1 de março de 2012

Professora denuncia que profissionais de escola de CG foram cortados da folha de pagamento.

A representante da Escola de Áudiocomunicação de Campina Grande, a professora Francisca de Assis de Vasconcelos, denunciou algumas irregularidades existentes na instituição.

A professora informou que os vigilantes, interpretes, merendeiras e professores da instituição foram cortados da folha de pagamento.

- Estamos preocupadas com essa situação que prejudica a nossa instituição de ensino. Há 28 anos trabalhamos na escola. O Estado não pode trazer problemas para a escola. Já recorremos à Justiça e à imprensa – disse ela.

As declarações repercutiram nesta quinta-feira, 01, no Jornal da Manhã da Rádio Caturité AM.
 
 
POSTADO POR FOCO PB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário