12 de julho de 2011

Rosas inclui Ruy na lista pra vice de Agra e diz que PT tem que endossar aliança com PSDB

Abraham Linlcon já dizia que quando fazemos um inimigo de amigo ganhamos dele. O atual presidente do PSB da Paraíba e secretário de Transparência de João Pessoa, Edvaldo Rosas, parece saber da máxima. E, talvez, tenha sido por isso que confirmou com tanto entusiasmo que já estão avançadas as conversas com dois os dois tucanos, João Gonçalves, deputado estadual, e Ruy Carneiro, deputado federal.
 
Ambos com DNA “cicerista” e com a marca de terem disputado e perdido eleições para prefeito de João Pessoa com o PSB, uma em 2004 e outra em 2008. Segundo Rosas, os dois são duas boas opções pra vice. E já foram tem passagens garantidas no coletivo do PSB. Quer dizer, no trem do PSB, já que o partido agora é governo e pretende eleger 110 prefeitos em toda Paraíba.
 
A tese, se confirmada, afasta ainda mais Gonçalves e Ruy Carneiro do senador Cícero Lucena, atual presidente do PSDB paraibano, que faz firme oposição ao projeto de Luciano Agra (PSB). Mas que padece do isolamento dentro do PSDB.
 
Para Rosas, Cícero Lucena não é o maior problema na aliança PSB e PSDB. Mas sim os partidos aliados, que tem que entender, segundo ele, a importância da reedição da aliança feita em 2010 que levou Ricardo Coutinho ao governo do Estado.
 
Entre os aliados mais críticos, o Partido dos Trabalhadores, que também está de olho na vice de Agra. Em entrevista, Edvaldo Rosas, que anunciou deixar a Secretaria de Transparência no próximo ano, declarou que o PT não pode condenar a aliança com o pSDB e o DEM em João Pessoa porque pratica o mesmo ato nas demais cidades da Paraíba.
 
Levantamento aponta que o PT está aliado com o PSDB em 28 cidades da Paraíba e com o DEM em 26 municípios.
 
“Por que pode pra outras cidades e não pode pra João Pessoa?”, questionou Rosas. Com a palavra, os petistas.
 
GENILDO ALVES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário