-feira (27). O veículo foi encaminhado ao pátio do Detran-PB para procedimentos de regularização. O Código de Trânsito Brasileiro define um prazo de 30 dias para que o proprietário providencie o emplacamento de seu veículo, sendo vetada sua circulação sem nota fiscal da compra e sem o protocolo do pedido de emplacamento.
"A orientação que nós damos ao policiamento é cumprir a legislação de trânsito independente de qual carro, ou moto esteja em situação irregular. A gente não procura verificar se é mais caro ou o mais simples. Fazemos independente das características do veículos, pois devemos cumprir a legislação para todos e abordar os cidadãos de forma respeitosa", explicou o superintendente do Detran-PB, Rodrigo Carvalho.


POSTADO POR FOCO PB.





28 de abril de 2012

Secretário de Segurança revela que bandidos planejaram execução de jornalista Anacleto Reinaldo



Secretário de Segurança revela que bandidos planejaram execução de jornalista Anacleto Reinaldo
Os jornalistas da área policial da Paraíba têm mesmo com o que se preocupar. Hoje pela manhã, o secretário de Segurança do Estado, Claudio Lima, revelou, numa conversa informal, aos jornalistas Clilson Júnior e Vinícius Henriques, que o apresentador da TV Arapuan, Anacleto Reinaldo, estava na 'lista da morte' do traficante 'Fão'.

De acordo com o secretário, o serviço de inteligência da polícia chegou à informação a partir de escutas telefônicas onde o traficante determina a execução de Anacleto.

Claudio Lima revelou também que procurou o proprietário da TV Arapuan, João Gregório, para relatar o fato e disponibilizar proteção policial ao jornalista que durante duas semanas foi protegido por seguranças.
O secretário adiantou que a polícia teve a confirmação da pessoa que iria executar o crime que confirmou todo o plano às autoridades de segurança.

O jornalista Anacleto Reinalo teria entrado na 'lista negra' do traficante por revelar suas ações na televisão. 'Fão' era um dos responsáveis pelo comando do tráfico de drogas nos bairros São José, Alto do Mateus, Ilha do Bispo, Novais e Mandacaru e atualmente está preso no Presídio Federal de Rondônia.

As declarações de Claudio Lima aconteceram na residência do radialista, Vinicius Henriques, que foi surpreendido com a ação de bandidos que alvejaram seu carro e sua casa a tiros.
O comunicador responsabilizou o crime organizado pelo atentado, pois comanda o programa Rota da Notícia, na Rádio Arapuan, que é primeiro lugar no IBOPE, e denuncia todas as ações dos bandidos na Paraíba.

Casos no Brasil
No último dia 23, o jornalista Décio Sá, foi executado com seis tiros em um restaurante, em São Luís (MA). O repórter publicava reportagens investigativas em seu blog, um dos mais acessados do Estado, e trabalhava na editoria de política do jornal O Estado do Maranhão, da família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

O assassinato do jornalista Tim Lopes, da Rede Globo, em 2002, foi um dos casos que mais chocaram o Brasil. Ele desapareceu no dia 2 de junho do referido ano.

Depoimentos de narcotraficantes presos indicaram que ele teria sido sequestrado e morto entre as 22 e 24h daquele dia. Sua morte somente foi confirmada em 5 de julho, após exame de DNA dos fragmentos de ossos encontrados num cemitério clandestino.

A Campanha Emblema de Imprensa informou que o Brasil é o segundo país mais perigoso do mundo para jornalistas trabalharem. Somente no primeiro trimestre de 2012, cinco profissionais de imprensa morreram de forma violenta, sendo que, no mundo inteiro, 31 jornalistas foram mortos no mesmo período. Isso representa um aumento de 50% em relação ao mesmo período de 2011.

Também neste ano, o Brasil caiu 41 posições no Ranking de Liberdade de Imprensa, realizado anualmente pela organização Repórteres Sem Fronteiras. O país caiu do 58º lugar, que ocupava em 2010, para o 99º, no levantamento 2011-2012. Esta é a segunda queda mais acentuada entre os países da América Latina, destaca a entidade, que relaciona o péssimo desempenho brasileiro ao "alto índice de violência".






POSTADO POR FOCO PB.

NOTÍCIAS QUENTES DO FOCO PB.


Dirigentes de 11 partidos divulgam Nota de solidariedade a Luciano Agra.



Representantes de 11 partidos políticos, sendo eles o PCdoB, PPS, PV, PTB, PSB, DEM, PSL, PTC, PSDC, PRTB e PDT divulgaram uma nota de solidariedade ao prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PSB), pelos ataques pessoais e profissionais que vem sendo vítima nos últimos dias.

“Os partidos políticos e demais lideranças representativas, que contribuem com a sustentação política do governo, cientes da responsabilidade que lhe cabem, vêm através desta Nota prestar total e irrestrita solidariedade ao prefeito Luciano Agra, diante dos ataques incoerentes e inconsequentes ao ser humano e ao administrador maior desta cidade”, diz o documento.

Na nota as lideranças reconhecem os avanços que a Cidade alcançou e a contribuição de Agra em todo esse processo de inclusão social e melhoria da qualidade de vida da população.

“Seja como secretario de Planejamento, vice-prefeito, ou como gestor maior da nossa Capital, o trabalho minucioso e estratégico de Agra, aliado ao seu estilo agregador, se massificou pela Cidade e conquistou as mentes e os corações dos pessoenses”, destaca.

De acordo com o documento, alguns segmentos da política que “atacam de forma gratuita” o prefeito Luciano Agra tentam colocá-lo em uma seara que não lhe pertence. “O chefe do executivo tem a prerrogativa de formular ações, atos, reformas e buscar as melhores formas de administrar para a maior parte da população que necessita das políticas publicas e dos investimentos nas mais diversas áreas de governo”, acrescenta o documento.

Confira a Nota na integra

Nota de Solidariedade ao Prefeito Luciano Agra

Os avanços e as transformações vivenciados pelos cidadãos em João Pessoa marcam uma nova era de inclusão social e melhoria da qualidade de vida da nossa população. Os passos de implementação deste projeto exitoso tiveram desde o inicio a contribuição criteriosa e qualificada do arquiteto e urbanista da Cidade, o prefeito Luciano Agra.

Seja como secretario de Planejamento, vice-prefeito, ou como gestor maior da nossa Capital, o trabalho minucioso e estratégico de Agra, aliado ao seu estilo agregador, se massificou pela Cidade e conquistou as mentes e os corações dos pessoenses.

As turbulências da conjuntura atual mostraram nos últimos momentos a virulência de alguns segmentos da política que atacam de forma gratuita o prefeito Luciano Agra e tentam colocá-lo em uma seara que não lhe pertence.

O chefe do executivo tem a prerrogativa de formular ações, atos, reformas e buscar as melhores formas de administrar para a maior parte da população que necessita das políticas publicas e dos investimentos nas mais diversas áreas de governo.

Os partidos políticos e demais lideranças representativas, que contribuem com a sustentação política do governo, cientes da responsabilidade que lhe cabem, vêm através desta Nota prestar total e irrestrita solidariedade ao prefeito Luciano Agra, diante dos ataques incoerentes e inconsequentes ao ser humano e ao administrador maior desta cidade.

Assinam a Nota:

PDT - Eudes Félix Barbosa - Presidente do PDT de João Pessoa
PCdoB - Marcos Santos (Secretário geral do partido)
PPS - Bruno Farias (Vice-presidente estadual do Partido)
PV - Maristela Viana de Oliveira (Presidente Municipal do partido)
PTB - Leonardo Johnson (Secretário geral do partido)
PSB - Alexandre Urquiza ( Vice-presidente do PSB municipal)
DEM - Bosquinho – (Presidente municipal do partido)
PSL - Sergio da SAC – (Presidente municipal do partido)
PTC - Cininha Freire- Presidente Municipal do partido)
PSDC - João Corujinha - (Presidente estadual do partido)
PRTB - Francisco Tito - (Presidente estadual do partido)



Radialista paraibano sofre atentado na madrugada deste sábado





Considerado um dos mais repórteres policiais mais experientes da Paraíba, o radialista Vinícius Henriques, que apresenta o programa Rota da Notícia na Rádio Arapuan FM, sofreu um atentado nas primeiras horas deste sábado, em João Pessoa.
Segundo ele, por volta da 3h deste sábado, três motoqueiros dispararam vários tiros de espingarda calibre 12 em direção de sua residência, que fica localizada no conjunto Castelo Branco I. Os tiros atingiram o portão de sua casa e o lado traseiro do passageiro de seu automóvel.
Vinícius não tem pistas da autoria dos disparos, mas acredita que o objetivo era atingi-lo quando saísse de casa. Além de trabalhar na rádio Arapuan, Vinícius Henriques faz reportagens policiais para o programa Cidade em Ação da TV Arapuan.
 
 





Operação Andróide fecha nove autoescolas e apreende veículos



A Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) vai estender as ações de fiscalização de autoescolas para o interior da Paraíba.  A Operação Andróide, realizada nestas quinta e sexta-feira, resultou no fechamento de nove autoescolas de João Pessoa, Bayeux, Santa Rita e Conde e apreendeu 13 veículos. No final da tarde desta sexta-feira (27), a maioria dos veículos havia sido liberada porque os proprietários dos centros de formação de condutores resolveram as pendências das documentações identificadas.

"A Operação Andróide é uma ação gigantesca da Corregedoria do Detran que visa assegurar  o melhor atendimento ao usuário bem como resgatar a credibilidade do órgão e vai continuar se estendendo nas diversas regiões da Paraíba objetivando  tirar de circulação autoescolas que insistam em agir de forma fraudulenta”, afirmou Walber.

A Operação Andróide, executada pela Corregedoria do Detran, fechou quatro matrizes de autoescolas e cinco filiais clandestinas desses estabelecimentos que funcionavam nas cidades de Bayeux, Santa Rita e Conde. As investigações começaram na quinta-feira e serão permanentes. Os nomes das autoescolas não foram revelados pelo Detran.

Dando sequência às investigações foi realizada na manhã desta sexta-feira uma vistoria nos carros dos Centros de Formação utilizados para as provas práticas de direção e constatadas várias irregularidades. Foram identificados veículos com documentação em atraso e instrutores que não possuíam na carteira nacional de habilitação  a observação de atividade remunerada, exigida por resoluções do Conselho Nacional de Trânsito e Departamento Nacional de Trânsito. Ninguém foi preso nem autuado porque as investigações prosseguem. 





Luciano Cartaxo visita mercado do Bairro dos Estados e recebe sugestões para o programa de governo


Pré-candidato está visitando todos mercados públicos de João Pessoa

O deputado estadual e pré-candidato a prefeitura de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), visitou o mercado público do Bairro dos Estados, na manhã deste sábado (28), para ouvir os comerciantes  e frequentadores, com a proposta de obter sugestões para o programa de governo nas áreas dos mercados públicos.
Luciano Cartaxo está visitando todos mercados públicos de João Pessoa. “Comecei pelo mercado da Torre e depois do Castelo Branco, hoje, estou no do Bairro dos Estados para ter um diagnostico e ouvir sugestões dos consumidores quanto dos comerciantes, que será de grande utilidade para montagem do nosso plano de governo” declarou Cartaxo. 

Para a dona de casa, Maria Augusta, que é usuária do mercado do Bairro dos Estados a cerca de dez anos, a visita de Luciano Cartaxo é muito importante para todos os frequentadores.”Necessitamos ser ouvidos por pessoas que entenda que o mercado está precisando de uma reforma para melhorar as questões da limpeza, higiene e toda infraestrutura”, afirmou.
O mercado do Bairro dos Estados possui atualmente, mais de 400 comerciantes e atende aos moradores de vários bairros da Zona Norte da Capital.



Nonato propõe criação de 'rodoviária shopping' em JP


Pré-candidato entende que espaço será melhor utilizado e vai garantir mais conforto e segurança aos usuários

O pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira (PPS), disse durante entrevista ao programa Alex Filho da TV Master, que pretende pedir a administração do Terminal Rodoviário de João Pessoa e construir uma ‘Rodoviária Shopping’ no local para atender melhor a população. “Nossa proposta é fazer um terminal vivo, onde as pessoas possam fazer compras, lanchar e ir ao cinema”, comentou.
Com a ‘Rodoviária Shopping’, conforme explicou, o espaço será melhor utilizado e vai garantir mais conforto e segurança aos usuários. No espaço serão instaladas lojas, praça de alimentação e cinemas, gerando empregos e renda e colaborando com a revitalização do centro da Capital.
Outro tema abordado pelo pré-candidato durante a entrevista foi a acessibilidade. Ele defendeu uma padronização das calçadas como forma de garantir a mobilidade das pessoas com deficiência e também um maior número de ônibus adaptados. Bandeira informou que vem discutindo propostas desta área com as entidades, pois essa será uma das prioridades de seu programa de governo.
Sobre a segurança pública ele falou da parceria que pretende fimar entre Estado e Município para a instalação de postos policiais e delegacias nos bairros da capital. "O Estado tem a função constitucional de cuidar da segurança, mas o município pode ajudar construindo o posto policial ou uma delegacia", argumentou. Nonato foi questionado também sobre a reabertura da Maternidade de Mangabeira e disse que vai ouvir a população sobre essa necessidade, mas lembra que todos os serviços de lá foram levados para a Cândida Vargas. “Para reabrir a Maternidade de Mangabeira é necessário encontrar um outro lugar, pois até esgoto passava lá dentro", falou.
Pesquisas – O pré-candidato comentou que ficou satisfeito com a sua colocação na última pesquisa eleitoral divulgada, onde figurou em quinto lugar. "Tem candidato que apresentou o nome há dois anos e nós acabamos de lançar o nosso e já pontuamos", destacou. De acordo com ele, a tendência é crescer cada vez mais e isso é reflexo das reuniões e encontros com segmentos da sociedade e a apresentação de propostas concretas para a população da Capital.
Propostas - Questionado sobre a troca de farpas entre grupos políticos, ele disse que a sua campanha parte de propostas, de discutir ações que venham colaborar com a qualidade de vida da população e não em fazer críticas e ataques pessoais. "Em uma democracia as pessoas têm o direito de externar sua opinião, quaisquer que sejam elas. Cabe à população fazer o seu julgamento", ressaltou, afirmando que responde críticas com propostas.
Secretaria de Comunicação - Bandeira ainda falou da decisão de deixar o comando da Secretaria de Comunicação do Estado para disputar o pleito deste ano. “Digo com a consciência tranquila e sem medo de errar que essa foi umas das decisões mais acertadas que tomei na vida. Não tive nenhum arrependimento”, afirmou. De acordo com ele, não havia sentido ficar apegado a cargos ou a uma grande estrutura, pois trabalhou por 21 anos na iniciativa privada. “Saí de peito aberto para essa caminhada ao lado dos partidos aliados”, destacou.
Bandeira disse que está aprendendo muito com este processo e está gostando da experiência de ter esse contato mais direto com a população, poder ouví-la e conhecer as suas necessidades. “Está sendo um aprendizado de vida muito bom”, ressaltou, acrescentando que sempre atuou nos bastidores dentro da política e no jornalismo.
Apoio - Sobre o apoio do prefeito Luciano Agra, Bandeira afirmou que não pode falar em nome das pessoas, mas que ele e as legendas que o acompanham querem muito o apoio de um gestor que vem fazendo um trabalho exemplar à frente da Prefeitura de João Pessoa. “Eu tenho adotado nessa pré-campanha a postura de não falar pelos agentes políticos. Jamais eu me colocaria para opinar sobre outros partidos”, informou.
Ele destacou a gestão do atual prefeito da Capital e disse que ela vem interferindo diretamente na melhoria da qualidade de vida da população e trazendo transformações na área da mobilidade urbana. "Qualquer candidato que tem um senso de justiça no coração vai reconhecer o trabalho do prefeito Luciano Agra", acrescentou.



No bairro dos Funcionários, Estelizabel se encontra com representantes da Cultura


Pré-candidata dialogou sobre projetos na área

A pré-candidata à Prefeitura de João Pessoa, Estelizabel Bezerra (PSB), se encontrou com representantes da Cultura, na sede provisória da ONG de Cultura Popular e Quadrilha Junina Xiado do Xinelo, no Funcionários IV, na noite desta sexta-feira (27), para dialogar sobre projetos na área cultural.
Estela esclareceu que através do Orçamento Democrático, se chegou a conclusão, junto à comunidade, do que fazer a partir do valor disponível. Segundo ela, a escolha por tornar a comunidade da periferia mais equiparada à infraestrutura das regiões mais elevadas foi dos próprios moradores. “Escolhemos equiparar as comunidades em termos de infraestrutura, política pública de habitação e mobilidadeurbana, conseguindo, através da escolha da comunidade, transformar a estrutura da periferia”, detalhou.
O novo modelo de gestão participativa e republicana, que trata com zelo a coisa pública implementar ações que são prioridade, de acordo com a comunidade local, está visualizando a implementação de ações nas áreas como Esporte e Cultura, a partir do Mapa da Solidariedade. “Esse mapeamento servirá para que a instituição religiosa, social e associação tenha a contrapartida do município para fomentar suas ações na comunidade”, explicou.
A pré-candidata, afirmou que tem uma visão muito clara e ampla do que alcançou na gestão socialista, reiterando o compromisso com o que a administração do PSB ainda necessita implementar. “Vamos abrir a porta do diálogo ainda mais, após o processo eleitoral”, assegurou.
Calendário de atividades – Vamos ter atividades culturais dentro do calendário das atividades para a construção do plano de Governo, o qual constará de seminários e diálogos com os segmentos sociais e culturais. “Iremos formulá-lo a partir das reivindicações, o que nos dará subsídios para implantar as ações assertivas do governo”, lembrou.
Segundo Estela, que foi beneficiária da cultura e do esporte, essas atividades são muito importantes. “Ganhei uma bolsa para escola particular, depois entrei no movimento de cultura. O esporte e a cultura me envolveram, contribuindo significativamente para o meu desenvolvimento. É preciso ter identidade e persistência Foi assim que eu me afastei do risco da droga e, porque não dizer, do tédio que acomete muitos jovens”, revelou.
O presidente da ONG, Alexandro Queiroz de Oliveira, apontou o benefício intelectual obtido a partir das atividades culturais oferecidas aos jovens da comunidade local.


PSB APRESENTA DE CALENDÁRIO DE SEMINÁRIOS E ATIVIDADES DO PROGRAMA DE GOVERNO DA PRÉ-CAMPANHA DE ESTELIZABEL

A pré-candidata à Prefeitura de João Pessoa, Estelizabel Bezerra (PSB), durante a apresentação do calendário de seminários e atividades de seu Programa de Governo, anunciou o advogado Marcelo Weick, como coordenador jurídico de sua pré-campanha; o acadêmico de Direito Othon Gama, como coordenador da Juventude e Coreolano Coutinho, como coordenador de infraestrutura.

 O anúncio ocorreu na manhã desta sexta-feira (27), no auditório do hotel Xênius, no Bairro do Cabo Branco, em João Pessoa. “São três grandes defensores, cada um em sua área, cada um com seu processo. Estamos consolidando nossa equipe e avançando”, frisou Estela. Na oportunidade, ela salientou que as diretrizes do PSB devem ser pautadas na elegância e no equilíbrio, no que se refere ao trato com os opositores.

 Ela ressaltou ainda que a metodologia do seu Plano de Governo será desenvolvida durante atividades e diálogos com a população. Essa será a base para aprimorar, inovar e iniciar as ações que devem ser implementadas na sua gestão. “Uma construção constante, com novos desafios, como a segurança pública, como uma ação municipal. Uma ação não de secretaria, mas de cidadania, entre outros, com cultura, esporte e uma guarda preparada para promover a cidadania”, detalhou. Calendário – O vice-presidente municipal do PSB, Rubens Freire, apresentou o calendário de seminários e atividades do programa de governo, o qual destacou atividades como os Seminários temáticos a respeito de uma cidade justa generosa e com mobilidade social; Políticas públicas – democracia participativa, saúde, educação para cidadania, assistência social, cultura, esporte e lazer, geração de emprego e renda e cidadania para as mulheres.

 Sobre as ações para a cidade Habitável destacou a mobilidade urbana e a segurança pública, entre outros e para a Sustentável – sistema de parques urbanos e unidades de Conservação, eficiência energética, saneamento integrado, empregabilidade, economia solidária, finanças e tributos. Durante apresentação da agenda também foram informados os encontros por segmentos.

 Serão realizados seminários com movimentos populares, de mulheres, LGBT, de cultura, da juventude, sindical, de pessoas com deficiência, de idosos e esportistas. Participação – O evento contou com aliados políticos, como o presidente do Partido Verde, Sargento Denis, e o assessor especial do PT, Waulene Cavalcante, lideranças sociais e políticas do PSB, como a vereadora Sandra Marrocos, o presidente estadual Edvaldo Rosas e presidente Municipal do PSB, Ronaldo Barbosa.

 Manifesto – Durante o evento do PSB, circulou um manifesto dos partidos aliados em defesa da unidade política e de apoio à pré-candidatura da ex-secretária de Planejamento, Estelizabel Bezerra, assinado pelo PSB, PCdoB, PSD, PV, PRP, PPL, PCB e demais partidos em diálogo. “Em 2005, iniciamos com o PSB um processo de reconstrução da gestão pública municipal de João Pessoa, colocando em atividade um novo modelo de governança baseada na participação popular, na transparência e na austeridade dos gastos públicos, afim de atualizar a enorme dívida social que a cidade tinha para com a maioria de sua população”, destaca o primeiro trecho do manifesto.



POSTADO POR FOCO PB/DEMAIS SITES DE NOTÍCIAS.




26 de abril de 2012

BOMBAS DO PSB VEJAM AI!

No hospital, prefeito Luciano Agra deve responder posicionamento de socialistas nesta quinta em João Pessoa

Agra participa da inauguração do novo bloco cirúrgico do Hospital Municipal do Valentina

 
Depois da revolta declarada dos socialistas às demissões na Prefeitura de João Pessoa, o prefeito Luciano Agra (PSB), que retorna na madrugada desta quinta-feira (26) à Capital, fará sua primeira aparição pública no Hospital do Valentina, onde deve comentar as declarações contra sua pessoa.

A assessoria do prefeito confirmou  que está na agenda de Agra a participação dele na inauguração do novo bloco cirúrgico do Hospital Municipal do Valentina (HMV). A solenidade irá acontecer às 9:00 horas.

Com a abertura do Bloco Cirúrgico do HMV, serão contemplados lactantes, pré-escolares, escolares e adolescentes até 15 anos que necessitem de cirurgias eletivas na modalidade ambulatoriais, tipo Hospital Dia.




Coriolano acusa Agra de usar cargos da PMJP para beneficiar pré-candidato do PPS

Declaração foi dada pelo socialista, durante reunião convocada às pressas pelo PSB

  
Mais um socialista mirou na manhã desta quarta-feira (25), contra o prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PSB). O ex-secretário municipal e irmão de Ricardo Coutinho (PSB), Coriolano Coutinho (PSB), acusou o gestor de estar usando a prefeitura para beneficiar a campanha do pré-candidato a prefeito da Capital pelo PPS, Nonato Bandeira.

A declaração foi dada pelo socialista, durante reunião convocada às pressas pelo PSB. Questionado se a reforma administrava do prefeito era para favorecer o postulante do PPS, Coriolano não mediu as palavras e afirmou que situação ocasionada por Agra favoreceu o partido e prejudicou o PSB.

“O prefeito tem com Nonato uma conta amizade e essa reforma eu não tenho dúvida que beneficiou o PPS e prejudicou o PSB”, disparou.

Coriolano acrescentou ainda que estava decepcionado com alguns colegas de partidos e afirmou desaprovar a postura adotada por eles.

Entenda - Na últimas semana, o gestor pessoense tomou atitudes drásticas em sua passagem pela Prefeitura, chegando a afastar figuras destacadas do partido, a exemplo do presidente municipal da legenda, Ronaldo Barbosa. Outros afastamentos recentes surpreenderam a todos: quando era certo que os ricardistas Coriolano Coutinho e Laura Farias estariam blindados em suas secretarias, o prefeito foi sumário em seus afastamentos.





CRISE: Rosas renúncia a cargo na PMJP

CRISE: Rosas renúncia a cargo na PMJP CRISE: Rosas renúncia a cargo na PMJP e classifica ‘guilhotina’ de Agra como desrespeito

“Por mais que as coisas pareçam difíceis, elas sempre podem piorar”. A frase acima se encaixa bem ao atual momento vivido pelo PSB de João Pessoa. É que após a ‘guilhotina’ do prefeito Luciano Agra (PSB) que exonerou todos os indicados do governador Ricardo Coutinho (PSB) na gestão municipal, agora quem resolveu ‘tomar as dores’ dos colegas foi o presidente estadual da sigla na Paraíba, Edvaldo Rosas.

Na manhã desta quarta-feira (25), em coletiva a imprensa, Rosas decidiu renunciar ao cargo de Assessor Especial da Prefeitura Municipal de João Pessoa e ainda considerou como um desrespeito à demissão dos aliados na gestão Agra sem ao menos um ‘aviso prévio’.

“O processo de exoneração, que teve inicio em fevereiro, sem conversa prévia com nenhum dos exonerados é uma atitude de profundo desrespeito com auxiliares históricos da sua gestão e do nosso projeto”, lamentou Rosas em carta renúncia.

Para o presidente do PSB paraibano, o partido precisa ser mais respeitado pelo prefeito Luciano Agra, que também ocupa cargo na Direção Nacional da legenda. “Vários companheiros foram exonerados da Prefeitura sem sequer serem comunicados. O companheiro Rubens Freire, por exemplo, soube de sua exoneração pela sua secretária. O respeito é bom e nós queremos ser respeitados”, enfatizou Edvaldo.

"Na verdade, o que temos visto é um processo de esvaziamento da participação do PSB na Administração Municipal. Além disso, chegam as informações de que os companheiros que trabalham na Prefeitura e que defendem explicitamente o projeto do partido vêm sofrendo um processo de intimidação”, disse o socialista.

Ainda segundo Rosas, a lista de exonerados pelo prefeito da Capital, Luciano Agra, é significativa e reveladora, no entanto, o socialista preferiu não explicar os significados e tampouco desvendar às ‘revelações’ a que se referiu.

Mesmo entoado de criticas ao prefeito, o dirigente do PSB negou que sua atitude de deixar a PMJP seja um rompimento com Luciano Agra. “Não é um rompimento, mas é uma forma de repudiar o que está acontecendo”, avisou.

 *Veja abaixo a íntegra da Carta Renúncia*:


“João Pessoa, 25 de abril de 2012



Excelentíssimo Sr. Prefeito


Luciano Agra


Venho, por meio desta, encaminhar meu pedido de exoneração, em caráter irrevogável, do cargo de assessor especial que exerço junto ao Gabinete do Prefeito, pelas razões que passo a apresentar.


Na condição de presidente do diretório estadual do Partido Socialista Brasileiro, não posso continuar assistindo inerte às iniciativas tomadas por vossa excelência no que resolveu alcunhar de reforma administrativa, esvaziando a participação do PSB no governo do Município de João Pessoa e na mesma medida ameaçando a participação de militantes históricos do socialismo na construção do projeto político que governa a Paraíba e a capital dos paraibanos.


A história da construção dessa gestão que hoje se volta contra seu próprio partido e busca confundir sua própria militância, teve início em 2004 por um dos processos eleitorais mais inovadores que vivenciamos na Paraíba, no qual os princípios da democracia participativa e da republicanização catalisaram os anseios da sociedade e elegeram o companheiro Ricardo Coutinho para Prefeito dessa cidade. Em 2008 dando continuidade ao projeto concorremos ao processo eleitoral tendo que tomar uma decisão importante. Manter o projeto na condução única do partido construindo uma chapa majoritária apelidada de “*puro sangue”*.


Sua escolha da condição de vice-prefeito nas eleições de 2008 contrariou toda a regra da disputa partidária, pois naquela ocasião não se podia lhe atribuir capital político, financeiro ou tempo de televisão, mesmo assim foi escolhido herdeiro privilegiado para cumprir uma missão, por ser considerado leal e de confiança.


Escolhido para cumprir uma tarefa estratégica para o partido perdeu-se em sua execução, não seguiu as orientações partidárias e por decorrência não conseguiu se viabilizar como alternativa eleitoral real, o que culmina na sua desistência a condição de pré candidato.


No dia 04 de abril, em reunião histórica do diretório municipal do PSB, os argumentos apresentados por vários dirigentes partidários lhe convenceram dos equívocos da sua condução de todo o processo e o senhor, assumiu, publicamente o compromisso de cumprir com as decisões partidárias. Na prática, não é o que verificamos. O que é perceptível é um processo de perseguição e intimidação daqueles que se contrapropuseram aos seus propósitos, em debate político profundamente democrático e de alto nível de argumentação.


Lembro ainda que estive em várias reuniões com o senhor, acompanhado de outros dirigentes partidários, tratando de assuntos diversos, dentre eles as mudanças na gestão municipal e a disposição do PSB na construção do melhor para a sua administração que é nossa também. Lamentavelmente, nada do acordado foi cumprido.


O processo de exoneração sem conversa prévia com nenhum dos/das exonerados/as numa atitude de profundo desrespeito com auxiliares históricos da sua gestão e do nosso projeto teve inicio ainda em fevereiro. A lista é grande, significativa e reveladora


Vejamos: Coriolano Coutinho, Secretário Geral do PSB, Ronaldo Barbosa, Presidente Municipal do PSB, Rubens Freire, Vice-presidente Municipal do PSB, Laura Farias, Tesoureira do PSB, e vários/as outros/as companheiros/as que não ocupam cargo no partido e que preservo suas identidades por conta do clima de receios e temores criado por suas ações no ambiente da gestão municipal. Situação que está comprometendo o nosso projeto.


Diante do descrito, reafirmo o meu pedido. Entretanto, como dirigente partidário, devo persistir no diálogo que possa vir a superar as divergências e possíveis incompreensões que existam entre nós, mas mantendo a coerência e a autonomia que se fazem necessárias nessa conjuntura. Aguardo, sinceramente, que a construção de uma sociedade socialista que é aquilo que nos uniu seja tratada como o bem maior de nossas atitudes políticas.



Fidelidade partidária, lealdade e confiança.

Edvaldo Rosas – Presidente Estadual do PSB”






Sandra Marrocos culpa secretária Roseana Meira pelos problemas dentro do PSB

A vereadora Sandra Marrocos (PSB) afirmou, durante entrevista na manhã desta quarta-feira (25), que está se sentindo completamente traída pela reforma administrativa que a Prefeitura de João Pessoa vem fazendo em seus auxiliares.

Ela lembrou que o partido lutou 20 anos para administrar João Pessoa e agora o prefeito Luciano Agra vem tirando alguns militantes históricos que, segundo ela, ajudou a construir a unidade do partido e citou como exemplo o secretário Ronaldo Barbosa que foi exonerado recentemente.

“Quando Agra entregou a Carta de Renúncia eu fui a primeira a me manifestar dizendo que não, pedi que ele fizesse uma reavaliação, e agora que o partido decidiu pela candidatura de Estela isso aconteceu”, desabafou ela. “Tenho meu carinho, afetividade e meu respeito pelo companheiro Luciano Agra ele sabe disso”, complementou.

A vereadora também culpou a secretária de saúde do município, Roseana Meira, pelos conflitos interno que vem ocorrendo dentro do partido Socialista e toda militância. “Ela é uma desagregadora do projeto do PSB”, disse. 

“Não vou admitir que atitudes tomadas de forma individual ou ouvindo pessoas equivocadas como a secretária Roseana Meira coloque em xeque todo um projeto que foi construído”, finalizou a vereadora.




POSTADO POR FOCO PB.














24 de abril de 2012

BOMBAS NA POLITICA DE JOÃO PESSOA VEJAM AS MATÉRIAS.

 

Nonato confirma apoio à gestão de Luciano Agra e apresenta propostas para a Capital

O pré-candidato do Partido Popular Socialista (PPS) à Prefeitura de João Pessoa, Nonato Bandeira, em entrevista ao “Panorama 107”, da rádio Miramar FM, nesta terça-feira (24), falou sobre o quadro político da capital paraibana, o processo eleitoral e suas propostas para o futuro da cidade.

“Eleição é comparação. O comparativo de pessoas e projetos vai ser fundamental para a escolha da população. E com todo respeito aos demais candidatos, tenho uma contribuição a dar a este debate político”, afirmou Nonato, completando: “as pessoas querem ver os resultados da administração: transporte de qualidade, creches para seus filhos, campos de futebol nos bairros, opções de lazer... Querem saber o que o Governo está fazendo e vai fazer para beneficiá-las”, avaliou Nonato.

Questionado sobre sua condição de apoio a atual gestão municipal, o pré-candidato não deixou dúvidas: “somos candidatos para continuar o trabalho do prefeito Luciano. Um projeto tão bem iniciado pelo governador Ricardo Coutinho e concluído com dignidade pelo prefeito Luciano Agra não pode ser abandonado. Este é um projeto de ideias”, disse.

Nonato comentou sobre sua pré-campanha e o contato com o povo. “No Jornalismo e na gestão pública sempre atuei nos bastidores e agora estamos ‘mostrando a cara’, apresentando nossas propostas e ouvindo sugestões. A população quer ouvir ideias e ser ouvida. Estou dialogando com os segmentos sociais, com as comunidades de vários bairros. O importante neste momento é participar do debate público e colocar o nome a disposição do povo, para avaliação”, explicou o pré-candidato do PPS.

Respondendo aos ouvintes, Nonato apresentou algumas propostas para a Capital, tais como: escola em Tempo Integral, com a Educação associada à formação profissional, atividades culturais e esportivas; instalação de câmeras de segurança, postos policiais e delegacias nos bairros, com a Guarda Municipal auxiliando a polícia no combate a criminalidade; criação de conselhos gestores nos mercados públicos; incentivar o poder público a financiar e consumir os produtos da agricultura familiar; promover melhorias no transporte público e criação de mais ciclovias; realizar convênios com igrejas e associações de bairro para realizar trabalhos sociais; entre outras.

Nonato falou ainda sobre a polêmica criada após sua recente participação na posse dos novos auxiliares da administração municipal. “O prefeito Luciano é um amigo e defendemos sua gestão independente de partidos. Em nenhum momento temos forçado a barra para conseguir apoio político de quem quer que seja. Temos colocado nossas propostas e conversado com os partidos. Esta cidade avançou muito e ela deve parte destes avanços ao cidadão Luciano Agra”, ressaltou o pré-candidato.





José Maranhão participa do aniversário de Mangabeira


  
 O pré-candidato do PMDB a prefeito de João Pessoa, José Maranhão, participou na noite desta segunda-feira (23/04) das comemorações do aniversário de 29 anos do bairro de Mangabeira.

Maranhão chegou ao evento por volta das 20 horas, acompanhado do deputado federal Benjamin Maranhão (PMDB-PB), e foi recepcionado e cumprimentado por moradores de Mangabeira, comerciantes locais e visitantes de outros bairros.

O pré-candidato aproveitou a ocasião para ouvir os anseios e queixas dos moradores, que pedem melhorias na iluminação pública, pedem mais segurança para o bairro e desejam a instalação de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para oferecer atendimento médico 24 horas à população.

De acordo com Maranhão, o bairro possui atributos de destaque, como uma grande rede de comércio, com destaque para o mercado público, e uma grande população, sendo praticamente uma cidade com vida própria dentro de João Pessoa. O pré-candidato, no entanto, avalia que o poder público precisa estar mais presente para garantir que a população de Mangabeira possa desfrutar dos próximos aniversários com mais qualidade de vida.

Durante a caminhada pelo bairro, Maranhão esteve acompanhado também do vereador Mangueira, do suplente de vereador Abraão Cavalcante, do ex-vereador Marcone Paiva, e de lideranças como Marcos Bandeira e Nininho de Mangabeira.





Isolado, Reginaldo Pereira não consegue emplacar um vice

Reginaldo pode substituir sua candidatura por uma do filho


 Depois de perder oito eleições para a prefeitura de Santa Rita, o pré-candidato Reginaldo Pereira (PRP) está com dificuldades para conseguir um candidato a vice. Com fama de “pé-frio”, Reginaldo vê seus últimos correligionários pularem para a pré-candidatura de Adones (PMDB). A situação se tornou tão constrangedora que Reginaldo já pensa em desistir da campanha e colocar seu filho na disputa.

Com histórico de derrotas, Reginaldo Pereira não conta hoje com o apoio de nenhum vereador da Câmara de Santa Rita e muito menos do governador Ricardo Coutinho, já que o PSB deverá lançar o nome do ex-prefeito Severino Maroja como candidato. A maioria dos vereadores está apoiando a pré-candidatura de Adones e sequer dialogam com Reginaldo.

Outro fator que afasta a classe política de Reginaldo Pereira é o fato de ele responder a um processo judicial por prática de racismo. Reginaldo está sendo processado pela paisagista Gercina Maria Gomes de Mendonça, mais conhecida como Gina. Ela afirmou que Reginaldo a chamou de “negra agitadora” na presença de várias pessoas no bairro Várzea Nova. “Ele começou a criticar as obras da praça e a menosprezar o trabalho dos funcionários, quando resolveu disparar essas palavras racistas contra mim”, lamentou.





TRE absolve prefeito do litoral sul paraibano acusado de abuso de poder

Pleno do Tribunal rejeitou denúncia de uso indevido de programa habitacional da cidade


O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba absolveu na tarde desta terça-feira (24) o prefeito de Alhandra Renato Mendes (DEM), acusado de captação ilegal de votos.

Por unanimidade, a corte rejeitou a denúncia do segundo colocado no pleito de 2008, Leto (PMDB), que acusou o gestor de uso indevido de um programa de distribuição de casas.

A relatora do processo foi a juíza Helena Fialho. Ela foi acompanhada pelos juízes Miguel de Brito Lira e João Batista Barbosa, além do desembargador José Serpa.

Os juízes Márcio Aciolly e Sylvio Porto se averbaram suspeito e se abstiveram da votação.





Estelizabel diz que decisão do PT- CG reascende aliança PSB/ PT na Capital

Socialista demonstrou que tem muito interesse em manter composição com o PT em JP


 A pré-candidata do PSB em João Pessoa, Estelizabel Bezerra, considerou nesta terça-feira  que a decisão do Partido dos Trabalhadores em abrir mão da candidatura própria em Campina Grande para apoiar a progressista Daniella Ribeiro (PP), também reascende as discussões sobre alianças com o PT em João Pessoa para disputar as eleições 2012.

A socialista disse que respeita a autonomia e a regra do jogo democrático, mas, deixou claro que mantém o interesse de ter o partido da presidente Dilma no seu bloco de alianças.

Estelizabel lembrou que é de interesse do PT nacional manter alianças com o PSB em algumas cidades do país, a exemplo da cidade de João Pessoa e, isso também está na mesa das discussões.

“Essa decisão fortalece a tese que a aliança é importante. Mas vamos aguardar o processo interno do PT, disse Estelizabel Bezerra.

A socialista admite também que a próprio diretório do Partido dos Trabalhadores em João Pessoa já admite a possibilidade de seguir determinações das instâncias nacionais da legenda.




Cássio é excluído de reunião de Ricardo Coutinho com ministro, registra no Twitter e governador se explica


Uma frase mal interpretada gerou repercussão na mídia nacional na noite desta terça-feira (24). Como já é habito, o senador Cássio Cunha Lima usou seu Twitter para compartilhar com seus seguidores os fatos que acontecem nos bastidores da política brasileira. O parlamentar escreveu na página do microblog que estava aguardando ser recebido pelo ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra, porém o governador Ricardo Coutinho resolveu entrar na sala para audiência apenas acompanhado pelos seus secretários.

“Aguardando ser recebido pelo Min. F. Bezerra. @realrcoutinho também recebido, mas preferiu entrar apenas com os secretários que o acompanha”.

Em poucos minutos de postada a informação, já se especulava um rompimento entre o senador e o governador paraibano. A repercussão, chegou aos ouvidos do jornalista Felipe Patury, da revista Época, que de imediato classificou a situação como início de briga entre os dois parlamentares.

Diante da situação mal explicada, o próprio governador Ricardo Coutinho também fez uso da rede social para explicar o mal entendido e garantiu acertar futuramente com Cássio o “desencontro”.

“@cassiocl, pensei que a sua pauta com o Ministro fosse pessoal e ele não me expressou a vontade de irmos juntos. Acertamos os desencontros”.

Em seguida ele acrescentou:

“Como o senador tá votando, nosso jantar ficou para dps, pra desespero de alguns q so se alegram e sobrevivem de discordias. Abs,Cassio e tds”. 




Vereadora ricardista parte para o ataque e detona prefeito de JP Luciano Agra

Sem prestígio, parlamentar reclama que prefeito usa caneta para demitir companheiros



 A vereadora pessoense Sandra Marrocos (PSB) esqueceu a "cordialidade" partidária e decidiu partir para o ataque contra o prefeito Luciano Agra (PSB). O momento 'desabafo' da parlamentar é reflexo das demissões de membros do PSB que ocupavam cargos na Administração Municipal, a exemplo de Ronaldo Barbosa, presidente municipal do partido, Coriolano Coutinho e por último, Laura Farias, que comandava Emlur.

 Sem 'papas na língua', a socialista rasgou adjetivos contra o chefe do Executivo municipal, chengando a chamá-lo de “incoerente” e “equivocado” em suas decisões. Sandra Marrocos lembrou que o mandato na Capital tem sido construído ao longo dos últimos vinte anos e, o prefeito, com suas atitudes, tem esquecido essa história que foi construída "a muitas mãos".

“Ele tem que entender que mandato não é dele, é nosso!. Eu desafio o prefeito a encontrar qualquer uma incoerência na minha história de militância. Agora ele tem sido incoerente ao demitir as lideranças do PSB”, disparou a parlamentar.

A vereadora disse ainda que o prefeito tem preferido usar a caneta para demitir os correligionários ao buscar o diálogo com as lideranças do partido. Sandra conta que, desde o mês de janeiro, tem buscado, em vão, uma audiência com Luciano Agra.

"Como dirigente partidária, não gostaria de ver o PSB partido. Luciano Agra é membro da executiva nacional. Ele deveria ter uma responsabilidade imensa com a nossa legenda”, enfatizou a descontente parlamentar.




Esposa de RC desmistifica mal estar com SES-JP

Esposa de RC desmistifica mal estar com SES-JP MAL ESTAR: esposa do governador Ricardo Coutinho desmistifica suposta ‘crítica’ à Secretaria de Saúde JP

A  jornalista e esposa do governador Ricardo Coutinho, Pâmela Borio, explicou, nesta terça-feira (24), a polêmica que se criou em torno do nome dela após fazer uma critica a alguns problemas da saudê de João Pessoa, localizadas em um posto de saudê na Capital.

Segundo ela, nao aconteceu nenhuma critica, apenas ela se solidarizou com um internauta que fez a denúncia e que foi publicada num site da Capital onde faltavam agulhas para aplicação de vacinas.

"Não gosto de me pautar no sensacionalismo, distorção ou mentira que alguém propague pela internet. Eu já tinha colocado no twitter há alguns meses atrás que estava precisando de vacina para meu filho e não foi alvo de nenhuma matéria na mídia. Ontem eu não fiz nenhuma critica ou denúncia apenas me solidarizei após ver uma denúncia de um internauta. Ai o pessoal da oposição pega, por ser um momento eleitoral, e faz uma grande polêmica, criam um clima de guerra política em torno disso. Isso é natural e eu não me importo com este tipo de mídia ou de pessoas, não me deixo levar por venenos e distorções", desmistificou;

Confira o post no twitter da primeira dama sobre o tema:

“Que absurdo! :/ RT @dayannamylenna FALTA AGULHA PARA APLICAÇÃO DE VACINAS Postos de saúde da Zona Sul de João Pessoa não têm material básico” retuitou a jornalista Pâmela Bório.



Mas adiante a mulher de Ricardo Coutinho ainda desabafou: “Me coloco no lugar das mães, uma vez passei por isso RT @dayannamylenna@PAMELA_BORIO Absurdo msm:( Boa Tarde.Ótima semana DEUS te abençoe Bj” disparou Bório.

 







CRISE SOCIALISTA: PB Agora põe o dedo na ‘ferida’ e aponta evidências que explicam distanciamento entre Ricardo Coutinho e Luciano Agra em JP

CRISE SOCIALISTA: PB Agora põe o dedo na ‘ferida’ e aponta evidências que explicam distanciamento entre Ricardo Coutinho e Luciano Agra em JP CRISE SOCIALISTA: PB Agora põe do dedo na ‘ferida’ e aponta evidencias que explicam distanciamento entre Ricardo Coutinho e Luciano Agra

O embate eleitoral, os ânimos exaltados, personalidades diferentes, interesses contrariados, essas são algumas das razões do crescimento do distanciamento político entre as duas principais estrelas socialistas na Paraíba: o governador Ricardo Coutinho e o prefeito de João Pessoa Luciano Agra , que há muito tempo não falam o mesmo idioma e que nos últimos dias a dupla pouco quer falar do assunto, ou sinalizar para uma perspectiva de ‘sintonia’ no ninho ‘girassol’, algo cada vez mais distante.

Praticamente toda a cidade de João Pessoa sabe, que após o Movimento ‘Volta Agra’ ter sido sepultado, diversos ‘bombeiros’ tentaram interceder para um realinhamento político, esforços postos em vão, muitos dizem que a gota ‘d’água’ para a chateação de Agra, foi quando no encontro do PSB, realizado no ultimo mês, lideranças socialistas ligadas ao governador, terem adotado postura de indiferença com o seu sentimento e muitos na ocasião chegaram a fazer ‘ar’ de deboche para o ‘choro’ do prefeito que queria a todo custo voltar a participar do processo eleitoral, tese vencida.


Outro ponto que culminou com o ‘rompimento’ foram às constantes demonstrações de ‘força’ da caneta, tanto por parte de Ricardo como Agra, que humilharam publicamente, via exonerações pessoas até então intocáveis como: Ronaldo Barbosa, Laura Farias, Rubens Freire e aliados do vereador Bira (PSB) e do pré-candidato Nonato Bandeira (PPS).

A situação anda tão complicada, que basta analisar as duas declarações concedidas a imprensa pelo governador Ricardo Coutinho, que nesta terça respondeu questionamentos sobre o assunto em dois programas de rádio. Na rádio Arapuan, o ‘mago’ agiu de uma maneira mais áspera, pois ao ser indagado pelo apresentador do Rádio Verdade, respondeu com outro questionamento.

“Pergunte ao prefeito! Tenho mais com que me preocupar!”, disparou Ricardo;


Já no radiofônico Correio Debate na Rede Correio Sat, Coutinho agiu com mais cautela, porém se quer citou o nome do novo desafeto.


“Estou aqui tão feliz, continuo contando com os mesmos aliados e companheiros!”, despistou.


Ricardo Coutinho se definiu como um ‘solitário’ no Palácio da Redenção.


“Não me sinto feliz para buscar o que divide e sim o que une, não tenho focado o meu tempo em qualquer coisa que divida e sim no que uma!”, filosofou Coutinho.


Enquanto Ricardo dá demonstrações de impaciência com o episódio, o prefeito Luciano Agra evita dar declarações polêmicas e prega a cautela.


“Não rompi com Ricardo de maneira alguma”, frisou Agra nesta terça.


Enquanto as duas principais lideranças do PSB se engalfinham, a oposição em João Pessoa capitaneada por José Maranhão (PMDB), Cícero Lucena (PSDB) e Luciano Cartaxo, ampliam o leque de aliança e promete artilharia pesada no próximo embate eleitoral,.


E você amigo internauta, acredita que o ‘racha’ entre Ricardo e Luciano Agra permanecerá até as eleições? Opine no espaço destinado aos comentários.











POSTADO POR FOCO PB.