31 de dezembro de 2011

Idosa desaparece em MG após casa ser arrastada por rio.

Chuvas já causaram duas mortes no Estado; 44 cidades decretaram emergência



 Rita Vieira de Souza, de 74 anos, está desaparecida desde a sexta-feira, 30, após sua casa ser arrastada por um rio em Santo Antônio do Rio Abaixo, na Bacia do Rio Doce, em Minas Gerais. O Corpo de Bombeiros atua na busca da vítima.

De acordo com a Defesa Civil estadual, a Polícia Militar informou que a idosa foi surpreendida por uma rápida elevação no nível de água do córrego dos Bambus, próximo à sua residência.

As chuvas que atingem todo o Estado já causaram duas mortes. No dia 28 de outubro, em Reduto, Admardo Pereira, de 43 anos, foi atingido por um eucalipto derrubado pelos fortes ventos quando trafegava de bicicleta numa estrada vicinal. Em 19 de novembro, na cidade de Governador Valadares, Poliane Alves de Oliveira, de 27 anos, foi arrastada pela enxurrada às margens do córrego Figueirinha, afluente do Rio Doce.

São 44 as cidades que decretaram situação de emergência em razão da temporada de chuvas. Outras 57 cidades também sofreram estragos, mas não chegaram a decretar estado de emergência.

O total de pessoas desalojadas chega a 9.365 e os desabrigados somam 404. Pelo menos 75 pontes foram destruídas pelas enxurradas e erosões.

A previsão para amanhã é de muita chuva em todas as regiões mineiras devido à formação de uma área de baixa pressão próxima ao litoral do Rio de Janeiro.



POSTADO POR GENILDO ALVES/ESTADÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário