19 de maio de 2011

Banda Garota Safada é denunciada à Polícia por causa de músicas





Uma polêmica envolvendo artistas e produtores de bandas de forró locais transformou-se num caso de Polícia e agora virou inquérito já instaurado na Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF). O caso chegou ao conhecimento daquela Especializada através de uma notícia-crime formulada pelo cantor e produtor Gleison Castro Alves de Leitão Sousa, o ´Tony Guerra´ (foto ao lado).

Na queixa apresentada na DDF, ´Tony Guerra´, que se identificou como proprietário da empresa ´Guerra Eventos e Produção Artística Limitada´, afirma que duas composições musicais de sua autoria, intituladas de ´Perigueti´ e ´Elas ficam loucas´, foram ilicitamente copiadas, gravadas em milhares de CDs e vêm sendo executadas em shows não autorizados por sua empresa. Aponta como responsáveis pelo crime a banda ´Forró Garota Safada´ e o seu vocalista, ´Wesley Safadão´(foto ao lado).

Segundo o delegado Jaime Paula Pessoa Linhares, titular da DDF e responsável pelas investigações em torno do caso, o queixoso afirma que, cerca de 300 mil CDs foram lançados no mercado pela banda ´Garota Safada´ contendo as duas músicas.

Crime

Além disso, a notícia-crime afirma que ´Wesley Safadão´ (foto ao lado) também tem cantado as duas músicas em apresentações em seus shows e participações em programas de forró na TV, sem a devida autorização.

"Os acusados já foram notificados e serão ouvidos nesta delegacia no inquérito policial já instaurado a partir da queixa que nos foi entregue no último dia 12", explica o delegado Jaime Linhares.

A briga entre os ´forrozeiros´ poderá resultar em indiciamento, já que os fatos narrados pelo queixoso, se confirmados durante a apuração policial, podem se constituir no crime de violação de direito autoral, previsto no artigo 184 do Código Penal Brasileiro, com pena prevista de dois a quatro anos de prisão.


Da redação por Tiago Nunes com Blog Mari Fuxico 

Nenhum comentário:

Postar um comentário