4 de outubro de 2011

Estudo comprova que músicas sobre sexo vendem mais.


NOVA YORK - Os psicólogos muitas vezes conseguem provar teorias que sempre suspeitamos serem verdadeiras. Um recente estudo sobre letras de música popular realizado na Universidade Estadual de Nova York mostra não só que as mensagens sobre relacionamentos sexuais dominam as músicas no topo das paradas, mas também que as canções sobre sexo vendem melhor do que aquelas sobre outros temas. Os autores do estudo analisaram 174 canções que chegaram ao Top 10 em 2009 e descobiram que 92% delas tinham temas sexuais - agrupados em uma longa lista de 19 itens. Eles também analisaram letras de músicas dos últimos 60 anos, separando por décadas.
A natureza da música pop não mudou muito, disseram os autores Dawn R. Hobbs e Gordon G. Gallup Jr. O número e os tipos de mensagens relacionadas a namoro e a busca por parceiros permaneceu estável nos gêneros country e pop, mas no R&B houve um aumento acentuado dessas mensagens nos últimos 20 anos, descobriu o estudo.
Em geral, compositores de hip-hop e R&B falam mais sobre sexo e relações sexuais. As músicas country analisadas em 2009 tinham cerca de 340 referências a questões sexuais, mais ou menos seis por música, enquanto um número semelhante de canções R&B traziam 973 referências a esses temas, ou 17 por música. (As canções pop ficam no meio, com 513 "mensagens reprodutivas", ou nove por música.)
Além disso, os autores encontraram uma correlação direta entre o número de referências ao sexo em uma canção e queão bem ela foi nas paradas da Billboard.
Talvez o mais surpreendente sejam as conclusões do estudo sobre as diferenças entre gêneros. Os autores do estudo encontraram uma grande diferença entre as "mensagens reprodutivas" (belo eufemismo para sexo) encontradas em músicas country e aquelas no pop e R&B. Músicas country de sucesso tendem a ter mensagens sobre compromisso de longo prazo para o casamento, paternidade, fim de relacionamentos e juras de fidelidade.
Por outro lado, os três principais temas em músicas nas paradas pop foram, em ordem, o sex-appel do intérprete, a promiscuidade de alguém e relacionamentos de apenas uma noite. Nas canções de R&B que chegaram ao topo, os temas mais freqüentes foram, na ordem, o sex-appel do intérprete, elogios à riqueza do intérprete e como isso ajuda a conseguir parceiros e descrições de atos eróticos.
Em outras palavras, compositores country tendem a escrever sobre relacionamentos adultos e maduros, enquanto compositores de pop e R&B escrevem mais sobre como casos de boate. O estudo foi publicado na edição mais recente da revista Evolutionary Psychology.


POSTADO POR TV FOCOPB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário