3 de outubro de 2011

Trio da Paraíba é preso durante assalto em Alagoas.



Por volta das 18h40 deste sábado (1º), já no final do expediente e enquanto arrumavam a loja Eletro Shopping, no centro comercial de União dos Palmares (AL), cerca de doze funcionários da empresa foram rendidos por dois homens armados de pistola e revólver e trancados em uma dependência no 1º andar da loja.

Os dois assaltantes identificados como José Clenton Batista Martins (2º da foto), 34 anos, autônomo (vendedor de tapetes) residente em São José das Piranhas e Lino Antônio Severo, 22 anos, (3º da foto) também vendedor de tapetes residente em São José das Piranhas na Paraíba. Depois de trancafiarem os comerciários, inclusive o gerente, de posse de algumas bolsas começaram a “catar” eletrodomésticos e celulares ousadamente como se nada demais estivesse acontecendo, pois a loja estava aberta e havia dezenas de pessoas assistindo uma partida de futebol de salão na Quadra Municipal de Esportes defronte a empresa assaltada.

Porém um dos funcionários no momento em que os seus colegas foram rendidos estava no fundo do quintal, e quando retornou ao interior da loja, notou algo errado, pois um dos ladrões vestia uma camiseta com a logomarca da empresa tomada de um dos reféns. Sem ser percebido, o rapaz voltou para onde estava e ligou do seu celular para uma colega dando conta do assalto, que comunicou o telefonema à Polícia.

Três equipes de policiais com 20 homens se deslocaram ao local, e no lado de fora em atitude suspeita tentando deixar o local desapercebido (ao perceber a aproximação dos policiais) foi preso o terceiro integrante do bando identificado como José Iris Alves de Assis, (primeiro da foto)  casado, 43 anos de idade, taxista, residente também em São José das Piranhas, ele dava cobertura a ação criminosa.

Com José Iris servindo como escudo, os militares entraram na loja e inicialmente renderam Lino Antônio que não esboçou nenhuma reação mesmo estando armado com um revólver calibre 38 com seis munições intactas. Em seguida, foi dado ordem de prisão a José Clenton que se deitou com as mãos na cabeça e indicou aos policiais que estava com uma pistola Taurus municiada na cinta.

Após a ação acompanhada a distancia pela população, os reféns foram liberados sob demorados aplausos da população que se concentrou na porta da loja que com este completa em menos de dois anos duas tentativas de assalto.

Na Delegacia, os acusados disseram ao Dr. Ednaldo Marques titular da distrital de São José da Laje, mas de plantão na Regional de União que o Fiat Uno cinza placas OCO-5664 matriculado em Aracoiaba-Ceará que daria fuga ao bando era de propriedade de Clenon, o qual durante todo depoimento tentou inocentar o terceiro acusado afirmando apenas que ele estava inocente e apenas conduziu os outros acusados ao local do crime e que seu amigo seria um homem trabalhador.

Lino Antônio confessou que já tem passagem pela polícia por roubo e o motorista da quadrilha já foi preso por porte ilegal de arma. Finalmente, José Clenton disse que adquiriu a pistola e o revólver para a ação da quadrilha na Feira da Sulanca em Caruaru, mas que não era ladrão. “Só caímos porque viemos a União e ficamos sem dinheiro, por isto fomos obrigados a roubar para voltar para casar” - disse o homem que falava com muita convicção e segurança.

Diante das controvérsias dos três, o Dr. Ednaldo tomou por termo as declarações de todos eles individualmente que são acusados inicialmente de tentativa de roubo, sequestro com vítimas e cárcere privado, porte ilegal de armas e formação de quadrilha, e deverá deixar para o Delegado Regional Dr. Antônio Nunes vai presidir o inquérito, o que ocorrerá a partir desta segunda feira, dia 3.

Foram recuperados com os ladrões 01 celular ZTE, 02 celulares Nokia 'lanterninhas' outro celular com 2 chips sem marca, 01 celular Scarlet II LG, outro celular Nokia 'fino', 01 celular vaio branco, 04 aparelhos de DVD automotivos de Marca H-Buster, 01 caixa com 267 celulares de diversas marcas, 03 câmeras fotograficas das marcas Samsung e Olimpus e 01 caixa com acessórios para celulares.

Postado por Elson Gomes/Tribuna da União.

Nenhum comentário:

Postar um comentário