17 de abril de 2011

AL recebe 745 matérias, mas só 2% são relevantes para a população


Entre os meses de fevereiro e março deste ano, os deputados estaduais paraibanos apresentaram um total de 745 matérias, o que representa uma produção diária de aproximadamente 12 matérias por dia (considerando também os sábados, domingos e feriados do período). À primeira vista, o número pode surpreender, mas se observado o teor elaborado, a relevância da produtividade pode chegar a apenas 2%, quando considerado o benefício efetivo à população.
Das 745 matérias apresentadas, apenas 94 são projetos de lei - o que representa apenas 12,65% do total. O restante são requerimentos (documento que pede providências por parte de autoridades), proposições para a realização de sessões especiais e pedidos de informações, o que, para o cientista político Ítalo Fittipaldi, não deve ser a principal preocupação dos parlamentares e, na maioria das vezes, não chega a ter efeitos concretos na vida da população de todo o estado.
Indo um pouco mais a fundo e ‘separando o joio do trigo’, a realidade de baixa qualidade da produção da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) começa a ser revelada e ela chega a ser decepcionante em alguns casos.

Do Jornal da Paraíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário