25 de julho de 2011

Sem apoio da direção municipal, Cartaxo recorre à Juventude do PT e tem nome aprovado para sucessão em JP


Dissemos em post anterior que o deputado Luciano Cartaxo terá que apresentar mais do que “vontade” se quiser ser o representante do PT nas eleições de 2012 na disputa pela prefeitura da Capital.
 
Ao ter dificuldades de unir o diretório municipal do PT em torno de sua pré-candidatura, Cartaxo vai comendo pelas beiradas.
 
De acordo com o Jornal da Paraíba, integrantes da juventude e da tendência de esquerda do Partido dos Trabalhadores (PT) na Paraíba se reuniram sábado passado para discutir, dentre outros temas, a conjuntura política do Estado. Nos eventos, os participantes referendaram o nome do deputado estadual Luciano Cartaxo como candidato à prefeitura da Capital pela legenda em 2012. O parlamentar esteve presente aos dois eventos e manifestou satisfação com a lembrança do seu nome.

Os jovens do partido se reuniram para uma plenária estadual, na sede do Sindicato dos Eletricitários da Paraíba (Sindeletric), em João Pessoa. O evento contou com a participação de visitantes de 20 municípios e reuniu mais de 50 pessoas. Entre os temas discutidos, a reforma estatutária do PT e a Conferência de Políticas Públicas de Juventude, além do II Congresso da Juventude Petista (etapa estadual - no período de 14 a 16 de outubro - e etapa nacional – no mês de novembro, em Brasília, Distrito Federal).

Durante a plenária, de acordo com o secretário de Juventude do PT da Paraíba, Ênio Joab, os jovens reafirmaram a necessidade de o partido ter candidaturas próprias em todo o Estado, principalmente nas grandes cidades. “No caso de João Pessoa, o nome de Luciano Cartaxo conta com o total apoio da juventude do partido e meu, particularmente, como filiado e secretário. Cartaxo é, hoje, a melhor opção que temos para a Capital”, afirmou.

Joab fez questão de citar, também, os nomes de outros possíveis candidatos pelo partido no interior do Estado. “Apoiamos também candidatura própria em Sapé (Edson Figueiredo), Sousa (Lafaiete Gadelha), Mamanguape (Agnaldo Lemos) e Jacaraú (Elias Costa). “Estamos vivendo um momento ímpar, mas ainda temos que avançar muito no contexto de juventude petista e a consolidação de todos estes nomes pode contribuir muito neste processo, principalmente pelo fato de todos eles serem jovens como nós”, declarou o secretário.

Esquerda

Na reunião dos filiados ligados à tendência de esquerda petista, comandada por Giucélia Figueirêdo, Josenildo Feitosa, Fernando Lopes e Antônio Arruda, os participantes traçaram estratégias para conquistar a militância e os filiados que ainda estão indecisos.

postado por Genildo Alves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário