21 de abril de 2011

Procon nega escassez de gasolina em postos da Paraíba no feriado

A secretária executiva do Procon Estadual, Klébia Ludgério, rebateu o 'alarme' feito na quarta-feira (20) pelo Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Derivados de Petróleo da Paraíba (Sindipetro-PB), de que poderia faltar gasolina nos postos do estado neste feriadão. Segundo ela, a informação tem caráter oportunista, para forçar o consumidor a 'romper' com o boicote aos postos que estão cobrando preços altos.
O alerta do sindicato foi enviado à imprensa por meio de relise na quarta-feira à tarde. O texto leva em consideração declarações do diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, de que poderia faltar combustível em alguns postos do país por causa da escassez de etanol anidro, que é misturado à gasolina.
Contudo, o ministro da Fazenda Guido Mantega negou que o Brasil sofra com o desabastecimento de gasolina nesta Semana Santa. Mantega também é presidente do Conselho de Administração da Petrobras e enfatizou: "É claro que não vai faltar gasolina. De jeito nenhum", afirmou à Folha de S. Paulo.
Em nota enviada à imprensa, a Petrobras negou que Costa tenha declarado que poderá faltar gasolina. "Ele ressaltou o que já é de conhecimento público, que existe pouca oferta de álcool no mercado", diz a nota.
Na Paraíba, a secretária do Procon recomendou que os consumidores deem continuidade ao boicote aos postos que cobram preços acima da média.
"Já observamos resultados do boicote. O valor do litro de gasolina baixou em alguns estabelecimentos depois que os motoristas passaram a evitar os postos mais caros. Os Procons municipais fazem pesquisas semanais, então vale a pena acessar os sites e consultar as tabelas", comentou Klébia Ludgério.

Paraíba 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário