14 de janeiro de 2012

Ricardo Coutinho vai terceirizar Hospital de Trauma de Campina Grande.


Ricardo Coutinho vai terceirizar Hospital de Trauma de Campina Grande
O diretor do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, Geraldo Medeiros, confirmou durante entrevista ao Programa Polêmica Paraíba, da 101 FM, que a unidade hospitalar poderá ser gerenciada por uma organização social, como já acontece com o Hospital de Trauma de João Pessoa, administrado pela Cruz Vermelha.
"Nós temos estudos que podem determinar uma pactuação, desde que a organização seja experiente, inidônea e que mantenha o nível de atendimento e melhore alguns pontos ao longo de 2012", disse.
Ele também falou que durante 2011, mais de 100 mil pessoas foram atendidas no Hospital de Trauma de Campina Grande e que uma circular foi emitida no sentido de vetar a transferência de pacientes para a capital, a não ser por determinações da Diretoria.
A gestão pactuada entre Estado e Cruz Vermelha, adotada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) no primeiro ano de sua gestão já rendeu manifestações do Ministério Público do Trabalho e do TCU.
O procurador do Ministério do Trabalho na Paraíba, Eduardo Varandas, já se manifestou em diversas ocasiões contrário à terceirização da área de Saúde no Estado, iniciada com a entrega da gestão do Hospital de Trauma à Cruz Vermelha.
Segundo ele, é admissível o sistema de parceria com o setor privado através de convênios, desde que a gestão permaneça com o setor público. Varandas citou voto do ministro Carlos Ayres de Brito, considerando inconstitucional a legislação que trata da terceirização de serviços essenciais como Saúde e Educação.
Uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União confirmou que há irregularidade na terceirização das atividades do Hospital de Trauma da capital, ao constatar que a Cruz Vermelha Brasileira não detém de experiência técnica comprovada para administrar um hospital do porte do Trauma.

O Hospital Regional de Emergência e Trauma de Campina Grande conta com 250 médicos, sendo 27 médicos de plantão 24 horas em todas as especialidades de urgência. A unidade hospitalar conta ainda com 150 enfermeiros, 450 técnicos de enfermagem, 48 fisioterapeutas, 30 assistentes sociais, 25 psicólogos e 1.500 funcionários técnico-administrativos.

Características Técnicas:
Área do Terreno: 70 mil m2
Área de Construção: 22.071,05 m2
Ambientes: 06 Salas de Cirurgias, Bloco de Emergência, Auditório, Almoxarifado, Restaurante, Lavanderia, Farmácia, UTI de Queimados, Centro Cirúrgico, UTI’s Adulto/Pediátrica, Bloco Laboratório de Análises/Administração, Bloco Enfermaria Adulto, Bloco Enfermaria Pediátrica, Bloco Enfermaria Queimados, Unidade de Apoio, Resgate e Garagem, Resíduos Sólidos, Grupo Gerador, Subestação I e II, Sala de Comando, Guaritas I, II e III, Urbanização.

Leitos: 266, sendo:
·      11(Rec. pós Anest.);
·      19 (Urgência);
·      07 (Emergência);
·      199 (Internação);
·      30 (UTI).




POSTADO POR GENILDO ALVES/PB AGORA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário