13 de novembro de 2011

Publicidade em RÁDIOS WEB deve crescer mais de 47,2% em 2011.



No Brasil, especialistas chamam a atenção para a expansão das RÁDIOS WEB: “o crescimento de anunciantes em rádios online no Brasil é uma decorrência natural do crescimento da internet no país. As rádios web não podem mais ser vistas como exclusivas de grandes empresas de comunicação, para poucos ou qualquer outra expressão limitadora, as Webrádios não dependem de autorizações ou licenças governamentais; é só instalar e montar a sua programação.
 
As rádios web não podem mais ser vistas como exclusivas de grandes empresas de comunicação, para poucos ou qualquer outra expressão limitadora, as Webrádios não dependem de autorizações ou licenças governamentais; é só instalar e montar a sua programação. São vários os nichos de programações com uma Webrádio. Você pode disponibilizar grande variedades de gêneros musicais, levar uma mensagem, divulgar idéias, projetos e ações sociais de grupos ou associações, criar debates, transmissão de eventos ao vivo, programas de notícias, coberturas artísticas e culturais, resenhas esportivas, programas de conversa e entrevistas atendendo a vários segmentos tais como: evangelismo, político, social, cidadania e voluntariado, artístico, esportivo e empreendedorismo.

As web rádios são fonte de renda, devido a sua expansão isto já é perfeitamente possível” diz Suzana Mascarenhas, vice-presidente de planejamento do Instituto Pesquisar, especializada no setor.
Na opinião de Paulo Peixoto, diretor de mídia online da DC-ON, o crescimento deve mesmo continuar nos próximos anos. "Não apenas os anunciantes pedem foco no segmento digital e consequentemente nas rádios web, por entenderem a importância disso não querem ficar para trás. Não é mais possível pensar uma estratégia de comunicação sem considerar as rádios online, sob o risco de deixar de acompanhar o consumidor (ouvintes)”, afirma.


Publicidade em web rádios, de acordo com o Instituto Pesquisar, deve romper a barreira dos R$ 20 milhões em 2012, quando o segmento web irá representar 19,4% do total de investimentos em publicidade. 
 
 
 
POSTADO POR GENILDO ALVES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário