28 de outubro de 2011

Bernardino é exonerado do Governo Ricardo Coutinho.




O sinal mais claro da derrocada no governo estadual do ex-presidente do PPS na Paraíba, José Bernardino, foi formalizado em ato publicado na edição desta sexta-feira (28), do Diário Oficial do Estado. O governador Ricardo Coutinho (PSB) exonerou Bernardino do cargo de secretário executivo da Administração Penitenciária.

José Bernardino já vinha em rota de colisão com o secretário de Comunicação Institucional da Paraíba, Nonato Bandeira, praticamente ao longo de todo o governo. Bandeira era o vice-presidente no Diretório Municipal do PPS, portanto o segundo homem do partido no Estado, mas vinha numa relação desgastada com o presidente da legenda, num processo que inicialmente se estabeleceu intramuros da sigla, mas que nos últimos meses se tornou público.

O primeiro "baque" de Bernardino no governo socialista ocorreu em abril deste ano, quando ele foi exonerado do cargo de diretor operacional da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba - Cinep-PB. A contragosto aceitou a Secretaria Executiva da Administração Penitenciária, ao fazer parte de uma pontual reforma administrativa que o governador engendrou para resolver outro imbróglio em sua gestão: os conflitos cada vez mais intensos entre o então secretário titular da pasta, José Alves Formiga, e seu executivo Sargento Denis. Ambos foram exonerados.

Conseguindo se manter ainda no governo por, afinal de contas, estar na presidência do PPS paraibano, José Bernardino selou seu destino no Governo do Estado ao ser derrotado, na última quarta-feira (26) pela deputada estadual Gilma Germano, ao disputar a reeleição no partido. Sem o véu partidário e adversário declarado de Nonato Bandeira, um dos integrantes do núcleo duro do governo, Bernardino foi finalmente demitido do cargo de secretário executivo da Administração Penitenciária nesta sexta-feira, 28, Dia do Servidor Público.


POSTADO POR GENILDO ALVES/SECOM-PB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário