17 de outubro de 2011

Ricardo assina convênio que beneficia crianças cardiopatas.

Neste início de tarde, o governador Ricardo Coutinho assina um convênio entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), e a Associação Círculo do Coração de Pernambuco. A solenidade acontece neste momento, no Salão Nobre do Palácio da Redenção, com presença do titular da SES, Waldson Dias de Souza. O objetivo é ampliar e melhorar a realização de procedimentos clínicos e cirúrgicos voltados para a cardiologia congênita infantil, desenvolver pesquisas científicas e qualificar profissionais da rede de saúde cardiológica infantil.
No Estado, 12 maternidades e o Complexo de Pediatria Arlinda Marques serão favorecidos. As cidades que serão beneficiadas com o convênio são João Pessoa, Picuí, Monteiro, Esperança, Itaporanga, Guarabira, Campina Grande, Sousa, Patos e Cajazeiras. Segundo a diretora do Arlinda Marques, Ana Márcia, o hospital será referência na realização de cirurgias cardíacas infantil, para casos identificados nas maternidades de todo o Estado.
“Com o convênio, será possível identificar se uma criança tem problema cardíaco congênito ainda dentro da barriga da mãe, o que significa um grande avanço deste Governo”, destacou.
Segundo ela, haverá ainda o desenvolvimento de uma rede de telemedicina, que será utilizada para a qualificação profissional e consultoria online, que abrangerá a assistência em neonatologia e cardiologia infantil. “Nas próximas 12 semanas, serão organizadas vídeo aulas, que acontecerão três vezes por semana, para a qualificação profissional e consultoria clínica”, disse.
Telemedicina – A telemedicina é a utilização da internet para a realização de consultoria à distância entre profissionais de saúde. Os profissionais, pela internet, poderão tirar dúvidas e trocar experiências, além de compartilhar exames e dados do paciente durante o intercâmbio.
Para o secretário Waldson Souza, após o período do convênio, que é de dois anos, os profissionais de saúde do Estado da Paraíba estarão qualificados para fazer a triagem, diagnóstico e realizar cirurgias em crianças que tenham doenças cardíacas congênitas complexas, assim como o diagnóstico de cardiopatias fetais. “O Estado está investindo na tecnologia, na qualificação do profissional de saúde e na qualidade do atendimento as nossas crianças”, disse.
Ele destacou ainda que será feito um investimento de R$ 3.327.633,12 no projeto, durante este período de dois anos, além melhorias na infraestrutura do Hospital Arlinda Marques, por meio de reforma e ampliação, no intuito de obter o credenciamento dessa unidade hospitalar para alta complexidade em cirurgia cardíaca, neurocirurgia e ortopedia infantil.


 
POSTADO POR FRANCISCO CAMILO/PARAIBA GOV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário