4 de outubro de 2011

CBF continua destruindo a relação de quem ama futebol com a seleção brasileira.


Dorival Jr, treinador do Inter, chamou os amistosos da seleção de “estúpidos”.
Deixou clara a irritação por causa da convocação de Oscar.
Muitos brasileiros, entre eles este blogueiro, não aguentam mais a interferência negativa do selecionado nacional no futebol daqui.
A seleção é um fardo pesado para quem deseja a melhora das competições no Brasil e uma benção aos cofres da entidade comandada por Ricardo Teixeira.
Eis a pergunta que certamente ninguém responderá de forma convincente.
O que mudaria na vida da seleção se Jefferson, Dedé, Réver, Lucas, Oscar, Ralf, Fred, Ronaldinho Gaúcho e Neymar não fossem chamados para o obscuro amistoso diante da Costa Rica, sexta-feira, às 23h?
Quem está ansioso para acompanhar a pelada no horário chinês?
No máximo os jogadores, seus empresários e cartolas dos clubes interessados em negociá-los.
Os que realmente amam o futebol estão precoupados com seus times no brasileirão.
Quando ela tira atletas dos clubes em momentos importantes como o atual no Brasileirão, bate de frente com milhões de pessoas.
Por isso sofre rejeição cada vez maior.
Qualquer observador mediano percebe a triste e situação.
A seleção, vale lembrar, deve ser útil e construtiva para o futebol brasileiro, pois pertence ao povo.
Não precisa existir por existir e muito menos trapalhar, tal qual acontece há anos.
Quando faz isso, ela deixa de ser a equipe da população brasileira e vira apenas o objeto negociado pela CBF, uma entidade particular.
E nós torcemos por times de futebol, não por produtoss
Por favor…
Recado ao pessoal chapa-branca, aquele que defende a administração atual da CBF.
Por favor, não me venha dizer que time x ou y não foi prejudicado porque tal jogador está suspenso.
Quando houve a convocação ninguém sabia quem seria punido.

POSTADO POR RANIERI GLYCIMAR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário