26 de setembro de 2011

Espírito Santo e Paraíba debatem direito humano à alimentação saudável.


O Espírito Santo tem 144.855 pessoas que vivem na extrema pobreza e a Paraíba, 613.781. Os números representam, respectivamente, 4,1% e 16,3% da população total de cada estado. Para garantir a essas pessoas o direito de se alimentar adequadamente, as duas unidades da Federação promovem, a partir desta segunda-feira (26), suas Conferências de Segurança Alimentar e Nutricional.

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) estará representado, no Espírito Santo, pela assessora Priscila Bocchi, e, na Paraíba, pelo diretor da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, João Tadeu. Participam dos encontros gestores públicos e sociedade civil, que vão debater, até quarta-feira (28), o pacto social pelo direito à alimentação adequada e saudável para todos. No último dia do evento, serão eleitos os delegados à 4ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, marcada para 7 a 10 de novembro, em Salvador, na Bahia.

São esperadas para o encontro nacional cerca de 2 mil pessoas, entre delegados, convidados e observadores. Os 26 estados e o Distrito Federal estarão representados, respeitando a diversidade e a pluralidade do País. Dois terços da delegação – escolhida durante as conferências municipais, estaduais, regionais e territoriais – serão formados pela sociedade civil e terão entre seus integrantes representantes indígenas, quilombolas, da população negra, de povos de terreiro e outras comunidades tradicionais.

Um dos objetivos do evento, promovido pelo Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), será buscar a construção de compromissos para efetivar o direito humano à alimentação adequada e saudável e promover a soberania alimentar, por meio da implantação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) e da política nacional para a área nos três planos de governo, com a participação da sociedade civil.

Números – O MDS mantém diversas ações em ambos os estados. No Espírito Santo, o Bolsa Família atende mais de 185 mil de famílias. Existem 124 Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e 42 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas). O Benefício de Prestação Continuada (BPC) paga um salário mínimo mensal a mais de 51 mil idosos e pessoas com deficiência. O estado possui um Banco de Alimento, duas Cozinhas Comunitárias e 15 Restaurantes Populares.

Na Paraíba, são mais de 470 mil famílias que recebem o Bolsa Família e 81,8 mil o BPC. Os Cras são 252 e os Creas, 98. Foram criados quatro Bancos Alimentos, dez Cozinhas Comunitárias, seis Restaurantes Populares e mais de 47 mil cisternas de placas para o consumo de água, que podem abastecer as famílias por até oito meses.

SERVIÇO
4ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional do Espírito Santo
Data: 26 a 28 de setembro (segunda a terça-feira)
Hora: 19h (abertura na segunda-feira)
Local: Centro de Convenções do Hotel Praia Sol, Rua Eudólio Cruz, 1, Nova Almeida - Serra (ES)

3ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional da Paraíba
Data: 26 e 28 de setembro (segunda a quarta-feira)
Hora: 19h (abertura na segunda-feira)
Local: Convento Franciscano, Lagoa Seca (PB)

postado por Genildo Alves/Ascom/MDS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário