20 de abril de 2011

Piloto acidentado em Interlagos não resiste e morre em SP


Piloto acidentado em Interlagos não resiste e morre em SP

Três dias após se envolver em um acidente durante a terceira etapa da Stock Paulista, no autódromo de Interlagos, o piloto Paulo Kunze, 67, "não resistiu aos ferimentos decorrentes de um traumatismo crânio-encefálico" e morreu às 10h30 desta quarta, informou o Hospital Alvorada, em São Paulo, onde estava internado.

O velório será no cemitério de Congonhas, em horário a ser definido pelos familiares.


O acidente aconteceu na primeira volta da corrida. O piloto, que disputava sua primeira prova na temporada, bateu em outro carro na reta oposta, decolou, passou por cima do guard rail e parou fora da pista.

Neste ano, o autódromo de Interlagos, que abriga o GP Brasil de F-1, já havia testemunhado outros dois acidentes com mortes.

No último dia 3, o piloto Gustavo Sondermann, da Copa Montana, categoria de acesso à Stock Car, protagonizou acidente na Curva do Café e teve morte encefálica confirmada no dia seguinte.

A curva, uma das mais velozes de Interlagos, foi o mesmo local que vitimou Rafael Sperafico, também na categoria de acesso à Stock Car, em dezembro de 2007.

Antes da morte de Sondermann, em 24 de fevereiro, o fotógrafo João Lisboa morreu também na Curva do Café.



Folha online

Nenhum comentário:

Postar um comentário