5 de fevereiro de 2012

Estelizabel reúne 2 mil e afirma que vencer eleição será fácil




Foi uma demonstração de força. O encontro do PSB da Paraíba realizado no final da manhã de hoje no Hotel Tambaú em prol da pré-candidatura a prefeita de João Pessoa de Estelizabel Bezerra reuniu cerca de duas mil pessoas e várias lideranças políticas representando o PCB, PC do B, PV, PPL, PSD, PTN, PRP, além do deputado federal Luiz Couto e do estadual Domiciano Cabral, além de líderes do PSB como o presidente nacional do partido, Eduardo Campos, do governador Ricardo Coutinho, o prefeito Luciano Agra, a deputada federal Luiza Erundina e vários vereadores da capital paraibana.



  O primeiro a falar foi o presidente do diretório municipal do PSB de João Pessoa, Ronaldo Barbosa, que fez um convite público a Luciano Agra e Ricardo Coutinho para serem os coordenadores da campanha de Estelizabel à prefeitura. 


  Em seguida, vários presidentes de partido usaram a palavra. Os discursos que mais chamaram a atenção foram o de Raissa Lacerda, do PSD, que mandou um recado indireto ao deputado Trocolli Júnior, presente na semana passada ao lançamento da Frente Democrática Popular encabeçada por Nonato Bandeira (PPS).

A vereadora disse que a autonomia para decidir sobre o apoio em João Pessoa era do diretório municipal e garantiu que estará ao lado da candidatura do PSB.

Em outro momento, o presidente municipal do PRP, Flávio Menezes, pronunciou-se em nome da presidente estadual, Maria da Luz e também se posicionou em defesa de Estelizabel, negando a procedência de uma nota de apoio ao jornalista Nonato Bandeira.

Ele ainda alfinetou os vereadores eleitos por seu partido e hoje filiados a outras siglas, classificando-os de "irresponsáveis".   Em seu discurso, Luiza Erundina lembrou seu histórico, disse ter sido expulsa da Paraíba pela ditadura e prometeu se engajar na campanha da colega de partido na capital paraibana. 

  Luciano Agra recebeu um aplauso especial e foi citado em todos os discursos como autor de um gesto de grandeza ao desistir de concorrer à reeleição convocou a militância para se unir em torno de Estelizabel Bezerra:   - Sou como vocês, um militante das causas socialistas.

O PSB tem uma importância muito grande no processo de transformação da cidade. Um processo dessa envergadura, feito na capital, não se esgota em um ou dois mandatos. O atraso crônico em que se encontrava o Estado e a capital exigem uma transformação profunda e é por isso que não temos vacilo em pleitear que nosso projeto político continue em boas mãos e femininas. A população da Paraíba já é majoritariamente feminina. As mulheres lutaram durante todo o século XX para ter seus direitos reconhecidos. Ainda falta muito, mas agora temos  uma presidenta como Dilma Rousseff. Meu compromisso é com a gestão da cidade, mas isso não significa que ficarei omisso no pleito. Farei tudo ao meu alcance para que consigamos a vitória do nosso projeto. A decisão de desistir da disputa foi tomada de maneira madura e refletida. Aqui, diante de centenas de pessoas, reafirmo os termos de minha carta em que abri mão da pré-candidatura, um direito legítimo. Nosso projeto é político e não de aspirações pessoais. Por isso, eu digo que mirem-se no meu exemplo e vamos nos unir para eleger Estelizabel.   O governador de Pernambuco declarou que a pré-candidatura de Estelizabel Bezerra significa uma mudança simbólica para a capital paraibana e por isso ele teria desmarcado compromissos em seu estado natal para prestigiar a pré-candidata do PSB:   - Estamos decidindo que precisamos seguir adiante. Se não decidirmos, vamos atrapalhar a luta do povo. Nossa pré-candidata ao longo de sua militância fez campanha para tanta gente, ajudou a eleger tantas pessoas e participou da luta sem pensar em ser isso ou aquilo, chegou sua hora de ser a candidata e ser a prefeita. Meu avô dizia algo que nunca esqueci: Na política, há muitas gentes querendo ser as coisas, mas nem sempre quem quer sabe porque quer ser. Nossa companheira nunca quis ser e sabe porque hoje é nossa candidata e será a prefeita: para que o povo de João Pessoa continue participando da gestão e para que a política fique mais bonita e limpa.   Na sequência, Ricardo Coutinho afirmou que a pré-candidatura do PSB se posiciona contra o "atraso":   - Precisávamos dar esta demonstração de força ao atraso que tenta ressurgir dentro desta cidade. Escolhemos alguém com experiência em gestão e com identidade com os movimentos sociais. Se há alguém que acha que ela não é conhecida, vá perguntar às comunidades de João Pessoa, aos movimentos organizados. Só a elite não conhece Estelizabel. Nosso diálogo é com toda a cidade. Ela vai nos orgulhar em ser a primeira prefeita da capital, que amadureceu muito. Só não vê quem não quer, a turma do ódio e que varou as tetas onde mamavam. Aqueles tentam dizer que a cidade não mudou.   Antes do discurso da pré-candidata, foi exibido um vídeo de três minutos com sua biografia. Estimulada pelos elogios dos que lhe antecederam, a pré-candidata do PSB chegou a dizer que não será difícil vencer a eleição de outubro:   - Juntos, enfrentamos em 2010 e 2011 uma série de ataques à nossa ética, moral e competência. Enfrentamos juntos os piores momentos porque os opositores nervosos não conseguiam entender que somos diferentes deles não apenas como nos conduzimos na vida pública, como pela maneira como respondemos. Fico alegre de ter a energia de todos vocês e sei que este caminho não é feito por uma só pessoa. Isso só é possível com a união de todos e da militância. É nisso que eu acredito porque venho do mesmo lugar onde vocês estão. Não temos um nome, mas um sonho. Esta tarefa está fácil. A militância faz toda a diferença, o produto que temos na mão para ofecer ao povo é muito bom e é fato, números e atitudes, não apenas discurso. Não vai ser difícil vencer esta luta, mas ela tem muitos opositores. O atraso diz que nosso maior monumento, a Estação Ciência, não teria sido construída por ele porque seria um "elefante branco". É um homem superado, dentre outras coisas, porque não tem a capacidade de enxergar a modernidade e uma João Pessoa cosmopolita. O que estamos realizando é a força que precisamos para poder seguir.



POSTADO POR FOCO PB/PARLAMENTO PB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário