9 de dezembro de 2011

Impressão de classificação etária em livros poderá ser obrigatória.



Em análise na Câmara, o Projeto de Lei 1936/11, do deputado Jefferson Campos (PSD-SP), obriga as editoras a imprimir a classificação etária na capa dos livros. A classificação será realizada pelo órgão competente da administração pública federal, e a obra deverá ser analisada integralmente, determina o texto. Jefferson Campos destaca que pesquisa realizada pelo Instituto Pró-Livro, em 2008, apontou que os maiores leitores do País são crianças e jovens. De acordo com o deputado, enquanto na média da população o índice de leitura é de 1,3 livro por ano, junto ao público infanto-juvenil chega a 4,7. Diante desse dado, Campos afirma ser “preciso cuidar para que a leitura que chega às mãos desses jovens seja adequada à sua idade e à sua maturidade emocional e intelectual”. Tramitação - A proposta foi encaminhada para análiseconclusiva das comissões de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Íntegra da proposta: PL-1936/2011. 



POSTADO POR GENILDO ALVES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário