29 de dezembro de 2011

Ex-aliados de Couto vão lançar manifesto defendendo candidatura própria do PT em JP.




Ex-aliados de Couto vão lançar manifesto defendendo candidatura própria do PT em JPA divisão de opiniões dentro do diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores sobre se o partido deve ter ou não candidato próprio a Prefeitura de João Pessoa é uma realidade e a proposta de candidatura própria começa a ganhar corpo, inclusive com novos adeptos entre ex-aliados do deputado federa Luiz Couto.

Na terça-feira passada (dia 27), um grupo de ex-aliados de Couto liderados pelo ex-presidente do diretório estadual do PT, Adalberto Fulgêncio, se reuniram na sede da executiva estadual em João Pessoa para fazer uma avaliação sobre a situação do PT na capital.

O encontro teve a participação de Fulgêncio e dos petistas: o professor universitário Éder Dantas; de Charliton Macêdo, que foi candidato a presidência do PT na Paraíba;e Idevaldo Barbosa do Sindsprev, e foi provocado pela insatisfação deles com os rumos do partido na Capital, onde eles defendem que o PT volte a ser o protagonista do cenário político e não um coadjuvante como acontece atualmente.

O grupo que já foi ligado ao ex-deputado federal Luiz Couto, hoje esta articulado com a tendência “Construindo um novo Brasil”. Eles decidiram lanchar uma chapa para a eleição e escolha dos delegados ao Encontro de Tática Eleitoral do PT, que vai acontecer em março de 2012.

Eles também decidiram lançar um manifesto no inicio do ano que vem, onde vão defender candidatura própria na Capital nas eleições do ano que vem e ao mesmo tempo a construção de um programa de Governo alternativo ao programa administrativo que esta sendo executado na cidade atualmente.

O manifesto que deve ser divulgado nas primeiras semanas do mês de janeiro, tem como base o lema “um jeito petista de governar”. A intenção do grupo é oxigenar o PT com debates políticos sobre a postura do partido na capital e colocá-lo numa postura de protagonista como acontecia num passado recente.



POSTADO POR GENILDO ALVES/portal Paraíba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário