28 de dezembro de 2011

Com câncer, Cristina Kirchner será operada.





A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, durante sua posse em 10 de dezembro de 2011
A presidenta da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, tem um tumor na glândula tireoide e será operada no próximo dia 4 de janeiro, anunciou nesta terça-feira (27) seu porta-voz, Alfredo Soccimarro.
A doença da chefe de Estado, de 58 anos, foi detectada durante uma revisão médica de rotina, informou Soccimarro aos jornalistas.

Cristina Kirchner realizou exames de rotina no dia 22 de dezembro que revelaram um "carcinoma papilar no lóbulo direito da glândula tiroide", disse o porta-voz.

Scoccimarro acrescentou que a presidenta "já realizou exames pré cirúrgicos que indicaram a ausência de compromisso dos gânglios linfáticos e de metástase".

"Tendo completado hoje a realização dos exames pré cirúrgicos correspondentes, a cirurgia foi marcada para quarta-feira, dia 4 de janeiro, no Hospital Austral com um tempo provável de internação de 72 horas e convalescença de 20 dias", completou o porta-voz.

O vice-presidente argentino, Amado Boudou, assumirá a direção do país entre os dias 4 e 24 de janeiro, acrescentou Scoccimarro.

Cristina Kirchner reassumiu o poder em 10 de dezembro passado, para mais quatro anos de mandato, após vencer as eleições de 23 de outubro, com 54,11% dos votos.



  postado por genildo alves/Com informações da AFP e EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário