21 de novembro de 2011

Skaf comunica oficialmente PMDB que não será candidato em 2012.



O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), disse nesta segunda-feira (21) que Paulo Skaf, presidente da Fiesp, já comunicou oficialmente ao partido que não pretende disputar a prefeitura paulista em 2012.

Raupp disse ainda que a pré-candidatura de Gabriel Chalita à prefeitura está cada vez mais sólida, independente de apelos do ex-presidente Lula.

Raupp afirmou que conversou na semana passada com Skaf e que há uma disposição do partido para que ele embarque na candidatura de Chalita.

O senador, Skaf e o vice-presidente Michel Temer, devem se encontrar até a próxima semana para combinar a adesão do presidente da Fiesp à campanha municipal do PMDB para 2012. Skaf quer ser candidato ao governo de São Paulo em 2014.

Skaf e Chalita se tornaram desafetos após declararem que postulavam concorrer em 2012 pela prefeitura paulista. Ambos migraram do PSB para o PMDB de olho nas eleições 2012 pela capital.

"Ficou claro que o plano do Skaf é 2014. E achamos que ele terá um papel importante agora em 2012 na campanha do Chalita."
Chalita e Skaf acompanham Temer em viagem oficial ao Líbano.

Questionado se um apelo do ex-presidente Lula faria Chalita ser o vice do PT, que tem o ministro Fernando Haddad (Educação) como pré-candidato, Raupp assegura que não.

"Essa candidatura do Chalita não tem volta. O bloco já está na rua e o PMDB não vai voltar atrás. Ele vai ser a terceira via nessa campanha, a terceira via carismática e para vencer."
Segundo ele, o PMDB conversa com o DEM, PP, PSC em busca de alianças para a disputa municipal. "A nossa chance de vitória é grande", disse.



POSTADO POR GENILDO ALVES/DIRETÓRIO DO PMDB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário