2 de junho de 2011

Operação da Energisa encontra 10 mil irregulares em bairros de João Pessoa

Só nos primeiros cinco meses deste ano, a Energisa, concessionária de energia elétrica da Paraíba, detectou 10 mil ligações irregulares, os chamados 'gatos'. No ano passado, foram identificadas 25 mil ligações clandestinas que resultaram num prejuízo de cerca de R$ 120 milhões à empresa e de R$ 25 milhões em impostos para o Estado .

Para tentar coibir esse tipo de crime, a companhia tem realizado uma série de operações e ontem iniciou uma nova série de inspeções, dessa vez no Centro de João Pessoa, uma das regiões onde, de acordo com o Centro de Inteligência da Energisa, se identificam muitos focos de perca de energia. A operação nomeada de 'Gato Preto' começou às 8h desta terça-feira no bairro de Tambiá e vai se estender durante todo o mês de junho no Centro da Capital. Nas primeiras horas de trabalho da equipe da Energisa foi identificado um 'gato' em uma clínica de olhos. A reportagem tentou falar com a direção do estabelecimento, mas não teve êxito.

De acordo com Fabrício Alvarenga, gerente do Departamento de Medições e Combate a Perdas da Energisa, os proprietários de imóveis terão que ressarcir a empresa pela energia desviada e também podem ser processados penalmente por furto. "Depois dessa primeira etapa que a identificação, vamos calcular a quantidade de energia roubada e tomar as providências cabíveis", afirmou.

O gerente de medições ainda explicou que o desvio de energia é facilmente identificado quando é feito através da rede elétrica, mas que esse tipo de crime também se dá através de alterações nos medidores. "Nesse caso, nós enviamos o medidor para o Instituto de Metrologia e Qualidade (Imec), para sabermos se ele apresentou defeito ou se foi danificado", disse.

Durante a operação realizada ontem, a Energisa identificou (x) ligações irregulares no Centro de João Pessoa. Este ano, a empresa já desencadeou 22 mil inspeções em todo o Estado, sendo as últimas realizadas nos municípios de Itapororoca, Jacaraú e em Cabedelo nas praias de Camboinha e do Poço.



PB Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário