13 de novembro de 2011

Descubra os fatores essenciais para ser feliz no trabalho.

Estado de perfeita satisfação íntima; ventura. / Beatitude; contentamento, grande alegria, euforia, grande satisfação. / Circunstância favorável, bom êxito, boa sorte, fortuna. O dicionário Aurélio dá todas essas definições para a palavra felicidade, mas o que significa exatamente esse estado de espírito? Esse é um sentimento um tanto quanto subjetivo. Enquanto você se sente nas nuvens com muito dinheiro no bolso, o vizinho sente-se dessa forma quando está com a família. Por isso, cada um sabe exatamente aquilo que proporciona um estado máximo de bem-estar. E quando o assunto está ligado ao trabalho? Como ser feliz nele?

 315217 tt Descubra os fatores essenciais para ser feliz no trabalho

Buscar a felicidade no trabalho  implica em saber o significado disso para si e perseguir até o fim. É bastante fácil ouvir trabalhadores por aí dizendo que ficariam muito felizes se o salário aumentasse. Mas será isso uma realidade? Até que ponto esse plus nos rendimentos mensais vai fazer efeito? É muito bom quando ele vem, mas em bem poucos meses, aquele valor entra no orçamento e o que era felicidade já virou fato velho. Portanto, é preciso conhecer bem a atividade exercida e os seus valores individual e social para então conseguir delinear o que é que proporciona uma boa rotina.
A felicidade no trabalho não significa somente beneficiar o outro que será atingido por ele. Os trabalhos manuais, muitas vezes, são verdadeiras terapias para quem os pratica e a consequência disso é um artesanato muitas vezes lindo de se ver.
É bem comum em algumas empresas ver aquele clima de fofoca cercando o ambiente: é funcionário falando mal do chefe, são grupinhos de colegas reclamando do trabalho excessivo, são patrões grosseiros cuspindo fogo e o estresse tomando conta da rotina de todo mundo. Em meio a esse cenário, fica muito fácil culpar o superior pela infelicidade no emprego ou apontar para os companheiros de escritório como os verdadeiros responsáveis pela má qualidade  que se tem ali. Mas algo que muita gente não reconhece é que a culpa de estar aceitando tudo isso é de si mesmo. Trocando em miúdos: cada um é dono do seu destino, se quer ser feliz no emprego, então ou saia de onde está ruim ou o encare a situação de uma outra forma. O que não dá é ficar reclamando sem fazer nada para melhorar.



POSTADO POR GENILDO ALVES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário