4 de julho de 2011

Veja compara prisão do governador de Illinois com a cassação de Cássio



Pra ressaltar a impunidade no Brasil e destacar o rigor da Justiça dos Estados Unidos, a Revista Veja desta semana fez uma comparação com a prisão do ex-governador de Illinois com a eleição de Cássio Cunha Lima para o Senado Federal.
 
Rod Blagojevich foi condenado em 17 acusações de corrupção após ser flagrado em conversas telefônicas tentando “vender” uma cadeira de senador do seu Estado em troca de dinheiro e benefícios políticos. Vai para numa penitenciária.
 
Pra ressaltar o rigor nos EUA e a impunidade no Brasil, a Veja achou que usar, nada mais nada menos, do que o caso de Cássio na Paraíba. Segundo a revista, “o caso mais parecido com o de Illinois”.
 
Lembrou que Cássio foi afastado do governo em 2009, “cassado por usar R$ 3,5 milhões de dinheiro público para comprar votos”. E que, após ter sido eleito senador em 2010, vai ganhar o direito de assumir no Senado depois da validade do Ficha Limpa para as eleições passadas e ainda ganhou cargo na direção nacional do PSDB.
 
A Veja somente esqueceu de registrar que Cássio não foi cassado por compra de votos, mas por abuso do poder econômico ao supostamente se promover com programa de distribuição de cheques pelo governo, coisa parecida com o Bolsa Família do governo federal.
 
Nem que há uma testemunha sequer em todo processo dizendo que o próprio Cássio dada o chegue e pedia voto em troca.
 
Outra coisa: não há pena de prisão em casos como o de Cássio. E o ex-governador pagou, dentro do que define a lei no Brasil, a punição pela eventual irregularidade eleitoral. A comparação foi, a meu ver, por demais infeliz.
 
A matéria tá lá na página 91 da Veja.
 
postado por Genildo Alves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário