7 de abril de 2011

No mês da mulher, doze foram assassinadas na Paraíba


Ciúmes e envolvimento com droga. Estes são os principais motivos da maioria dos assassinatos de mulheres ocorridos ultimamente na Paraíba. Somente no mês de março, dedicado a elas, foram contabilizados cerca de doze homicídios. Na maioria dos casos os autores dos crimes foram presos.
A maioria das vítimas era da classe baixa e residiam em bairros da periferia. O bairro de Mandacaru, em João Pessoa, registrou dois assassinatos e em um dos casos a vítima, Eduarda Roseane N. Silva, 19 anos, foi morta pelo próprio pai com várias facadas.
Eduarda estava no oitavo mês de gravidez e de acordo com vizinhos da vítima, o pai dela estava separado de sua mãe e não aceitava a decisão da mulher. No dia 11, à noite, ele matou a filha. Eduardo, como é conhecido ainda não foi preso.
Dois dias após a morte de Eduarda outra mulher era assassinada em Mandacaru. No dia 13 foi morta Ana Paula Leôncio que trabalhava como diarista. Ela teve a casa invadida por bandidos, arrastada junto com um filho para a rua, assassinada e esquartejada.
Os envolvidos na morte de Ana Paula foram presos e revelaram que o alvo era um filho dela e como não encontraram resolveram matar mãe e filho. Ainda em João Pessoa foi morta Jaqueline costa da Silva, assassinada no bairro do Varadouro.
Em nove casos os autores foram presos e alguns deles confessaram ciúmes para a prática do crime. No dia 4, na cidade de Patos, foi encontrado o corpo da estudante Raelma Gomes Monteiro, 15 anos. Ela foi morta a facadas e o corpo somente encontrado vários dias depois num matagal.
Em Sousa, Francisca Januário dos Santos Silva foi morta a tiros pelo companheiro que após o crime praticou o suicídio.
Outros casos que chamaram a atenção aconteceram nas cidades de São Sebastião de Lagoa de Roça e Lagoa Nova. Na primeira cidade a empresária Maria Concebida de Farias, 65 anos foi assassinada junto com um filho. O crime foi por vingança, o mesmo acontecendo com Eliane Barbosa morta a tiros junto com o companheiro. Apenas no primeiro caso os autores foram presos.
Os sete primeiros dias do mês de abril já apresentaram quatro mulheres assassinadas. O último aconteceu na cidade do Conde, litoral sul do Estado. A vítima foi Verônica da Silva morta a tiros pelo companheiro, um pai de santo que também se suicidou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário