16 de abril de 2011

Sindicalista reivindica piso salarial para os servidores da Educação na PB


Foto:Paraibaonline
O Representante do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (SINTEP-PB), professor Sizenando Leal, disse na manhã deste sábado (16) que a categoria não paralisou suas atividades porque a direção do sindicato não apoia a greve.

Ele falou sobre a postura dos profissionais da Educação, em relação à proposta do Governo do Estado de pagar uma bolsa de R$ 230,00, ao invés de um piso salarial para a categoria.

- Essa bolsa depende de uma avaliação e deixa os aposentados de fora do pagamento. O governo diz que não tem dinheiro, mas deveria transformar essa bolsa em salário. Só quem votou em Ricardo Coutinho vai receber essa bolsa. Quem for a favor de uma greve não vai receber essa bolsa - frisou o sindicalista.

Segundo Leal, “o Governo do Estado também não está pagando o salário mínimo aos servidores”.

- O Estado está pagando apenas R$ 510,00 para funcionários e um salário transporte equivalente a R$ 60,00, para os trabalhadores de João Pessoa e Campina Grande. Se a direção do sindicato não tiver coragem de entrar com uma ação na Justiça, entrarei com uma ação, para que nossos direitos sejam assegurados – finalizou Sizenando Leal, em entrevista à Rádio Correio FM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário