13 de março de 2012

FORA DA DISPUTA: Imprensa nacional coloca Cássio fora da disputar eleitoral de 2014.

Senador paraibano aparece em uma relação de 50 políticos que não poderão concorrer mandato.
O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) aparece em uma relação do site Congresso em Foco com 50 políticos que poderão ser prejudicados pela Lei ‘Ficha Limpa’, caso pretenderem disputar as próximas eleições.
O Congresso em Foco lembra que o tucano foi enquadrado na alínea D da lei por ter sido sofrido cassação de mandato por abuso de poder político e econômico quando era governador da Paraíba.
De acordo com o site, Cássio tem que cumprir oito anos de inelegibilidade, portanto não poderá ser candidato até 2014, e por isso, não poderia disputar a eleição para o Governo do Estado nesse ano.
Cássio, no entanto, permanece no Senado porque as regras de inelegibilidade não valeram para 2010.
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Dono da maior votação ao Senado pela Paraíba, o tucano teve o registro de candidatura indeferido por conta de uma condenação sofrida no TSE por abuso de poder econômico e político. A denúncia feita pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), que apontou, na época, que Cunha Lima teria distribuído cheques para cidadãos de seu estado, por meio de um programa assistencial mantido pela Fundação Ação Comunitária (FAC), instituição ligada ao governo do estado. No julgamento realizado na época, os advogados do tucano argumentaram que ele não poderia ser cassado por causa do programa social. Ele foi enquadrado na alínea D da lei, que prevê oito anos de inelegibilidade para quem for condenado pela Justiça Eleitoral em processos de abuso de poder. De acordo com a ficha limpa, ele está inelegível até 2014. Cunha Lima, no entanto, permanece no Senado, já que as regras de inelegibilidade não valeram para a eleição passada.
 
 
 
 
POSTADO POR FOCO PB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário