11 de dezembro de 2011

Time do Qatar bate rival africano e vai enfrentar Barça na semi.

No duelo entre o campeão asiático e o africano, o Al Sadd bateu o Espérance por 2 a 1, no estádio Toyota, no Japão, neste domingo, e garantiu vaga na semifinal do Mundial de Clubes. Agora vai enfrentar o Barcelona na próxima quinta-feira, às 8h30 (de Brasília).
O time catalão, que venceu o Real Madrid por 3 a 1 de virada no sábado e viajou para o Japão durante a madrugada, tinha membros da sua comissão técnica em Toyota, observando e gravando o duelo.
Essa é a primeira participação no Mundial do Al Sadd, duas vezes campeão continental e recordista de títulos no Qatar, que tem como treinador o uruguaio Jorge Fossati, com passagens por LDU e Internacional. Até o hoje máximo que um time da Ásia conseguiu foi chegar até as semifinais (em seis das sete edições já realizadas pela Fifa).
Em campo, o time catariano finalizou poucas vezes, mas foi mais efetivo quando teve suas oportunidades. Foram sete finalizações e dois gols. Na primeira, aos 32min do primeiro tempo, o time abriu o placar com Al Khalfan. Aos 3min da etapa final, Koni ampliou. O rival diminuiu aos 15min, com Darragi.
O Espérance, da Tunísia, bicampeão da Liga dos Campeões africana, teve mais posse de bola (57%) e finalizações (20 chutes), mas vai disputar a decisão de quinto colocado com o perdedor de Khasiwa Reysol (Japão) e Monterrey (México), que duelam hoje às 8h30.
Até hoje o melhor resultado de um time africano no torneio foi no ano passado com o congolês Mazembe, que eliminou o Internacional na semifinal e ficou com o vice ao ser derrotado pela Inter de Milão.
O JOGO
Apesar da vitória parcial do Al Sadd no primeiro tempo, o time do Qatar jogou de maneira recuada, deixando a bola com o Espérance. O time africano chegou mais ao ataque e finalizou mais vezes (13 no total), mas pecou na definição e não marcou.
Até sofrer o gol, o time da Tunísia tinha uma atuação segura na defesa, não deixando o Al Sadd chegar na meta defendida por Ben Cherifia. Contudo, em um contra-ataque rápido do rival, o atacante Keita escapou pela ala direita e iniciou a jogada do gol.
O lance foi aos 32min. Keita avançou até a linha de fundo e antes de invadir a área chutou no gol. Ben Cherifia espalmou a bola para a própria área e Al Khalfan, na segunda trave, mandou de cabeça para a rede. O gol esfriou o time africano, que buscou sem tanta organização o empate no final do primeiro tempo.
Na etapa final, o Espérance se lançou ao ataque, tentando sufocar o Al Sadd. Contudo, em outro contra-ataque, o time catariano ganhou uma falta próxima a área rival. Em jogada ensaida, Belhadj colocou a bola na cabeça de Lee, que desviou para Koni. Sem marcação o zagueiro ampliou o placar, aos 3min.
O tento sofrido deixou o time africano mais afobado em campo. O gol parecia mais difícil, mas em um lance confuso acabou diminuindo. Aos 15min, Chamman cobrou falta perto da entrada da área e bola desviou nos jogadores que estavam na área, enganando o goleiro Mohamed. A Fifa creditou o gol para Darragi.
O Espérance pressionou até o final, em busca do empate. Teve um gol anulado aos 33min, marcado por Ndjeng, impedido. Aos 44min, teve outro tento anulado, este em jogada polêmica. A bola foi lançada para a área por Hichri e Ayari foi quem marcou. Ele estava em posição legal, mas havia um jogador do time africano em impedimento.
O tento anulado irritou alguns torcedores, que passaram a atirar objetos em campo. Tênis e garrafas foram os mais vistos. O jogo foi interrompido e em seguida a arbitragem encerrou a disputa. Os jogadores do Al Sadd festejaram muito a classificação, enquanto a equipe do Espérance deixou o gramado lamentando.





POSTADO POR MARTINS/FOLHA DE SÃO PAULO

Nenhum comentário:

Postar um comentário