23 de outubro de 2011

Telefonia móvel está na mira do MP.

 

As panes nas ligações, cobranças indevidas e os problemas com o cancelamento de contas levaram Ministério Público a instaurar um inquérito para apurar as denúncias de má qualidade no serviço prestado pela telefonia móvel. Após a fase de coleta de provas, Ministério e Procons devem unir forças para uma ação civil pública contra as empresas TIm, Oi, Claro e Vivo.  A falta de investimentos nas redes de transmissão e a venda de acessos acima da capacidade operacional aparecem como os principais responsáveis pelos problemas com telefonia móvel no estado.

De acordo com o Procon Estadual, de primeiro de janeiro a 30 de setembro deste ano, foram realizadas 355 reclamações relacionadas com a telefonia móvel sendo que destas, 66 estavam diretamente relacionadas a falhas ou serviços não prestados. Segundo a Secrertária executiva do Procon estadual, Klébia Ludjério, “a exemplo do que aconteceu no rio Grande do Norte e no Piauí, se condenadas, as empresas podem pagar uma multa de R$50 milhões e ter as vendas dos acessos proibidas no estado”.

As principais reclamações sobre os serviços de telefonia móvel em João pessoa estão ligados à falta de sinal que vem atingindo vários pontos da cidade e as situações em que as redes ficam ocupadas.  Segundo o professor de Engenharia Elétrica do Instituto Federal de ciência e tecnologia, Alfredo Souza, a estrutura das operadoras não vem acompanhando o desenvolvimento das cidades.

“O desenvolvimento da construção civil na cidade vem prejudicando o sinal em algumas áreas. Mas o problema não são as novas construções, mas o sinal das empresas que não se modificam para acompanhar esse desenvolvimento”, afirma.

Já o problema da ‘rede ocupada’ ocorre quando há uma sobrecarga de utilização dos acessos da operadora, “daí não há espaço para todos os clientes utilizarem a rede da operadora”, explica Alfredo.

Insatisfação e crescimento
Mesmo com os problemas e com a insatisfação com a telefonia móvel, o segemento continua crescendo no estado. Com uma média de 101,1 acessos para cada 100 habitantes, a Paraíba fechou setembro como o quarto estado com mais acessos à telefonia móvel na região em 2011. Os dados são da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e mostram números que superam a média regional de acessos (100,21) em relação ao mesmo período do ano passado.

Na Paraíba, do total de 3.2 milhões de acessos em operação, 2,8 milhões são pré-pagos e 304 mil pós-pagos. Em setembro, os estados da Paraíba e Roraima registraram mais de um acesso em serviço por habitante e se juntaram as outras 19 unidades da federação.

Concorrência em alta
De acordo com a Anatel, em setembro de 2010, a operadora líder em acessos móveis na região era a empresa Oi, com 1,2 milhões de acessos, que correspondiam a 39% do mercado local. Em setembro de 2011, apesar de registrar um crescimento de 215,2 mil acessos, chegando a 1,4 milhões de acessos no estado a operadora vem perdendo espaço, e detém, hoje, 37,2 %  do mercado paraibano, uma queda de 1,73%. Por outro lado, empresas como Vivo, Tim e Claro vêm ampliando suas participações no mercado local, mesmo assim, a Oi continua líder em acessos com 216.251 mil usuários a mais que a TIM, com 1,2 milhões de acessos e segunda maior em participação no estado.

Segundo a assessoria de imprensa da Tim, o bom desempenho da TIM na Paraíba é reflexo do resultado que o reposicionamento estratégico da marca vem tendo no Brasil. Já sobre as reclamações, a empresa afirma que, a empresa desenvolve ações preventivas, inclusive junto aos órgãos de defesa do consumidor e Anatel, para diminuir as demandas dos clientes e que a empresa vem aumentando os recursos destinados a infraestrutura para garantir a qualidade de seus serviços. 

A empresa destaca também que “o valor total programado para este ano é de R$ 2,9 bilhões no país, sendo 85% deste valor direcionados para infraestrutura. No triênio 2011-2013 , a previsão de investimento é de R$ 8,5 bilhões, mantendo igual percentual para a estruturação e manutenção de uma rede ainda mais sofisticada”. A acessória da ou não atendeu aos telefonemas.

Dados da Anatel 
Acessos por 100 habitantes na Paraíba
Estado
 Número de acessos por habitante
PE
116,6
RN
114,96
SE
110,99
PB
101,19
BA
99,68
CE
97,96
AL
67,75
PI
94,79
MA
74,79
NE
100,21

















Participação no mercado paraibano por operadora em setembro 2011
Operadora
  Pré-pagos
Pós -pago
Total
Porcentagem de mercado no estado
Oi
1.376.135
88.306  
1.464.441
37,27
TIM
1.148.731           
99.520  
1.248.251           
31,77
Claro
838.019               
134.077               
972.096               
24,74
Vivo
202.627               

41.961
244.588               
6,22
Total
3.565.512           
363.864
3.929.376
1,73 * do mercado nacional


POSTADO POR GENILDO ALVES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário