22 de novembro de 2011

DONA SOCORRO CLAUDINO morre no Hospital São Marcos.



MULHER DO EMPRESÁRIO JOÃO CLAUDINO estava internada já há alguns meses com câncer.
Mulher do empresário estava internada no São MarcosMulher do empresário estava internada no São Marcos
Faleceu na noite desta segunda-feira (21/11) a esposa do empresário João Claudino Fernandes, dona Maria Socorro de Macêdo Claudino, a dona Socorro Claudino, de 74 anos. Ela estava internada no Hospital São Marcos já há alguns meses.
O assunto era tratado de forma delicada pela família. Reservados e discretos, evitavam comentar inclusive com amigos mais próximos sobre o estado de saúde de dona Socorro Claudino. Ela tinha um câncer na medula, considerado raro, e iniciou um tratamento no hospital Sírio Libanês, em São Paulo (SP), há pelo menos cinco meses.
No entanto, os médicos da capital paulista disseram para a família Claudino que nada poderiam mais fazer, pois o câncer estava em estado avançado. Dona Socorro, como sempre fora, resistiu até onde pôde e pediu para ser trazida para Teresina, onde estão esposo, filhos e netos. Ficou no Hospital São Marcos, chegou a ir para UTI, voltou para o apartamento do hospital, mas por volta das 21h voltou para a UTI e após uma recaída não resistiu e faleceu.

Seu João e dona Socorro fariam 50 anos de casados no mês de dezembro
QUEM ERA
Dona Socorro Claudino nasceu em 28 fevereiro de 1937 na cidade de Lavras da Mangabeira, no Ceará. Estudou em colégio interno de freiras na cidade do Crato, retornando em seguida para sua cidade Natal onde foi escrivã de cartório, sendo uma das primeiras mulheres da região a exercer a função. Era filha de Vicente Favela Macêdo e de Alayde Aquino de Macêdo e teve 10 irmãos  Conheceu o então comerciante João Claudio Fernandes. Casaram-se em 17 de dezembro de 1961 (fariam 50 anos no próximo mês) e mudaram-se para Teresina na década de 70, quando Seu João, como é conhecido o grande patriarca da família Claudino, construiu seu império. O Grupo Claudino hoje inclui mais de dez bem sucedidas empresas, como o Armazém Paraíba, a Houston Bikes, a Construtora Sucesso, o Frigotil, o Teresina Shopping etc. Dona Socorro era empreendedora, mas gostava mesmo era de ajudar as pessoas.

Família Claudino: dona Socorro era a matriarca -mulher simples e bondosa
NO HOSPITAL
Cuidava de várias instituições de caridade e era católica praticante, sempre indo às missas do amigo pessoal Padre Tony Batista. Era devota de Santa Edwirges. Deixa o esposo, que é o empresário Seu João Claudino, o homem mais rico do Piauí, deixa cinco filhos, João Vicente Claudino (senador da República), João Marcelo (empresário), João Júnior (empresário), Cláudia Claudino (empresária) e Alaíde Claudino (empresária) e deixa ainda catorze netos. O Hospital São Marcos só confirmou oficialmente a morte de dona Socorro Claudino por volta das 22h. Ela deu entrada na UTI por volta das 19h30 e veio a óbito por volta das 21h30. A família inteira foi até o hospital dar o último adeus à matriarca da família. Seu João ficou o tempo todo no hospital, até a liberação do corpo de dona Socorro. Ele foi para casa desolado, após ter chorado muito, e foi consolado pelo prefeito de Teresina Elmano Ferrer, que era primo dela.

Prefeito Elmano Ferrer, primo dela, tenta consolar Seu João Claudino
VELÓRIO E ENTERRO
A assessoria de imprensa do Grupo Claudino, ‘Ícone Comunicação’, encaminhou a seguinte nota: “É com imenso pesar que anuncio o falecimento da minha esposa Maria Socorro de Macêdo Claudino. Nós, da família, estamos tomando as devidas providências e em breve será informado o local e o horário do velório e do sepultamento. Neste momento agradecemos as manifestações de pesar e solidariedade”, assina João Claudino Fernandes e família. Somente por volta das 23h ficou acertado que o velório seria na casa da família, localizada no bairro Jockey Club, zona Leste de Teresina. No entanto, o espaço foi completamente fechado por seguranças particulares e somente familiares e amigos mais próximos poderiam entrar. A imprensa foi proibida de circular até mesmo pela rua da mansão da família. Nesta terça-feira, dia 22, às 14h, será realizada uma missa na Igreja de Nossa Senhora de Fátima. O sepultamento será às 16h, no cemitério Jardim da Ressurreição. Todas as lojas do Armazém Paraíba estarão fechadas nesta terça.
ARMAZÉM PARAÍBA FECHADO
A assessoria de imprensa informa que nesta terça-feira, dia (22/11), todas as lojas do Armazém Paraíba estarão fechadas, não só no Piauí, mas também no Maranhão, Ceará e outras regiões do Brasil, em luto pelo falecimento de D. Maria Socorro de Macêdo Claudino, esposa do Sr. João Claudino Fernandes. O 180graus fez o registro de três lojas no Centro de Teresina, no Paraíba da João Cabral, Paissandú e Álvaro Mendes. Alguns funcionários ainda sem saber, foram pegos de surpresa e demonstraram solidariedade à família Claudino.

Armazém Paraíba da Paissandú de portas fechadas

Armazém Paraíba da Álvaro Mendes

Armazém Paraíba da João Cabral
 

Senador JVC saiu do Hospital São Marcos bastante desolado

No velório, na mansão dos Claudinos, todas as ruas foram interditadas

POSTADO POSTADO POR GENILDO ALVES/PORTAL 180 GRAUS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário