12 de dezembro de 2011

Após demonstrar preconceito no Twitter, Sophia Fernandes tem perfil hackeado

 
Perfil recebeu mais de 8 mil denúncias por preconceito contra nordestinos
Após provocar polêmica e revolta entre os usuários do Twitter ao ofender nordestinos, o perfil que supostamente pertencente a uma jovem de Porto Alegre (RS), identificada como Sophia Fernandes, foi hackeado neste sábado(10).
Na conta da jovem (@sophiaofdreams), os usuários do Twittter podem visualizar a mensagem: “Perfil hackeado! Motivo: XENOFOBIA”. O ato, segundo informações da página, teria sido realizado pelos grupos @AntiSecBrTeam, @iPiratesGroup e @GrayHatBRGroup.
Na última semana, o grupo @GrayHatBRGroup também assumiu a autoria de ataques aos sites da Secretaria de Estado da Educação de Rondônia, da Câmara Municipal de Vereadores de Planalto, no Paraná, da Prefeitura de Santa Rosa, em Goiás, e do deputado federal Guilherme Mussi (PSD-SP).
Após os insultos contra os nordestinos, mais de oito mil denúncias foram registradas entre a madrugada e o início da tarde desta sexta(09), pela ONG Safernet, organização não-governamental especializada no combate de crimes contra direitos humanos na web.
Sobre o assunto o presidente da SaferNet Thiago Tavares, afirmou “Estamos apurando para esclarecer se a conta dela foi hackeada ou não. É um perfil antigo. Não descartamos esta possibilidade. Mas se for ela mesma, poderá responder pelo crime de racismo, que é inafiançável. A pena varia de dois a cinco anos”






POSTADO POR MARTINS/Rachel Barretto
Repórter da Revista Bahia Acontece




Nenhum comentário:

Postar um comentário