24 de maio de 2011

'Faroeste caboclo' ganha personagens para 'esticar' trama


João de Santo Cristo, Jeremias e Maria Lúcia são personagens já conhecidos da música brasileira, imortalizados na canção “Faroeste caboclo”, escrita por Renato Russo em 1979. Na versão cinematográfica da história, que está sendo filmada em Brasília desde 10 de abril, Cris, Beto e Telmo entram em cena para ajudar na contextualização do enredo de um dos maiores sucessos da Legião Urbana.



No roteiro adaptado por Marcos Bernstein e Victor Atherino, eles ajudam na compreensão do desenrolar do triângulo amoroso e seu desfecho trágico. “A música não diz que ela [Maria Lúcia] tem amigos, mas também não diz que não tem”, afirma o diretor do filme, René Sampaio.

Sampaio não dá detalhes sobre a versão cinematográfica de “Faroeste Caboclo”. Ele se limita a dizer que as principais adaptações feitas na transposição da música para as telas foram no sentido de dar veracidade aos personagens. Brasiliense com casa também no Rio de Janeiro, ele se diz fã da Legião Urbana e que, desde a primeira vez que ouviu a canção, quis fazer um filme sobre a história de João de Santo Cristo, Jeremias e Maria Lúcia.

A trama se passa quase integralmente em Brasília, entre 1979 e 1981. Por conta do tombamento do Plano Piloto, a Esplanada dos Ministérios, a rodoviária e os prédios da Asa Sul, onde mora Maria Lúcia, receberam pequenas alterações para a gravação de cenas externas.

A Ceilândia dos anos 80 foi totalmente reconstruída no Jardim ABC, no Entorno do DF, porque a cidade hoje pouco lembra o cenário do fictício duelo final entre João de Santo Cristo e Jeremias.

Orçado em cerca de R$ 6 milhões, já inclusos os gastos com lançamento e divulgação, o filme traz Ísis Valverde como a intérprete de Maria Lúcia. O papel de João de Santo Cristo ficou com Fabrício Boliveira, e Felip Abib dá vida a Jeremias. Antonio Calloni interpreta o policial Marco Aurélio, com ação voltada especialmente para a apreensão de drogas nos sisudos anos 80. Marcos Paulo vive o senador Ney, pai de Maria Lúcia.

Filho de Renato Russo ganha papel em filme 

O único filho de Renato Russo, Giuliano Manfredini, acompanha de perto as filmagens de “Faroeste caboclo”. De tão perto que acabou ganhando um papel na trama. “Ainda não posso falar sobre o personagem porque será uma surpresa. Queria fazer minha homenagem também”, conta Giuliano, fruto do relacionamento do vocalista da Legião Urbana com uma fã, Raphaela Bueno, morta em um acidente de carro em 1989.

A aproximação com a equipe que está filmando “Faroeste” aconteceu naturalmente. Além de único filho de Renato, Giuliano é herdeiro de grande parte do espólio das músicas da Legião Urbana. Mas diz que, quando se trata da banda, todas as decisões são tomadas em conjunto com os outros ex-integrantes da Legião, Dado Villa Lobos e Marcelo Bonfá, que hoje desenvolvem trabalhos solo.

“Eu sou o herdeiro do trabalho do meu pai, não de toda a obra da Legião Urbana. Cada um seguiu seu caminho e, por morarmos em cidades diferentes, não temos muito contato. Mantemos apenas uma relação profissional”, diz.

Quando as gravações de “Faroeste Caboclo” se encerrarem, Giuliano vai mergulhar em outro filme, dedicado a retratar a adolescência de seu pai nos anos 80. Dirigido por Antonio Carlos da Fontoura, “Somos tão jovens” terá Thiago Mendonça, que viveu o cantor Luciano em “Dois filhos de Francisco”, no papel de Renato Russo. As filmagens em Brasília estão previstas para começar no final de maio.

Giuliano está colaborando com a produção local e também na seleção de bandas para a trilha sonora. “Tento sempre me envolver em todos os projetos que cercam a Legião Urbana”.

 Cerca de 120 pessoas estão envolvidas nas filmagens de "Faroeste caboclo", dos quais 30 são atores. Para fazer a figuração das festas de rock que permeiam a trama, 300 jovens de Brasília foram selecionados em universidades, bares e também pela internet. Só para a recriação da Rockonha, 150 figurantes foram deslocados para o local original da festa, uma chácara perto de Sobradinho, a 22 km do centro do Plano Piloto.

As filmagens em Brasília seguem até o próximo dia 25. Depois disso, uma equipe reduzida segue para a Bahia para filmar a partida de João de Santo Cristo de seu estado natal. Ainda não há previsão para o lançamento do filme, que só deve chegar às telas em 2012.

Da redação por Tiago Nunes com G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário