16 de fevereiro de 2012

Flamengo sai na frente, mas cede o empate ao Lanús na Libertadores.


Em sua estreia na fase de grupos, time recheado de volantes e com Ronaldinho pouco inspirado, não suportou a pressão dos argentino




Léo Moura dribla volante do Lanús nesta quarta, na Argentina

Jogando no Estádio "La Fortaleza", em Buenos Aires, com um meio de campo recheado de jogadores de marcação e Ronaldinho pouco inspirado, o Flamengo suportou bem a pressão do Lanús e achou espaço para um gol nos acréscimos no primeiro tempo. Porém, na etapa final, já com Bottinelli em campo, acabou cedendo o empate em sua estreia na fase de grupos da Libertadores.

Com o 1 a 1, Flamengo e Lanús ficam em segundo lugar no Grupo 2, liderado pelo o Emelec, do Equador, que venceu em casa o Olympia, do Paraguai, por 1 a 0. O próximo compromisso dos cariocas é contra os equatorianos, no dia 8 de março, no Engenhão.


Com o meio de campo do Flamengo amarrado com três volantes - além de Renato Abreu, que tem atuado como meia mas é segundo volante de origem -, o Lanús começou melhor a partida, tentando pressionar no ataque e marcando bem a lenta saída de bola da equipe. Aos 7 minutos, a primeira chance do time da casa. Araujo cobrou falta, a zaga não cortou e a bola sobrou limpa para Neira bater forte. Felipe salvou em excelente defesa. Um minuto depois Neira arriscou de fora da área, mas sem direção.


Os erros de passe no meio travavam os cariocas e cediam contra-ataques perigosos. Aos 11 minutos, Mariano Pavone recebeu na intermediária e bateu. Felipe se enrolou e mandou para escanteio. O primeiro susto do Flamengo no goleiro Marchesin foi aos 18 minutos com Renato Abreu cobrando falta de longe, perto do travessão. No minuto seguinte, Welinton cortou cruzamento de sola dentro da área e foi marcado tiro indireto. Araújo cobrou rasteiro para a marca do pênalti e Neira carimbou o travessão.
Aos 27 minutos, David Braz furou e deixou para Valeri que, livre, finalizou mal. Aos 30, Neira fez grande jogada, foi desarmado na área, mas a bola sobrou para Balbi, que achou Pavone na área. Ele girou e bateu para defesa de Felipe.


Aos 42, Ronaldinho teve a primeira oportunidade, de falta, mas a bola desviou na barreira e foi para escanteio. Porém, já nos acréscimos, a zaga argentina teve um apagão. Júnior César avançou pela esquerda, cruzou rasteiro, e a bola passou por dois jogadores do Lanús, além de Deivid, antes de encontrar Leonardo Moura livre, do outro lado da área, para abrir o placar: 1 a 0. "Fico feliz por ter conseguido mais um gol, ofereci para minha mulher e minhas filhas", disse o lateral.


Renato, que iniciou o lance do gol com Júnior César, analisou o primeiro tempo. "Sabíamos que seria dessa forma, o campo é curto, a bola está correndo muito, estão abafando na marcação. A equipe vai sofrer com a pressão, mas acho que suportamos bem e quando começamos a tocar a bola, achamos o espaço". Felipe, por sua vez, saiu revoltado por conta de objetos atirados pela torcida. Ele reclamou com o juiz de ter sido atingido no rosto.
Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Pavone fez boa jogada e a bola sobrou para Pereyra bater com perigo. O Lanús continuava a ser mais consistente do que o Flamengo, como fora em quase todo a etapa inicial, apesar do placar adverso.


Aos 28 minutos, mais um atacante no Lanús, Cesar Carranza. E este entrou com sorte. Júnior César perdeu dividida na esquerda, a bola sobrou para Araujo. Ele cruzou para Pavone ajeitar para Carranza, com um minuto em campo, fuzilar: 1 a 1.
Dois minutos depois, o goleiro Marchesin espalmou chute venenoso de Ronaldinho Gaúcho e Bottinelli, livre, isolou na sobra. Joel Santana então sacou Renato e lançou Luiz Antonio. Ronaldinho passou a chamar a responsabilidade e passar a participar mais do jogo, mas não adiantou.
"Sair em vantagem fora de casa dá sempre uma esperança, mas estamos no começo da competição, ponto importante, acredito que as outras equipes que vierem aqui não vão conquistar ponto, então estou muito feliz pelo jogo e pela convocação também", analisou Ronaldinho Gaúcho, chamado por Mano Menezes para o amistoso da seleção brasileira contra a Bósnia, dia 28, na Suíça.

FICHA TÉCNICA - LANÚS 1 x 1 FLAMENGO
Local: Estádio "La Fortaleza", em Buenos Aires (ARG)
Data: 15 de fevereiro de 2012, na quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silvera (URU)
Assistentes: Mauricio Espinosa e Nicolás Tarán (URU)
Cartões amarelos: Renato Abreu e Welinton (FLA)
GOLS:
Lanús: Carranza, aos 29 minutos do segundo tempo
Flamengo: Leonardo Moura, aos 45 minutos do primeiro tempo
LANÚS: Agustín Marchesín; Carlos Araujo, Paolo Goltz, Diego Braghieri (Izquierdoz) e Luciano Balbi; Matias Fritzler, Eduardo Ledesma, Mauricio Pereyra (Carranza) e Juan Neira (Silvio Romero); Mariano Pavone e Diego Valeri
Técnico: Gabriel Schurrer
FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Welinton, David Braz e Júnior César; Aírton (Bottinelli), Willians, Maldonado e Renato Abreu (Luiz Antonio); Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Negueba)
Técnico: Joel Santana





POSTADO POR GENILDO ALVES/IG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário